Fafen: quatro empresas demonstram interesse em arrendar a fábrica

0
Reunião no Rio de Janeiro debate futuro da Fafen (Foto: Sales Neto/Secom)

O governador Belivaldo Chagas (PSD) informou que já existe empresas interessadas em arrendar a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), instalada no município de Laranjeiras, que teve a produção interrompida desde o final do mês de janeiro deste ano, quando a unidade entrou em hibernação. O governador esteve reunido com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, na sede da estatal no Rio de Janeiro na manhã desta sexta-feira, 22, momento em que estas informações foram anunciadas, segundo informou o próprio Belivaldo Chagas em mensagem enviada à imprensa sergipana.

Conforme informações do secretário Sales Neto, de Comunicação Social, as informações transmitidas pelo presidente da Petrobras nesta reunião indicam que há três empresas interessadas já cadastradas e uma outra que já está se cadastrando para disputar o arrendamento da fábrica. Após a reunião, o governador garantiu que a reunião foi satisfatória. “Foi uma reunião extremamente produtiva com o presidente da Petrobras e podemos tirar uma pauta positiva”, destacou. Na reunião, o governador questionou quais são as medidas efetivas que o Estado de Sergipe deve adotar para garantir a operação da Fafen no Estado e, em mensagem destinada aos sergipanos, assegurou que não medirá esforços para adoção de ações e promete encaminhar um projeto, destacando propostas de incentivos, ao Ministério de Minas e Energia para atrair futuros arrendatários.

Conforme informações do Governo de Sergipe, o presidente da Petrobras, na reunião, considerou que o preço do gás tornava a Fafen inviável e destacou que a fábrica acumula um prejuízo anual de R$ 250 milhões. Com a hibernação, conforme informado pelo presidente da Petrobras na reunião, este prejuízo cai para R$ 10 milhões mensais. Segundo o secretário Sales Neto, o presidente informou que a ideia inicial da Petrobras seria vender a Fafen. Mas faltou interessados na aquisição daquele bem. Com esta proposta de arrendamento, a Petrobras acredita que o Governo do Estado pode contribuir para tornar o negócio mais atrativo.

O governador afirmou que trabalhará para viabilizar o sucesso do arrendamento. “O Governo fará o que for preciso para evitar o fechamento da Fafen”, disse o governador. “Temos uma cadeia produtiva na região que gera emprego, renda e impostos. São mais de 5 mil empregos indiretos. Além disso, o fechamento da unidade tornará o Brasil totalmente dependente da importação de fertilizantes”, destacou o governador. No dia 9 de abril, o governador Belivaldo Chagas se reunirá com o governador Rui Costa (PT) da Bahia em encontro que ocorrerá no Ministério de Minas e Energias, em Brasília, com representantes do Governo Federal, para tratar da questão.

Também participaram da reunião ocorrida nesta sexta-feira, o secretário de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix, o senador Alessandro Vieira (PPS), o deputado federal Laércio Oliveira (PP), o deputado estadual José Sobral (Pode), o ex-governador Albano Franco e ainda os secretários de Estado José Augusto Pereira Carvalho e Sales Neto, respectivamente de Desenvolvimento Econômico e de Comunicação Social.

O Portal Infonet pediu informações à Petrobras, mas a assessoria de imprensa ainda não se manifestou. O Portal permanece à disposição e informações podem ser enviadas através do telefone (79) 2106-8000 ou por e-mail jornalismo@infonet.com.br.

por Cassia Santana, com informações da Secom

Comentários