TRE falta julgar mais de 51% dos registros de candidaturas

0
TRE ainda falta julgar 264 registros de candidaturas (Foto: Agência Brasil)

Dos 510 pedidos de registro de candidatura formalizados pelas siglas partidárias à Justiça Eleitoral de Sergipe, 264 ainda não foram julgados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), representando 51,76% da totalidade dos pedidos solicitados. Conforme os dados do TRE publicados no site da instituição, 239 candidatos já estão aptos, o que corresponde a 46,86% dos pedidos formalizados à Justiça Eleitoral. Sete candidatos renunciaram à disputa e são classificados inaptos ao pleito eleitoral, o equivalente a 1,37% dos pedidos de registro computados pelo TRE.

Entre os nove pedidos de registro para a disputa ao Governo do Estado, cinco já foram deferidos e outros quatro dependem de julgamento no TRE. Já estão aptos a concorrer ao pleito eleitoral, os candidatos a governador Valadares Filho (PSB), Émerson Ferreira (Rede), Gilvani Santos (PSTU), Mendonça Prado (DEM) e Márcio Souza (Psol).

Ainda não foram julgados os pedidos de registro de candidatura ao Governo do Estado formalizados pelo PSD [Belivaldo Chagas], pelo PSDB [Eduardo Amorim], pelo PSL [João Tarantela] e pelo PMN [Milton Andrade]. Nenhum deles, que disputam o cargo de governador, está incluso na relação das ações formalizadas pelo Ministério Público Eleitoral pela impugnação de 13 pedidos de registro de candidatura.

Na chapa majoritária, também ainda dependem de julgamento o pedido de oito candidatos que pretendem disputar as duas vagas de senador. Estão no páreo, 14 políticos que pediram registro para disputar estas vagas do Senado.

Entre os 14 pedidos de registro para o Senado, ainda estão pendentes de julgamento as candidaturas de Adelson Alves (Patriota), Betinho (PMN), Delegado Alessandro Vieira (Rede), André Moura (PSC), Cadu Silva (PSL), Heni Clay (PPL), Pastor Heleno (PRB) e Rogério Carvalho (PT). Entre estes candidatos, apenas o registro de Rogério Carvalho é alvo de ação de impugnação movida pelo Ministério Público Eleitoral.

Entre os 24 suplentes, 12 aguardam julgamento. Três são alvo de pedido de impugnação: Aguinaldo de Verso (PR), da chapa encabeçada pelo deputado federal André Moura (PSC), que integra a coligação liderada pelo senador Eduardo Amorim (PSDB) na disputa pelo Governo do Estado; Cláudio Geriatra (PPL), que disputa a suplência do Senado na chapa encabeçada pelo advogado Henri Clay Andrade (PPL), que integra a coligação liderada pelo deputado federal Valadares Filho (PSB) na disputa pelo Governo do Estado, e Ildomário Gomes, que disputa a suplência do Senado na chapa encabeçada pelo delegado Alessandro Vieira (Rede), ao lado do ex-vereador Emerson Ferreira (Rede), na disputa pelo Governo do Estado.

Os demais pedidos de registro de candidaturas ainda pendentes de julgamento são de políticos que pretendem disputar as vagas destinadas para a Câmara dos Deputados [deputados federais] e para a Assembleia Legislativa [deputados estaduais], já indicados pelas respectivas siglas partidárias.

Por Cassia Santana

Comentários