Cítrus: dois presos acusados de obstruir investigação do Gaeco

0
Prisões realizadas nesta sexta-feira são decorrentes da Operação Cítrus realizada em dezembro (Foto: A (Foto Ilustrativa Ascom MP/Arquivo)

Os suspeitos de envolvimento em suposto esquema fraudulento para desviar recursos públicos nos municípios de Nossa Senhora do Socorro e Laranjeiras voltam a ser alvo de novos mandados judiciais. Contra eles, pesa a acusação de tentar obstruir as investigações decorrentes da Operação Cítrus, que continua em curso conduzida pelo Ministério Público Estadual (MPE). Nesta nova fase, duas pessoas foram presas nesta quinta-feira, 20.

Na manhã desta quinta-feira, 20, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) realizou nova ação, para cumprimento de novos mandados judiciais expedidos pela desembargadora Ana Lúcia dos Anjos, conforme informações do Ministério Público Estadual. Um dos suspeitos preso foi localizado no bairro 13 de Julho, em Aracaju, e o outro no conjunto João Alves, em Nossa Senhora do Socorro. Contra ambos, foram expedidos mandados de prisão preventiva, sem prazo para o relaxamento da prisão.

Neste nova fase da Operação Cítrus desencadeada nesta manhã, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão e os dois de prisão preventivas. Os dois suspeitos detidos prestarão depoimento aos promotores de justiça e às autoridades policiais. A operação conta com apoio das Polícias Militar e Civil, respectivamente através do Comando de Operações Especiais (COE) e do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap).

Os detalhes da operação e o nome das pessoas presas nesta manhã não foram divulgados.

 

por Cassia Santana

 

Comentários