Após iniciar retomada comercial, isolamento médio de SE fica em 41%

0
Isolamento médio se mantém, mas leitos de UTI preocupam (Foto: Sérgio Silva/PMA)

O início da flexibilização da atividade comercial, em Sergipe, está sob constante monitoramento das autoridades da saúde. A chamada fase laranja, iniciada na última segunda-feira, 29, permite o funcionamento de clínicas de saúde, consultórios, escritórios empresariais, operadores turísticos e algumas atividades esportivas. Nos primeiros quatro dias de bandeira laranja, a média do isolamento social no estado ficou em 41,2%.

Do início da semana até esta última quinta-feira, 2, quando os números foram atualizados pelo Observatório de Sergipe, o isolamento apresentou uma constante queda. Na segunda-feira, ele era de 49%, caiu para 40% no dia seguinte e se manteve em 38% nos últimos dois dias.

Os números desta semana, no entanto, não diferem muito daqueles observados no mesmo período na semana passada, quando o comércio ainda não estava liberado. De segunda a quinta-feira da semana anterior, a média do estado foi até mais baixa: 40,7%.

Em ambos os resultados, os índices de isolamento estão abaixo do esperado pelas autoridades de saúde, que consideram índices acima de 55% como bons.

Leitos de UTI

Se por um lado o isolamento social manteve número parecidos, uma preocupação que tem pairado sobre as autoridades sergipanas é a ocupação dos leitos de UTI. Na rede privada já não há mais leitos disponíveis, com 120% da capacidade preenchida. Na rede pública, a ocupação subiu nos últimos dias e atualmente é de 75%. O número pode frear a abertura de novos setores do comércio nas próximas semanas.

Por Ícaro Novaes

Comentários