Rogério diz que Márcio fez um gesto em favor do PT

0

Rogério Carvalho: "Não envolvi a doença de Déda" (Foto: Arquivo/Portal Infonet)

O deputado federal Rogério Carvalho, afirmou no início da tarde desta segunda-feira, 18, que a decisão do também deputado federal Márcio Macedo em renunciar à disputa pela presidência do Diretório Estadual do PT, “foi um gesto em favor do partido”.

“Nós [Ana e eu] tivemos 60% de votos juntos. Sempre há uma possibilidade de reversão. Em política tudo é possível. Seria uma disputa muito dura e eu achei importante o que Márcio fez, um gesto em favor do partido”, ressalta.

Durante coletiva de imprensa na sede do partido na manhã desta segunda-feira, Márcio Macedo mostrou indignação com declaração de Rogério sobre o governador licenciado Marcelo Déda.

“A única coisa que me angustiou e me entristeceu foi a declaração infeliz feita por Rogério de que eu usei a doença do governador na eleição. Sobre isto, reagi com a dureza, e hoje quem leu a entrevista de Eliane Aquino ao jornal Cinform, viu que eu estava falando a verdade”, disse Márcio Macedo.

Indagado sobre essa ‘angústia’, o novo presidente do Diretório do Partido dos Trabalhadores em Sergipe, foi enfático:
“Eu não envolvi a doença de Déda no Processo de Eleições Diretas (PED). Nunca falei em nome de Déda a não ser exaltando o que ele fez pelo Partido dos Trabalhadores, só que não podia deixar de atender a um desejo da minha militância”.

Entre os diversos pontos para o fechamento do acordo entre Rogério e a deputada estadual Ana Lúcia, está o funcionamento do partido [revezamento nas Presidências dos Diretórios Estadual e Municipal do PT [Aracaju]. Ou seja, Rogério Carvalho e Francisco Gualberto presidirão o partido por dois anos e meio e, Ana Lúcia e o vereador Iran Barbosa, por um ano e meio].

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais