Presidente da FIFA reafirma a confiança na Copa de 2014

0

(Foto: divulgação)

Nesta quarta-feira, 28, o Comitê Organizador da Copa do Mundo da FIFA se reuniu em Zurique pela primeira vez na sua nova composição para discutir a edição de 2014 do evento. O presidente da FIFA, Joseph Blatter, abriu o encontro saudando o novo presidente do Comitê Organizador Local (COL), José Maria Marin, também presidente da CBF, e o presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo del Nero, nomeado recentemente para o Comitê Executivo da FIFA.

No intuito de sublinhar a importância do Mundial para a entidade máxima do futebol, o Comitê Executivo da FIFA passará a fazer parte, pela primeira vez, do fórum deliberativo que é responsável por monitorar e organizar cada edição da Copa.

"Depois da reconfirmação recebida da presidenta Dilma Rousseff e do governo brasileiro quanto ao cumprimento de todas as garantias, estamos confiantes de que, apesar das muitas tarefas que todos ainda temos pela frente, o Brasil organizará uma Copa do Mundo excepcional em 2014", disse Blatter. O mesmo tom havia sido manifestado pelo presidente da FIFA em carta enviada ao ministro do Esporte, Aldo Rebelo, na última semana.

Para que o comitê possa tirar proveito das experiências anteriores e dos preparativos futuros, os CEOs das edições de 2010 e 2018 da Copa do Mundo da FIFA, Danny Jordaan e Alexey Sorokin, respectivamente, foram convidados a participar na condição de consultores especiais.

Sustentabilidade e slogan

"Recebemos hoje, pela primeira vez, um boletim bastante aprofundado quanto à situação dos preparativos em todos os aspectos, inclusive sobre o importante plano estratégico de sustentabilidade", disse Nicolás Leoz, presidente da Conmebol e integrante do Comitê Executivo da FIFA.

"Isso é essencial, já que temos uma responsabilidade que vai além da infraestrutura para o evento. Devemos garantir a maximização dos efeitos positivos em benefício de todos os brasileiros e a minimização do impacto negativo, sobretudo para o meio ambiente." Essa preocupação também estará refletida no slogan oficial, que deve ser lançado nos próximos dois meses. Espera-se que a data exata seja anunciada após a reunião do Conselho de Administração do Comitê Organizador Local (COL), agendada para 9 de maio no Rio de Janeiro.

Centros de treinamento

O diretor executivo de Operações da Copa, Ricardo Trade, apresentou um amplo relatório dos preparativos, frisando aspectos-chave da organização do torneio, como a escolha dos centros de treinamento das seleções, a gestão dos gramados, as reformas nos estádios e demais obras.

Além disso, os membros do comitê reiteraram a necessidade de uma infraestrutura apropriada para garantir uma experiência agradável aos milhares de torcedores que viajarão ao Brasil e aos milhões de pessoas que assistirão às partidas em todo o país, desde as operações aeroportuárias até acomodação e transporte local. O enorme interesse pelo evento também recebeu destaque por meio dos resultados positivos alcançados até o momento pela venda dos pacotes de hospitalidade.

Outros temas debatidos afetam diretamente as partidas, como os preparativos das questões médicas e da arbitragem. O diretor do Departamento de Arbitragem da FIFA, Massimo Busacca, apresentou o caminho que os árbitros terão de percorrer até o Brasil. De agora em diante, será introduzida uma lista aberta de possíveis candidatos e, assim como no caso dos jogadores, haverá monitoramento constante e rigoroso quanto ao desempenho dos árbitros até a escolha final, no primeiro trimestre de 2014. A próxima reunião do Comitê Organizador da FIFA acontecerá em 26 de setembro.

Fonte: FIFA

Comentários