Confiram os critérios do protocolo sanitário para cursos livres em SE

0
Ainda de acordo com o Diário Oficial, escolas regulares, creches, faculdades, universidades e pré-vestibulares não fazem parte desta fase de liberação. O tema deve ser debatido somente no mês que vem (Foto: Pixabay)

Foi divulgado na manhã desta terça-feira, 15, no Diário Oficial do Estado, o protocolo sanitário para a realização de cursos livres. Segundo a publicação do Governo, entende-se por cursos livres atividades relacionadas às artes, músicas, idiomas, reforço escolar e profissionalizantes. Ambas foram liberadas para funcionar a partir da última segunda-feira, 14, com 50% da capacidade.

Ainda de acordo com o Diário Oficial, escolas regulares, creches, faculdades, universidades e pré-vestibulares não fazem parte desta fase de liberação. O tema deve ser debatido somente no mês que vem.

Em relação às atividades liberadas, o protocolo sanitário ressalta que permanece proibido o uso de bibliotecas, salas de audiovisuais, e outros espaços de uso compartilhado. Além do mais, alunos menores de 10 anos de idade ficam proibidos de comparecer as aulas coletivas dos cursos, permitindo a modalidade de ensino individualizado.

No mais, as atividades também devem obedecer os seguintes critérios:

– Uso obrigatório de máscara/

– Álcool em gel deve ser disponibilizado nas entradas das salas de aula;

– Deve haver intervalo de 15 minutos entre uma aula e outra para higienização do local;

– O distanciamento mínimo deve ser de 1,5 metros;

– O funcionamento poderá ocorrer todos os dias, sem restrição de horário, de acordo com a natureza do curso e capacidade da instituição;

– Não devem ser realizadas atividades com compartilhamento de objetos;

– Proibido o acesso ao local de pessoas com temperatura acima de 37,5 °C;

por João Paulo Schneider 

 

Comentários