Francisco Gualberto e prefeito de Umbaúba respondem a processo

0

Francisco Gualberto, deputado estadual (Foto: Portal Infonet)
A Procuradoria da Regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE) representou contra o prefeito de Umbaúba, Anderson Farias (PT), e o deputado estadual eleito Francisco Gualberto (PT) por abuso de poder político. O prefeito é acusado de realizar reuniões com servidores do município para exigir que votassem em seus candidatos. Francisco Gualberto participou das três reuniões.

Diversos ex-funcionários contratados e comissionados do município testemunharam terem participado de três reuniões realizadas por Anderson Farias, com a presença de Francisco Gualberto. Nestas, ele exigia que seus subordinados “vestissem a camisa”, e quem assim não o fizesse “estava fora de seu governo”. Vários desses funcionários foram realmente demitidos logo após as eleições deste ano. 

As reuniões aconteceram no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Umbaúba e no Hotel Califórnia, de propriedade de um parente do prefeito. Os funcionários informaram à PRE/SE que Farias costumava exaltar seus feitos à frente da prefeitura e afirmar que muito mais seria feito caso Gualberto se elegesse a deputado estadual.  

O então candidato, por sua vez, pedia voto para si e, em nenhuma ocasião, se manifestou sobre o abuso de poder cometido pelo prefeito contra os funcionários contratados e comissionados. O procurador regional eleitoral, Ruy Nestor Bastos Mello, ressalta na ação que Gualberto mesmo percebendo a conduta do prefeito desde o primeiro evento continuou a comparecer às reuniões, aceitando o abuso.

Caso sejam condenados, ambos podem ficar inelegíveis por oito anos. Além disso, Francisco Gualberto poderá ter o seu mandato cassado.

Fonte: PRE

Comentários