Determinação judicial encerra greve dos profissionais da saúde

0
Decisão  que suspendeu a greve foi do desembargador Luiz Antônio Mendonça. Greve teve início na última quinta-feira, 15 (Foto: Sintasa)

Os trabalhadores da saúde, que atuam nas unidades da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), encerraram a greve da categoria na tarde da última segunda-feira, 19, após receber a notificação judicial determinando a suspensão do movimento paredista.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), Augusto Couto, o sindicato foi notificado ontem à tarde. “Nosso jurídico já foi acionado e vamos agora apresentar nossa defesa para tentar derrubar essa liminar”, enfatiza.

A greve dos trabalhadores da saúde iniciou no dia 15 de julho. Os profissionais lutam pela criação da comissão para revisão do Programa de Emprego e Remuneração (PER) e Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV); pagamento da insalubridade pelo salário base e não pelo salário mínimo; implementação das 30 horas semanais; e pagamento do auxílio alimentação.

Decisão judicial

No dia 16 de julho a justiça acatou parcialmente o pedido de tutela antecipada pela ilegalidade da greve, feito pelo Governo do Estado, e mandou suspender a greve da categoria. O descumprimento da decisão pelo Sintasa acarreta em multa diária no valor de R$ 10 mil.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais