TRE realiza a diplomação dos eleitos em três de outubro

0

Marcelo Déda afirmou que esse e o momento de agradecer (Fotos: Filippe Araújo/Portal Infonet)
Como já era previsto, a solenidade de diplomação dos eleitos em três de outubro, foi uma das mais concorridas. Presidido pelo desembargador Luis Mendonça [presidente do Tribunal Regional Eleitoral], o evento foi marcado por manifestações tanto por parte dos diplomados quanto por parte dos familiares e amigos do governador Marcelo Déda, dos senadores, deputados federais e estaduais. Não faltaram aplausos e gritos mas os apitaços e as vaias também se fizeram presentes. Em resposta aos manifestantes, ‘beijinhos para a platéia’.

No discurso de abertura, o desembargador Luis Mendonça falou sobre a transparência do pleito e sobre a importância do projeto Ficha Limpa. “Seria bom que o projeto Ficha Limpa fosse enfrentado pelos partidos antes do registro das candidaturas pelo bem da democracia”, entende.

Desembargador Luiz Mendonça ressaltou a tranquilidade do pleito
Ele disse ainda: “Vamos diplomar os que foram escolhidos pela soberania popular. Tivemos uma eleição em Sergipe, tranqüila e transparente, contamos pela primeira vez com as urnas biométricas e o TRE de Sergipe tem se revelado em todos os pleitos como competente e abnegado. Espero que os eleitos procurem atender aos anseios das pessoas que os elegeram”, destaca o presidente do Tribunal Regional Eleitoral em Sergipe agradecendo a todos que contribuíram para a tranqüilidade nas eleições.

Gratidão

Na entrada do Teatro Tobias Barreto [local da solenidade de diplomação], o governador Marcelo Déda, afirmou ser um momento para agradecer. “É de muita gratidão e de respeito ao apoio e a confiança ao povo de Sergipe. Acredito que o meu segundo mandato será mais produtivo e eu farei tudo para que seja melhor ainda. A prioridade é primeiro melhorar a qualidade da saúde. Agora é hora de focar na melhoria do atendimento. Temos que pensar na educação, no crescimento econômico do estado e na Segurança Pública, visando visando a redução dos crimes e homicídios”, enfatiza Marcelo Déda.

Ministérios

Quanto à possibilidade de eleitos em três de outubro ocuparem vagas nos ministérios, Marcelo Déda afirmou não ter sido comunicado pela presidente Dilma Roussef de que Lúcia Falcon irá assumir vaga. “Com relação ao Ministério da Reforma Agrária, não fui comunicado sobre a ida de Lúcia Falcon e quanto à Antônio Carlos Valadares, acredito que deverá haver um entendimento entre o convite da presidente e a aceitação do senador”, afirma.

Diplomação

O governador Marcelo Déda foi o primeiro a ser diplomado. Muito aplaudido, ele beijou o diploma e

Marcelo Déda diz que fará tudo melhor no segundo mandato
levantou as mãos aos céus num gesto de agradecimento, em seguida o mostrou para os presentes à solenidade. Foram vários os gestos tanto por parte dos diplomados quanto por parte das pessoas presentes.

Entre os senadores, Eduardo Amorim e Antônio Carlos Valadares foram muito aplaudidos. Os deputados federais Rogério Carvalho e Márcio Macedo foram os que mais receberam aplausos e fizeram questão de agradecer à platéia exibindo os diplomas. O deputado Heleno Silva gritou: “Glória à Deus”.

Os deputados federais José Almeida Lima e Mendonça Prado foram vaiados. Apesar de um grande apitaço e aplausos para Mendonça Prado, as vaias também apareceram, mas o deputado mais votado de Aracaju não baixou a cabeça. Respondeu com a distribuição de beijinhos para a platéia.

Já o primeiro deputado estadual representante do Movimento do Sem Terra, João Somariva Daniel, frustrou às pessoas que aguardavam a sua diplomação. Ele cumprimentou os integrantes da mesa, recebeu o diploma e desceu sem uma única manifestação.

Na solenidade, foram diplomados ainda os suplentes. Entres eles, Bosco Costa e Iran Barbosa não compareceram para receber o diploma, nem mandaram representantes. Os dois disputaram vaga para a Câmara Federal.

Por Aldaci de Souza

Comentários