Diretor financeiro é contra a participação do Itabaiana

0

Se depender do diretor financeiro do Itabaiana, Ernesto Sobrinho, o clube não participa da Série C do Campeonato Brasileiro e ele explica o porque: “ Nós não temos as minimas condições de arcar com todas as despesas. Em 2001, nós gastamos em torno de R$ 140.000,00, esse ano a tendência é que valor seja bem maior, uma vez que as equipes terão que pagar as arbitragens”, disse ele, ressaltando que se não houver uma ajuda de um patrocinador de pelo menos R$ 5.000,00 por mês fica inviável colocar o time para jogar. Sobrinho disse que nessas condições o tricolor só participa da Série C se o presidente Alberto Nogueira resolver bancar todas as despesas. Ele ressaltou que mesmo o prefeito Luciano Bispo contribuindo com transporte e alimentação ainda sim é insufiente para disputar a Série C. “ Nós não temos como cobrar mais do prefeito, já que ele nos ajudou com verbas de subvenção tanto no Campeonato Estadual como na seletiva do nordeste”, disse Sobrinho, destacando que o tricolor tem ainda que bancar uma folha de pagamento que gira em torno de R$ 11.000,00. Sobrinho esteve reunido com o presidente da Federação Sergipana de Futebol, Carivaldo Souza, que lhe informou que a entidade não dispõe de recursos financeiros, para poder ajudar o Itabaiana. Ele disse ainda que conversou com Luciano Bispo, que se comprometeu em contribuir com o tricolor no valor de R$ 8.000,00 não na condição de prefeito e sim de torcedor. A equipe base do Itabaiana, caso resolva disputar a Série C é a seguinte: Charles, Almir, André, Pedrão e Índio; Alex, Raulino, Gilsinho e Orlando; Tosca e Gilson Costa.

Comentários