Gualberto reafirma que Governo está pagando piso aos professores

0

Deputado Francisco Gualberto/Foto: César de Oliveira
Em relação ao pagamento do piso nacional dos professores de nível médio, de R$ 950,00, o líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Francisco Gualberto (PT), voltou a afirmar que o governo do Estado vem cumprindo rigorosamente o que determina a lei federal. Segundo Gualberto, o tema requer discussão ampla, mas tanto ele quanto Marcelo Déda sempre foram a favor do piso.

“No final do ano passado governadores foram ao Supremo Tribunal Federal pedir a inconstitucionalidade da lei, inclusive convidando Marcelo Déda para integrar o grupo. Mas ele disse que não faria parte justamente porque é a favor do piso”, revelou o deputado, garantindo que os professores da rede estadual recebem o piso de R$ 950,00 desde janeiro deste ano. “Mesmo que a interpretação da oposição e do Sintese seja outra”, disse.

Para o parlamentar petista, a discussão agora é como e quando a negociação sobre o piso vai avançar. Nesse aspecto, ele mostra que o artigo 6º da lei federal diz que os governos terão até 31 de dezembro de 2009 para fazer as adaptações no plano de carreira dos professores. “Mas nosso governo está mais avançado do que isso, pois atualmente nenhum professor do ensino médio recebe menos que R$ 950,00 e já está discutindo a ampliação da proposta”, revelou.

Quanto ao movimento organizado pelo Sintese, Gualberto afirma não ver estranheza alguma justamente porque é o sindicato que luta pelos avanços para a categoria. Já em relação às cobranças feitas pelos deputados de oposição na Assembléia, ele acha que está existindo uma certa incoerência. “Fico abismado quando vejo a oposição fazendo a defesa do piso hoje. Isso porque são os mesmos que tiraram dos professores há três anos”, lembra. “Antes, a discussão era ‘como tirar direitos dos professores’. Agora, a discussão é ‘como adicionar direitos’. Portanto, é outra conjuntura, outro nível”.

 


 

Comentários