Semed diz que vai repor aulas após a greve

0

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) informou, através de nota, que a reposição de aulas se dará após o término da greve dos professores municipais, momento em que serão contabilizados os dias em que os alunos deveriam receber aula e não receberam por consequência da greve. A Semed assegura que não deixará de cumprir os 200 dias letivos nas escolas que aderiram ao movimento.

As escolas ainda estão em período de férias. Atualmente, a rede municipal de ensino conta com 1.713 professores. Dentro desse quadro, somente 51 professores de nível médio, com jornada de 40 horas semanais, recebem salários no valor de R$ 1.187,00. O restante recebe salários superiores ao piso estabelecido pela lei nacional, com uma média salarial de R$ 3.543,00.

Na reunião ocorrida no dia 13 de julho, com a participação do prefeito Edvaldo Nogueira, representantes do Sindipema e dos secretários municipais da Educação, Antônio Bittencourt Junior, e de Finanças, Jeferson Passos, houve a criação de uma comissão específica para realizar estudos e estabelecer metas para dar continuidade ao processo de valorização do magistério municipal. Sobretudo, o Sindipema não aderiu à sugestão do prefeito quanto à comissão e até o momento não manteve nenhum tipo de comunicação com a Semed.

Fonte: Semed

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais