Carreta do câncer: Governo fará pagamento após concluir vistorias

0
Carreta do Câncer (Foto: Divulgação)

O Governo do Estado informou na tarde desta terça-feira, 19, que entrou em acordo com a empresa Morumbi, que construiu a carreta do câncer, e que fará o pagamento assim que forem feitas as vistorias e ficar comprovado que instalações e equipamentos do veículo estão dentro dos parâmetros técnicos.

De acordo com o Governo do Estado, a empresa Morumbi pediu o pagamento de 30% no ato depois da vistoria das instalações físicas da carreta. A empresa propôs também uma vistoria, no prazo de 30 dias, dos equipamentos de mamografia e ultrassonografia. Conforme a proposta, se na vistoria ficar verificado que está tudo dentro dos parâmetros técnicos, o governo paga os 70% restantes. Se não estiver, a empresa se compromete a colocar os equipamentos adequados.

O Governo do Estado informou que o governador Belivaldo Chagas, que está em Brasília em reunião com os demais governadores do Brasil, foi consultado e aceitou a proposta.

Relembre o caso

A polêmica começou quando o empresário Márcio Guitton, responsável pelo contrato, o veículo está pronto há quase sete meses, mas não foi entregue por falta de pagamento. O dinheiro é oriundo da sobra do duodécimo do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que pactuou com o Governo do Estado, no ano de 2017, que os recursos seriam devolvidos para a aquisição deste tipo de carreta. O assunto foi discutido no Ministério Público do Estado, que ajuizou ação pedindo que o Estado tomasse providências para colocar a carreta em funcionamento.

por Verlane Estácio

Comentários