Famílias desocupam Seit após reunião com secretário de Governo

0
Manifestantes ocupam a sede de secretaria pelo fim do aluguel social e em defesa da moradia (Foto enviada por manifestante)

As famílias da antiga Comunidade Cabo do Revólver, no bairro Santa Maria, que ocuparam a sede da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho (Seit) na manhã desta terça-feira, 3, foram recebidas pelo secretário de Governo, Carlos Felizola, e decidiram desocupar a instituição.

De acordo com Jackson Muller Batista dos Santos, que é um dos integrantes do Movimento de Luta por Moradia, o secretário Carlos Felizola esclareceu a situação. “O secretário nos informou que está esperando auxílio do Governo Federal, que é quem vai enviar o dinheiro para construção das casas no local”, conta.

Uma das questões que também vem preocupando as famílias é a proteção do terreno onde serão construídas as moradias, pois no local, há uma espécie de galpão, onde são armazenadas máquinas de uma empresa de construção civil.

“Ficamos mais tranquilos, pois o secretário informou que acionou a Justiça para desocupar o terreno e explicou que vai chamar as demais secretarias para resolver o cerceamento da área e a instalação de uma placa, sinalizando que o local é destinado à construção de um projeto de habitação”, comentou.

Entenda o caso

Os moradores Comunidade Cabo do Revólver, no Santa Maria, ocuparam a sede da Seit nesta terça-feira, 3, para cobrar a implantação de uma política habitacional. A comunidade surgiu em 2012, mas os moradores deixaram o terreno em 2016 e, naquela época, ouviram do governador Belivaldo Chagas a promessa de construção das moradias. Os imóveis não foram construídos e as famílias estão recebendo auxílio-moradia. O Governo do Estado alega que está aguardando as definições do Governo Federal quanto ao programa social de moradia no país e que Sergipe é um dos poucos estados que ainda dispõe desse tipo de projeto.

Comentários