“Não podem abafar o caso Juquinha”, provoca Augusto Bezerra

0

O vice-líder da bancada de oposição na Assembléia Legislativa, deputado estadual Augusto Bezerra (DEM), ocupou a tribuna na manhã de hoje (19) para cobrar uma maior fiscalização das autoridades competentes do caso “Juquinha do PT”, da exoneração do líder político de Lagarto, José Menezes de Carvalho, da DRE’2 da Secretaria de Estado da Educação. Segundo o Democrata, são grandes os indícios de irregularidades cometidos pelo petista e, por se tratar do poder público, não vai deixar que o caso caia no esquecimento.

Para dar maior ênfase às suas colocações, Augusto Bezerra reproduziu no plenário da AL, uma entrevista recente do assessor da secretaria de Educação em um programa de rádio, garantindo que o secretário José Lima tomou conhecimento da situação, preparou um relatório e o encaminhou ao governador Marcelo Deda (PT) para sua demissão em caráter irrevogável.

“Isso é brincar com o serviço público! Juquinha assumiu a DRE’2 sem sequer ser nomeado, porque se achava o dono da Secretaria de Educação. Se este governo fosse sério, o primeiro a ser exonerado seria o secretário pela sua incompetência. Querem colocar no esquecimento este caso Juquinha e nós não vamos deixar. Não se trata de uma demissão de rotina feita pelo secretário, como andam dizendo. Querem levar tudo com a barriga como se nada de anormal estivesse acontecendo”, criticou o Democrata.

Augusto Bezerra ainda disse que “o povo de Sergipe quer saber o porquê de uma empresa prestar um serviço ao Estado em Lagarto e, feito o depósito do dinheiro pela Educação, Juquinha endossar este montante e depositar o valor em sua conta? Isso é grave e o assessor de imprensa da secretaria confirmou que um dossiê sobre o caso foi feito e encaminhado ao governador. Espero que esta turma do governo e do PT não queriam sacrificar o assessor e culpá-lo para encobrir os mais fortes. O assessor não tem culpa por ter falado a verdade. E todos nós, sergipanos, temos o direito de saber o que consta neste relatório”, enfatizou.

Fita 

Augusto Bezerra ainda lembrou da denúncia que fez em torno da polêmica fita que trazia uma gravação sobre um suposto pagamento de propinas dentro da secretaria de Estado da Saúde. “Este governo gosta de colocar as coisas no esquecimento. Falei da fita aqui, sobre o pagamento de propinas na Saúde. A fita foi devidamente investigada pela Polícia Federal e nenhum indício de montagem foi registrado. Mas até agora nenhuma resposta foi dada. Assim também quando denunciamos que foi usado um lote inteiro de soro vencido no Hospital João Alves. A larva que apareceu na comida de um paciente, também naquela unidade de Saúde, disseram que era sabotagem. Mas nós vamos continuar batendo nestes assuntos e em outros, durante este ano que se inicia na AL”, prometeu.

Fonte Agência Alese

Comentários