Covid-19: ato denuncia racionamento inadequado de EPI’s no HU

0
Ato ocorreu na frente do HU durante esta manhã (Foto: Divulgação/Sintufs)

Denúncias que chegaram durante este último fim de semana levaram alguns profissionais da saúde e o Sindicato dos Técnico-administrativos da Universidade Federal de Sergipe (UFS) promoverem um ato em frente ao Hospital Universitário (HU) de Aracaju, nesta segunda-feira, 11. Segundo o coordenador geral do sindicato, Wagner Vieira, o hospital tem estabelecido um racionamento de EPI’s quem tem colocado os trabalhadores em risco, e afirmou que a organização do setor específico para a Covid-19 tem apresentado protocolos incorretos.

“Os profissionais têm nos informado que só podem fazer uso de uma toca por dia, por exemplo. É um racionamento inadequado. Todos estão com medo. Tivemos conhecimento que há entre 15 a 18 profissionais do hospital que testaram positivo para a Covid-19 e colegas que estavam no mesmo setor sequer foram testados. Eles estão com medo de estarem infectados assintomáticos e estarem levando esse vírus para dentro de casa”, explica Wagner.

Os problemas apontados pela entidade sindical já fazem parte de um dossiê que, segundo Wagner, já está sendo divulgado e busca provocar a direção do hospital a adotar as medidas necessárias para garantir a segurança dos funcionários e pacientes. Wagner explica que há situações em que pacientes ou acompanhantes de pessoas com sintomas da Covid-19 chegam a circular em áreas de hospitais onde há outros tipos de pacientes.

O Sintufs também questiona a necessidade do HU em admitir pacientes da Covid-19 nesse momento. “Ele se preparou para ser um hospital de retaguarda para os outros hospitais de Aracaju. Se ainda não há lotação máxima dos outros hospitais, por que já está recebendo pacientes? E ainda assim, o HU teve tempo para se preparar para receber esses pacientes, mas não é o que temos visto”, analisa Wagner.

O ato acontece na véspera do dia dedicado aos enfermeiros (12 de maio). De acordo com o Sintufs, alguns diálogos com a gestão do hospital já ocorreram e os profissionais, agora, aguardam soluções para os problemas.

HU

O Hospital Universitário respondeu as denúncias por meio de nota. Confira alguns trechos:

Diferentemente da maioria dos hospitais públicos, o HU-UFS tem todos os EPI’s necessários para o exercício regular das suas atividades. É inverídica a informação de que, neste momento, haveria falta de EPIs no HU-UFS. O uso, de fato, é racional, inclusive pela dificuldade mundial em relação ao fornecimento de EPI’s.

Foram realizadas cerca de 200 testagens para trabalhadores que atuam na área Covid-19. No entanto, o hospital aguarda a chegada de três mil testes que já foram adquiridos pela Rede Ebserh para serem utilizados em pessoas de todos os vínculos (residentes, RJUs, terceirizados e Ebserh) ao longo do período de pandemia.

Existe no hospital uma enfermaria destinada às doenças infecciosas, com área de isolamento. O paciente internado neste local, caso apresente suspeita ou conformação de Covid-19, será imediatamente transferido para a área Covid.

Por Ícaro Novaes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais