Segunda etapa da campanha contra o sarampo inicia hoje

0
O público alvo é a população de 20 a 29 anos, que não foi vacinada com as duas doses na infância (Foto: SES)

As unidades de saúde dos 75 municípios sergipanos estão abastecidas, através da Gerência de Imunização, para a segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo, que começa nesta segunda- feira, 18, e se estenderá até o dia 30 do mesmo mês quando será, também, o dia ‘D’. O público alvo é a população de 20 a 29 anos, que não foi vacinada com as duas doses na infância.

A gerente de Imunização da SES, Sândala Teles, alerta para a importância dessa nova etapa.  “O sarampo está circulando. Estamos tentando que ele seja bloqueado e que não ocorram mais casos em nosso estado e a única forma de proteção é a vacina. Só assim vamos conseguir conter o vírus do Sarampo, tanto no nosso Estado, quanto no Brasil”, disse Sândala.

O sarampo é caracterizado por febre, erupção avermelhada na pele e problemas respiratórios. É uma doença viral altamente contagiosa que pode deixar sequelas e, em casos graves, ser fatal. A transmissão acontece de pessoa para pessoa, através de secreções expelidas pela tosse, espirro, respiração, e o período de incubação, que é o tempo entre contágio e o aparecimento dos sintomas, tem, em média, 12 dias. Porém a transmissão pode ocorrer antes do aparecimento dos sintomas e o único meio de prevenção é a vacina tríplice viral que protege, também, contra a rubéola e a caxumba.

Meta

O estado de Sergipe, conforme informações da Gerência de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES), com base nos dados parciais divulgados pelo Departamento de Informática do SUS (DataSUS), do Ministério da Saúde (MS), alcançou a meta de vacinação preconizada para a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, que aconteceu de 7 a 25 de outubro. Dos 75 municípios sergipanos, 62 ficaram acima dos 95% e 13 estão com os índices de cobertura abaixo desse percentual.

De acordo com a gerente, não adianta alcançar a meta no mês de outubro e diminuir os esforços em novembro, por exemplo. É necessário manter os índices mês a mês.  “Hoje, nossos dados preliminares apontam que Sergipe atingiu a cobertura, está acima de 95% que é o ideal, mas precisa continuar buscando quem ainda não foi vacinado, precisa continuar trabalhando. Se parar a cobertura vai cair”, enfatizou a gerente.

Fonte: SES

Comentários