Ministério da Saúde avalia teste da saliva para detecção da Aids

0
Referência Técnica da IST/Aids da SES, José Augusto de oliveira (Foto: SES)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) recebe nesta quarta-feira, 14, representante do Ministério da Saúde que vem a Sergipe avaliar o Projeto Viva Melhor Sabendo, estratégia de testagem rápida com fluído oral para detecção da Aids. O chamado teste da saliva é executado no Estado pelas ONGs Astra e Unidas, da população LGBT, segundo informações do Referência Técnica da IST/Aids da SES, José Augusto de oliveira.

Da reunião desta quarta-feira participam, além do representante do Ministério da Saúde, gestores e técnicos do serviço de IST/Aids da SES e do municípios de Aracaju, bem como os responsáveis pelas ONGs. “Neste encontro, será feita uma avaliação do que já foi executado nestes três anos de projeto, o que pode ser feito daqui para frente e o que precisa ser corrigido para que se garanta a qualidade do trabalho”, explicou o Referência Técnica.

Segundo ele, o projeto é voltado tanto para a população LGBT quanto para as populações que estão em situação de vulnerabilidade social, a exemplo dos profissionais do sexo e pessoas que estão em situação de rua, facilitando o acesso ao teste e ao diagnóstico, que é dado na hora. A testagem é realizada de forma oportuna, voluntária, sigilosa e gratuita nos espaços de sociabilidade das populações-chave, associando prevenção, oferta de testagem, aconselhamento, diagnóstico precoce, vinculação ao serviço e tratamento oportuno.

José Augusto informou que o papel da Secretaria de Estado da saúde no projeto é o de monitoramento, cuidando da qualidade do trabalho desenvolvido pelas ONGs. “Fazemos o acompanhamento presencial através de conversas, verificando o cumprimento de metas e etapas da estratégia, bem como o monitoramento do serviço in loco”, disse.

Cada edição do projeto tem vigência de um ano e nesta próxima, que se iniciará nos próximos dias, apenas a ONG Astra será a executora, pois foi a única a ganhar a concorrência embora Sergipe tenha participado do certamente com duas representantes. Para a próxima edição do projeto está prevista a realização de 800 testagens.

Fonte: SES

Comentários