Ângela Melo defende passaporte vacinal e repudia postura negacionista

0
Ângela Melo entende que esse não é o momento de retomar as aulas presenciais na rede municipal (Foto: Arquivo/Assessoria)

Em pronunciamento nesta terça-feira, 30, a vereadora Professora Ângela Melo (PT) expressou preocupação com a circulação de novas variantes do coronavírus e defendeu a adoção de medidas de prevenção, a exemplo do passaporte vacinal.

“Em diversos lugares do mundo, os governos têm exigido que para acesso a determinados ambientes as pessoas precisam apresentar comprovante de vacina, além do uso de máscaras e do respeito ao distanciamento de 1 metro e meio. Aqui em nossa cidade e nosso estado não pode ser diferente”, disse Ângela.

Neste sentido, a parlamentar repudiou a posição do governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD), em ingressar no STF contra uma Portaria do Tribunal de Justiça de Sergipe que exige o comprovante de vacina a quem deseja ter acesso às suas instalações.

“É lamentável que o governo do nosso estado se alinhe ao pensamento negacionista e caminhe na contramão do mundo inteiro, que cada vez mais entende a necessidade do passaporte vacinal”, frisou.

Além dos riscos das novas variantes, Professora Ângela Melo lembrou que em Aracaju, por exemplo, mais de 45 mil pessoas ainda não tomaram nenhuma dose de imunizante.

“O que temos visto é, infelizmente, a retomada com força da pandemia. E isso exige muita responsabilidade com as vidas humanas. Por isso é preciso muita cautela sobre festejos de final de ano, carnaval e outras atividades que promovem aglomeração, para que não vejamos logo no início de 2022 e o que vimos em 2020 e boa parte de 2021”, acredita.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Vereadora Professora Ângela Melo (PT/Aracaju)

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais