TCE e a Imprensa é tema de debate em seminário

0

Procurador João Bandeira foi o primeiro palestrante/(Foto:Ascom TCE)
Cerca de 50 profissionais de rádios, TVs, sites e jornais impressos locais acompanham o seminário ‘Tribunal de Contas de Sergipe e a Imprensa: Relação, Linguagem e Fonte’, que acontece na manhã desta terça-feira, 27, no auditório do órgão. Organizado com o intuito de facilitar o trabalho dos profissionais da comunicação que acompanham o dia a dia na Corte de Contas, o evento conta com palestras didáticas e objetivas a respeito das diversas áreas do Tribunal.

“Para mim é motivo de muita alegria ver tantos jornalistas e radialistas aqui reunidos”, ressaltou o conselheiro-presidente, Reinaldo Moura Ferreira, que ficou encarregado de fazer a abertura do evento. “Não há maior transparência que um momento como este, onde toda a imprensa está à vontade para perguntar o que quiser”, acrescentou o conselheiro, ao afirmar que o TCE sempre foi um órgão transparente, mas desde o início de sua gestão tem buscado chegar de uma maneira mais fácil e rápida à sociedade através da imprensa.

Segundo o conselheiro, dessa forma o Tribunal pode corresponder às cobranças da sociedade referentes ao próprio funcionamento do órgão. “Nem sempre os cidadãos estão informados a respeito de que o Tribunal tem que cumprir as leis e não pode trabalhar na ânsia da sociedade de ver um gestor tendo suas contas julgadas em tempo recorde”, observou Reinaldo Moura.

Após a palavra do conselheiro-presidente, teve início a palestra do procurador geral do Ministério Público de Contas (MPC), João Augusto dos Anjos Bandeira de Mello, que falou sobre as competências do parquet de Contas, destacando que ao MPC é assegurada a independência funcional. “Todas as notícias que saem na imprensa a respeito de má versação dos órgãos públicos temos tentado averiguar, trazendo isso para o âmbito do Tribunal”, colocou o procurador geral.

Fonte: Ascom TCE/SE

Comentários