A praça livre dos feirantes indesejáveis

0

Enquanto no resto da cidade, o trânsito está engarrafado e tumultuado, na Praça João XXIII, a praça da Estação Rodoviária Velha, a retirada dos feirantes que enfeiavam e emporcalhavam o logradouro possibilitou uma nova fisionomia para  o local. Livre daquelas barracas caindo aos pedaços, bancas que não resistiriam a uma chuva de ventos, era preciso mesmo livrar a praça do martírio que sofreu nos últimos dez anos. Ao que se sabe, a Prefeitura nunca deu autorização para ninguém se instalar por ali. Eles foram chegando, chegando, e foram ficando, reduzindo o espaço para os carros, no leito da avenida, e para o público espremido pelos feirantes junto as grades da Rodoviária antiga. Não raro, a feirinha ali instalada era palco de brigas entre os feirantes, na disputa pelos melhores locais/pontos de venda. Felizmente, agora tudo isso acabou. Espera-se que os políticos, com mandatos ou sem mandatos, que protegiam os feirantes não voltem a dar pitaco, livrando a praça João XXIII de um quadro dantesco. Agora os carros circulam tranquilamente e o pedestre tem acesso fácil à Rodoviária Velha. Não é mais legal assim? Pois é…

A despedida é na sexta-feira

Ficou mesmo para o dia 15, sexta-feira próxima, a despedida da Assembleia Legislativa do ano de 2017. Hoje e amanhã, a Assembleia faz s últimas reuniões das Comissões para aprovar os projetos enviados tardiamente pelo Governo do Estado. No plenário, eles serão votados na quinta ou sexta-feira. Ué, então sexta-feira vai ter sessão ordinária? Vai ter, sim senhor…Alguns parlamentares não gostaram do enfoque, pois já se preparavam para seguir para seus municípios já na quinta-feira. Teve que transferir viagem e festinhas em casa para o sábado pois oso compromissos na sexta-feira, aqui na Capital, eram muitos. Na terça-feira, ainda aguardava-se projetos vindos do Poder Executivo para a apreciação na última sessão do ano.

Material Odontológico tem venda proibida

O deputado Garibaldi Mendonça apresentou projeto de lei à Assembleia pelo qual “restringe a venda de material e equipamentos odontológicos no Estado de Sergipe”. Ele explicou ao escriba que essa restrição é para evitar um problema pior no futuro. É que os adolescentes descobriram uma massa odontológica que, passada nos dentes dá um  novo colorido à face do usuário. Só que essa massa, que é bonita e barata, pode causar problema nos dentes dos adolescentes.

Vesti azul…

A deputada Ana Lúcia, do PT, apareceu anteontem trajando uma camisa azul e não a vermelha que á cor oficial do Partido dos Trabalhadores. Ana Lúcia, da Articulação de Esquerda, não quer se confundir com o PT tradicional. Ela não rompeu com o partido, mas quer distância dos outros movimentos que formam o PT.

Grevistas estão na porta do plenário

Ao dar entrada no plenário da Assembleia Legislativa, você dá de cara com quatro pessoas deitadas em colchões mal  arrumados. São integrantes do Movimento dos Pequenos Agricultores,que iniciaram na segunda-feira uma greve de fome que não tem data para acabar, a não ser que o governo federal mude de tática para não aprovar a Reforma da previdência. Na segunda-feira, na sessão que começou quase as 17 hrs. O grupo  interrompeu a sessão do Legislativo e  em uníssono anunciaram a greve de fome. O problema é que a Assembleia entra em recesso na sexta-feira. Como vai ficar a permanência dos integrantes do Movimento a partir daí? Se permanecer lá, ficarão inteiramente só, sem mesmo o serviço de água potável, já que todos entram em recesso. “Deflagramos a greve, na certeza de estarmos cumprindo com nosso papel na luta necessária a essa conjuntura e na solidariedade aos resistentes, nossa luta é justa e necessária”, diz uma nota oficial do Movimento dos Pequenos Agricultores. Não é a primeira vez que a Assembleia abriga uma greve de fome. Só que, a de agora, é bem visível, porque instalada à entrada do plenário.

Pagamento de royalties de petróleo e gás

O pagamento de royalties do petróleo e gás natural p para o Estado de Sergipe, no mês de novembro último, ultrapassou os R$  5,6 milhões, valor referente à produção do mês de setembro deste mesmo ano. No comparativo com o mês imediatamente anterior (isto é, outubro de 2017), o pagamento avançou 4,9%. Porém, em relação ao mês de novembro do ano passado o resultado foi negativo com recuo de 6,5%. Essas variações são em termos nominais ou seja, sem considerar o efeito da inflação no período. Entretanto, entre janeiro e novembro do corrente ano, o pagamento de royalties ficoui em R$ 63,7 milhões em Sergipe, sem variações em relação ao montante acumulado no mesmo período de 2016.  No mês de novembro de 2017, os municípios de Japaatuba e Carmópolis tiveram os maiores repasses de royalties, entre todos os municpios sergipanos, recebendo aproximadamente R$ 1,1 milhão cada. Enquanto isso, os municipios de Aracaju, Divina Pastora, Estância e Itaporanga  receberam R$ 917 mil, R$ 854 mil, R$ 808 mil e R$ 802 mil, respectivamente. Outros municípios como Siriri, Pirambu e Riachuelo receberam R$ 762 mil, R$ 694 mil e R$ 680 mil, respectivamente, referente a extração de petróleo e gás.

Feira de Artesanato e Confecções

Tobias Barreto sediará a partir de amanhã, 14, mais uma Feira de Artesanato e Confecção. Em sua 11ª edição, o evento busca estimular o comércio local e valorizar as tradições dos municípios, reunindo durante quatro dias empreendedores ligados à indústria, comércio e ao artesanato da região. A estrutura que esse ano será montado no Complexo Administrativo Governador Marcelo Deda, contará com 86 estandes, divulgando e comercializando produtos de moda masculina, feminina, infantil, cama, mesa e banho, bijuterias e artigos para o lar. A feira estará aberta ao público sempre das 18 às 24h, com entrada gratuita. Um dos destaques da Feira é a forte presença do artesanato com a exposição de peças tradicionais do bordado local, especialmente as elaboradas utilizando técnicas do Crivo e Rechelieu, já conhecidas nacinalmente a confeccionadas nos povoados. Outro atrativo é a presença de pequenas confecções do município de Itabaiana, que também buscam divulgar suas marcas junto ao público.  A expectativa é gerar mais de R$ 500 mil em negócios. A presença de público é estimada em 20 mil pessoas. Na parte externa do Complexo, a estrutura contará com brinquedoteca, miniparque infantil, praça de alimentação e um palco para apresentação de grupos folclóricos e artistas locais. Diariamente também serão organizados desfiles de moda para mostrar ao público as peças produzidas pelas indústrias de confecção da região.

   …e para encerrar…

ELEIÇÃO – Realiza-se depois de amanhã, dia 15, eleição para preenchimentos de cargos do sistema Confea, Crea-SE e Mútua-SE. Para presidente da Mútua é candidato o nosso querido amigoi Caloso Antônio de Magalhães, o conhecido Magal da Pastoral, engenheiro mecânico e de petróleo, atual presidente do Sindicato dos Engenheiros de Sergipe – SEMGE-SE. A Mútua é Caixa de Assistência dos Profissionais dos Creas.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários