Apae renova convênio e faz campanha para cobrir perda de receita

0
Apae atende pacientes e realiza oficinas de reabilitação (Foto: Ascom Apae)

A Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais de Aracaju (Apae) renovou o convênio com o Ministério da Saúde e, através da Prefeitura de Aracaju, será contemplada com recursos na ordem de R$ 140 mil mensais. A situação financeira tende a se equilibrar, mas a crise ainda reflete e os servidores continuam sem receber salários.

A perspectiva é que os salários atrasados [maio e junho] comecem a ser quitados no início do próximo mês, quando os recursos daquele convênio começarão a ser repassados pela prefeitura, segundo informações do presidente da instituição, Max Guimarães.

A Apae continua realizando campanhas para ampliar a receita, em consequência das perdas contabilizadas. As doações caíram em torno de 20%, com meses que o volume alcança o patamar de 25%, conforme os cálculos do presidente. No próximo mês, a Apae lançará o cartão fidelidade que será disponibilizado para os doadores, pessoa física. Conforme o presidente, com esse cartão, as pessoas fazem as doações e poderão ser contempladas com descontos especiais em estabelecimentos comerciais diversos no momento da compra de produtos.

A Apae também fará a tradicional feijoada com o intuito de aumentar a arrecadação com a venda dos tickets e também lançará a campana Cofrinho da Apae com o intuito de aumentar o número de doadores.

Com os recursos, conforme o presidente, a Apae mantém a estrutura com 60 funcionários e um rol de profissionais habilitados na área de saúde [em variadas especialidades] para atender 380 pacientes. Mensalmente, conforme o presidente, a instituição realiza uma média de 1, 5 mil atendimentos.

As pessoas poderão visitar a instituição durante a semana, entre às 8h e 17h. A sede está localizada na rua Curitiba, 379, no bairro Industrial, em Aracaju.

por Cassia Santana

Comentários