Tempo Integral: governo de Sergipe lança campanha de matrícula 2020

0
A campanha deste ano busca incentivar a adesão de jovens ao Ensino Médio na modalidade integral (Foto: Maria Odília)

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), por meio do Núcleo Gestor do Ensino Médio em Tempo Integral (NGETI), lançou na Faculdade Estácio, em Aracaju, a campanha de matrícula 2020, intitulada “Quero Integral, para os estudantes que desejarem estudar no Ensino Médio em Tempo Integral”.

A campanha deste ano busca incentivar a adesão de jovens ao Ensino Médio na modalidade integral. Para tal, um fôlder com informações sobre como funciona e o que tem nesse novo modelo de ensino em Sergipe foi distribuído, além da divulgação do site.

“Hoje nós estamos compartilhando essa campanha com as equipes gestoras, e a partir desse momento elas vão trabalhar captando matrícula e levando a informação sobre o que é o ensino de tempo integral para as pessoas das comunidades”, argumentou a coordenadora geral do NGETI, Emanoela Ramos.

O Ensino Médio em Tempo Integral começa no turno matutino e segue até o turno vespertino. As escolas que dispõem de vagas nessa categoria são chamadas de Centro de Excelência por dispor de um cronograma distinto. As refeições são oferecidas dentro da escola, com dois intervalos para o lanche e uma pausa mais longa para o almoço. Os estudantes têm aulas de todas as disciplinas que preparam para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e as unidades também oferecem outras atividades.

Os estudantes têm a oportunidade de definir sonhos e planejar o futuro nas aulas de Projeto de vida; aprendem a organizar os estudos nos Estudos Orientados; articulam teoria e prática nas chamadas Práticas Experimentais; escolhem uma combinação de matérias de interesse a cada semestre nas Eletivas; e promovem atividades científicas, culturais, esportivas e outros nos clubes de protagonismo.

Na ocasião, dez jovens formadores foram convidados para ser embaixadores da campanha de matrícula 2020. Sirley Mendonça foi uma delas. A jovem estudante do 2º ano do Centro de Excelência Dr. Edélzio Vieira de Melo, localizado na cidade de Santa Rosa de Lima, é líder de classe, presidente do clube de protagonistas e atua de forma efetiva no planejamento e na organização de eventos na unidade.

“O Ensino Integral abre muitas portas para o estudante. Eu sou bolsista na UFS no programa Meninas da Ciência, que eu consegui a partir do integral. Eu aconselharia os alunos do 9° ano a se matricularem porque é um ensino que faz o estudante se sentir importante para a sociedade e que prova que ele faz a diferença no mundo”, contou Sirley.

O jovem Marley Ferreira, estudante do 3º ano do Centro de Excelência Vitória do Santa Maria, no bairro Santa Maria, em Aracaju, também compartilha seu sentimento. O jovem acredita na transformação que a educação pública é capaz de fazer na vida dos estudantes e das localidades onde residem.

Fonte: Seduc

 

Comentários