MPE realiza audiência sobre violência contra a criança

0
Audiência foi realizada na tarde desta segunda-feira no Ministério Público (Fotos: Portal Infonet)

Com o objetivo de celebrar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (18 de maio), o Ministério Público do Estado de Sergipe em parceria com o Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes, Conselho Tutelar e secretarias municipais de Educação e Saúde participaram de uma audiência pública na tarde desta segunda-feira, 14.

No evento, coordenadores de escolas da rede estadual e municipal foram apresentados ao projeto ‘Rompendo com o Silêncio’ que tem a intuito de mobilizar toda a sociedade sobre a necessidade de se prevenir, responsabilizar e denunciar crimes dessa natureza.

A representante da 8ª Promotoria de Justiça dos Direitos do Cidadão, Dra. Maria Rita Machado, explica que a ação está sendo implementada em parceria com todos que compõem a rede integrada de proteção à criança. “Queremos mobilizar a sociedade em geral para que colaborem no sentido de garantir a preservação e o efetivo exercício dos direitos das crianças e dos adolescentes. É um trabalho que não é fácil e precisa ser construído dia após dia”, comenta a promotora.

Professores da rede municipal e estadual foram apresentados ao projeto 'Rompendo com o silêncio'

Para a coordenadora de projetos da Secretaria Municipal de Educação, Valdinete Paes, as atividades de reflexão sobre a temática desperta a participação das pessoas.  “A partir das discussões, a sociedade percebe que poderá participar ativamente do enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes. Os professores precisam ser orientados para que denunciem os casos de abuso contra os jovens e fomentem a mobilização à respeito de assuntos ligados à essas temáticas”, explica.

Coordenadora da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) João Teles de Menezes, Edjane Soares, faz questão de repassar as idéias da iniciativa. “Estamos em uma grande oportunidade de ampliar o círculo de proteção da criança e adolescente. É uma perspectiva de erradicar a violência e melhorar as condições de estudos dos jovens. Mas para isso seja posto em prática, precisamos de estrutura e apoio dos órgãos competentes”, revela.

Semed

Coordenadora de projetos da Semed, Valdinete Paes

Para dar continuidade às atividades, a Semed promoverá no dia 17, a exibição do filme “Cinderelas, Lobos e Um Príncipe Encantado”.  A sessão acontecerá no Cinemark Jardins e terá 300 vagas reservadas para professores e coordenadores da rede municipal de ensino. Após o filme, haverá um momento de reflexão sobre a temática apresentada.

No dia 18, a partir das 10h, será realizada a palestra ‘O Enfrentamento da Violência, do Abuso e da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes’ com Dra. Dalka Chaves de Almeida Ferrari, coordenadora do Serviço de Proteção Social às Crianças e aos Adolescentes Vítimas de Violência, da região oeste do município de São Paulo.

A programação será finalizada às 14 horas com uma grande passeata no Centro da cidade, com concentração na Praça da Bandeira, percorrendo a av. Barão de Maruim, Itabaiana, Calçadão da João Pessoa e encerrando na Praça Fausto Cardoso. A ação contará com a presença de alunos e professores da rede municipal, além de promotores de Justiça e representantes do Conselho Tutelar e Centros de Referência à Assistência Social.

Presenças

Também estiveram presentes no evento, Danival Falcão, representante do Conselho Estadual da Criança e do Adolescente; Lilian Carvalho, promotora de justiça; Rosângela Santana, vereadora pelo (PT); Selma Maria Amorim, secretária adjunta dos direitos humanos; Maria Joselita Almeida Barbosa, procuradora de justiça.

Por Verlane Estácio e Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais