Taxistas irão ocupar vagas de lotação na zona sul

0
(Foto: Arquivo Infonet)

Indignados com a retirada da pauta do Projeto de Lei sobre o aumento da multa para os táxis clandestinos, os taxistas de Aracaju decidiram ocupar pontos de lotação da zona zul da capital. A categoria alega que o serviço, segundo eles ilegal, compromete a atividade fim dos taxistas.

A decisão foi tomada durante assembleia realizada na noite da última quinta-feira, 18. O projeto de Lei, de autoria do Poder Executivo, dispõe sobre a proibição do transporte clandestino de passageiros em Aracaju e prevê a aplicação de multas, com valores de mais R$ 4 mil.

De acordo com o vice presidente do Sindicato dos Taxistas de Sergipe (Sintaxi), Gerson Ferreira, ao contrário do que se planejava, os taxistas não farão manifestações. “Aconteceu uma assembleia geral dos taxistas e nós decidimos não parar a cidade e nem fazer ato na frente da Prefeitura. Os taxistas de Aracaju farão o sistema de lotação na zona sul, onde tem ponto de lotação, pois a sobrevivência dos taxistas está comprometida. Todo local da região que tem espaço para atender, nós vamos atender”, alerta o sindicalista ao ressaltar que com exceção dos locais que possuem lotação, mas que estão legalizados.

Projeto de lei

Ferreira destacou ainda, que a categoria se posicionará contra aos vereadores que se opuseram ao projeto. “Vale lembrar que os vereadores perderam a oportunidade de aprovar o projeto do aumento da multa. Sendo assim,  vamos informar através de ofício a todos os órgãos, a exemplo do Ministério Público, Secretaria de Segurança Pública e SMTT, sobre a nossa decisão em ocupar as vagas de taxi lotação que estão irregulares”, garante.

Entenda

O Projeto foi retirado da pauta de votações da Câmara de Vereadores, na última quarta-feira, 17, a pedido do líder do governo, o vereador Agnaldo Feitosa. A justificativa dada pelo vereador foi de que o PL precisa de correções. Foram 15 votos favoráveis, dois contrários e duas abstenções.

Na última terça-feira, 16, os motoristas que fazem o transporte alternativo nos bairros Santa Maria, Zona de Expansão, Santa Lúcia e Coroa do meio, realizaram mais uma manifestação contra o Projeto de Lei que prevê o aumento da multa para os motoristas, que continue realizando o transporte “irregular”. De acordo com o projeto, apresentado pelo Vereador Adriano (PSDB), a multa sairia de R$ 420,00 para R$ 4.360.

Por Eliene Andrade

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais