Case reforça cuidados na devolução das canetas de insulina

0
Esse novo procedimento traz economia para Estado, um melhor controle das insulinas e também ajuda os pacientes a seguirem, adequadamente, a prescrição médica (Foto: SES)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) reforça a importância de os pacientes cadastrados no Centro de Atenção à Saúde de Sergipe (CASE) seguirem à risca o novo protocolo clínico para retirada de insulina que já está em vigor desde o dia 2 de janeiro de 2019.

Os pacientes, para receberem a insulina do mês vigente, devem levar ao Case as canetas vazias e sem agulhas que já foram utilizadas, conforme termo de ciência assinado por eles em meados de dezembro de 2018.
“Se o paciente tem direito a sete canetas, ele deve trazer seis canetas porque a última estará em uso e assim sucessivamente em todos os meses. Se ele usa sete glarginas e sete aspart, tem que trazer seis glarginas vazias e seis aspart vazias, sem as agulhas”, explica a farmacêutica do Case, Cristiane Oliveira Costa.
Esse novo procedimento traz economia para Estado, um melhor controle das insulinas e também ajuda os pacientes a seguirem, adequadamente, a prescrição médica. “É importante alertar o paciente para como eles estão usando esse medicamento, se estão usando a quantidade adequada por dia. Há casos de pacientes que trazem a insulina cheia só que já fora da validade porque ficou fora da geladeira, por exemplo. É importante frisar que eles devem trazer as canetas vazias e sem agulhas”, destaca Cristiane.
Fonte: ascom SES
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais