Seduc estuda implantação de educação profissional aos jovens da EJA

0
Em 2019 já foram realizadas 7.799 matrículas na modalidade EJA (Foto: Seduc)

Representantes da Secretária de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) reuniram-se nesta sexta-feira, 29, no setor de Serviço de Educação de Jovens e Adultos (Seja), em Aracaju, com o intuito de discutir a oferta do ensino profissionalizante aos jovens matriculados na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Em 2019 já foram realizadas 7.799 matrículas na modalidade EJA. Por conta do número de matriculados, a Seduc também quer integrar a essa modalidade de ensino cursos profissionalizantes.

Um dos objetivos traçados na reunião foi a educação integral, além de discutir a questão que envolve a evasão de jovens matriculados na EJA, tornando esta modalidade mais atraente e promovendo, além da formação básica, a educação profissional.

Vlademir Silva, chefe do Seja, já tem um plano de trabalho que contempla a integralização da educação para os jovens e adultos matriculados na modalidade EJA. “Está estabelecido dentro do nosso plano de trabalho anual que a gente faça de forma integrada a oferta da EJA com a educação profissional. Isso é uma demanda do próprio jovem e adulto a ser inserido de forma qualificada no mercado de trabalho. Essa aproximação entre ações do Seja, Sepro e Cejuv é justamente com este intuito: associar a educação profissional”, disse.

Perspectiva

A partir dessa segunda reunião, a Seduc pretende iniciar no segundo semestre de 2019 cursos de formação inicial e continuada, voltados para o perfil dos alunos da EJA, pois o Sepro oferece cursos nas modalidades subsequente, integrada e concomitante. A aplicação dos cursos dependerá da demanda dos matriculados na EJA.

A coordenadora do Serviço de Ensino Profissionalizante (Sepro/Seduc), Rivânia Andrade, responsável pela rede de escolas de educação profissional do estado, disse que, além da responsabilidade para com o jovem sergipano, a intenção do Ensino Profissionalizante é integralizar a educação. “A educação profissional permeia todos os níveis de ensino e modalidade; então todos os nossos cursos trabalham com a educação de jovens e adultos, com ensino fundamental e ensino médio, porque o nosso aluno é oriundo dos níveis de ensino e modalidades da rede. Sendo assim, temos que trabalhar com integração para atender aos alunos”, afirma.

Educação de Jovens e Adultos

São 662 turmas em 115 escolas da rede estadual que oferecem a modalidade EJA. A preocupação com a educação integralizada para esses jovens e adultos não é apenas com a educação formal, mas com a educação cidadã e a capacitação profissional.

A Seduc está estreitando as relações com possíveis parceiros para apoiar a qualificação profissional e no incentivo à autonomia dos jovens.

Fonte: SEDUC

Comentários