Hildete Falcão: reabertura garantirá 62 novos leitos

0
A unidade de saúde vai atender as gestantes de baixa complexidade (Foto: Ascom/SES)

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) vai reabrir a maternidade Hildete Falcão. A previsão é de que até o mês de setembro estejam disponíveis 35 novos leitos de internação, quatro para a ala cirúrgica, um para o isolamento e sete para o pré-parto. Serão instalados ainda dez novos leitos de UTI neonatal (Utin) e cinco leitos de Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais (Ucin).

A obra de reforma do prédio da maternidade foi iniciada há duas semanas. Quando estiver pronta, a maternidade vai realizar partos sem gravidade e servir como um suporte para a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), que atende grávidas de alta complexidade, ampliando o atendimento para as mulheres da capital e do interior. A estrutura da maternidade também vai ter salas de raios-x, salas para a realização de exames de eletrocardiograma e ultrassom, um laboratório, um miniauditório e uma recepção com capacidade para até 40 pessoas.

“Esta é uma boa notícia, até setembro a maternidade Hildete Falcão vai ser reaberta e entregue à população. Isto demonstra o compromisso do Governo do Estado com a saúde em Sergipe. Esta não é uma obra para daqui a um ou dois anos, é para já, para este ano ainda. A maternidade terá uma excelente estrutura que vai atender as gestantes de baixa complexidade, tanto de Aracaju como de cidades do interior”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima.

O prédio da Hildete Falcão tem 750 metros quadrados e hoje, funcionam no local o Banco de Leite e o ambulatório Follow-up da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes. Com a reabertura da maternidade, o Banco de Leite vai ganhar um novo espaço em anexo ao prédio da Hildete Falcão. Jorge Assis, diretor de infraestrutura da SES garante que a obra vai cumprir o prazo estabelecido. “Os sergipanos podem ficar certos que em agosto a obra da maternidade vai estar pronta. Nós já iniciamos a reforma no esgotamento sanitário da unidade que apresentava problemas. Também fizemos uma grande limpeza na parte que estava sem funcionar para ver onde realmente seria preciso uma intervenção maior. A partir desta semana, nós iremos iniciar a obra na parte interna da unidade”, afirmou Jorge Assis.

Fonte: ASN

Comentários