Prêmio Semear Internacional de Jornalismo está com inscrições abertas

0

Teve início nesta quarta-feira, 1, o período de inscrições para o Prêmio Semear Internacional de Jornalismo, que irá escolher as melhores reportagens sobre boas práticas rurais apoiadas pelo Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola – FIDA em 11 estados do Brasil, sendo, em Sergipe, o Projeto Dom Távora, executado em parceria com o Governo do Estado.

O concurso é voltado para profissionais de imprensa e irá distribuir R$ 70.000,00 em prêmios, divididos em quatro categorias: impresso, televisão, rádio e internet. Os primeiros colocados em cada categoria receberão, cada um, o valor de R$12.500,00, enquanto os quatro segundos lugares ganharão R$5.000,00 cada, além de troféus e certificados.

O prêmio foi lançado oficialmente em Sergipe em 05 de fevereiro. Inicialmente, o prazo para as inscrições iria até o dia 15 de julho, porém, em função da pandemia do coronavírus, ele será estendido, com nova data a ser comunicada pela organização dentro em breve. Dessa maneira, os jornalistas terão mais tempo para produzir suas matérias em segurança. São aceitas as inscrições de reportagens realizadas desde o dia 15 de janeiro deste ano.

Pautas

Diversas pautas podem surgir a partir de cada projeto beneficiado pelo Dom Távora em Sergipe. As reportagens inscritas no concurso poderão abordar temas como: comercialização de produtos da agricultura familiar, técnicas de beneficiamento, protagonismo de jovens rurais, ações focadas no empoderamento de mulheres, quilombolas na zona rural, e mudanças e impactos positivos nas comunidades atendidas pelos projetos apoiados pelo FIDA no Estado de Sergipe. Sugestões de pautas estão disponíveis no site da Secretaria de Estado da Agricultura.

Os interessados em acessar sugestões de pauta relacionadas ao Projeto Dom Távora podem, ainda, enviar e-mail com dúvidas e solicitações para seagri.ascom@gmail.com. O edital do Prêmio, onde consta todo o regulamento, está disponível no site do Semear Internacional.

Fonte: Ascom/Seagri 

Comentários