Indiaroba: prefeito vai recorrer de decisão que o afastou do cargo

0
Defesa do prefeito diz que acusação é fruto da presunção ilegítima e do engano (Foto: arquivo Portal Infonet)

A defesa do prefeito de Indiaroba, Adinaldo Nascimento, afastado pela Justiça, a pedido do Ministério Público Estadual, informou nesta sexta-feira, 25, que irá recorrer da decisão judicial que o afastou do cargo.

A defesa informa que o prefeito é inocente das acusações.  ”A acusação não passa de uma ilegítima presunção de conduta criminosa decorrente de enganos que desvirtuam a verdade dos fatos. Embora seja tarefa do Ministério Público produzir a prova do crime e de sua autoria, a defesa técnica do prefeito demonstrará a sua inocência nos autos, sem espetacularização midiática”, advertiu o advogado Aurélio Belém.

“Combateremos tecnicamente, pela via recursal cabível, a decisão que decretou as medidas cautelares por entender que não estão presentes os requisitos legais necessários para tanto”, afirmou o advogado criminalista.

Aurélio Belém acredita ainda que, após a manifestação da defesa, o Tribunal de Justiça deverá reavaliar a decisão. “As duras medidas cautelares aplicadas em desfavor do prefeito não se justificam juridicamente, pois são excessivas e desnecessárias no caso concreto, e, portanto, iremos até a última instância, até onde for preciso, para restabelecer o direito do prefeito e do povo de Indiaroba, mas, como sempre, confio que tais medidas serão sim reconsideradas aqui no Egrégio Tribunal de Justiça De Sergipe, após a formação e exercício defensivo do contraditório”, completou Belém.

Entenda

O prefeito e mais quatro empresas são investigados em procedimento conduzido pela 11ª Procuradoria de Justiça Criminal, com apoio do Gaeco, por supostos desvios de recursos públicos na prestação do serviço de coleta de lixo e limpeza urbana, com dispensa irregular e burla à lei de licitações, causando um prejuízo aos cofres públicos de aproximadamente R$ 5.871.305,04 (cinco milhões, oitocentos e setenta e um mil, trezentos e cinco reais e quatro centavos). Atendendo a um pedido do MPE, a Justiça determinou o afastamento do prefeito. Em seu lugar, assumiu o vice-prefeito, Marco Henrique.

Com informações da Assessoria de Imprensa 

Comentários