Agora João acredita

0

Não faz muito tempo o ex-governador João Alves Filho (DEM) execrava todas as pesquisas de opinião pública. Citava, inclusive, o erro do Ibope no 1º turno da eleição de 94, quando Albano Franco (PSDB) perdeu para Jackson Barreto (PMDB), embora liderasse com folga a consulta de intenção de votos. Bastou o Dataform anunciar ontem índices generosos de aceitação do ex-governador para ele e seus aliados mudarem de opinião. Faltando um ano para as eleições municipais e com os nomes e o número de candidatos a prefeito indefinidos, as consultas de opinião pública têm pouca serventia, pois daqui até outubro de 2012, muita água passará por debaixo da ponte, podendo o favorito de hoje ser o ‘lanterninha’ de amanhã. Pelo menos o levantamento do Dataform serviu para João Alves voltar a acreditar nas pesquisas. Resta saber até quando.

Abraço de urso

O deputado federal Mendonça Prado (DEM) não acredita na sinceridade de uma coligação do PSDB com seu partido. Segundo ele, os tucanos pensam como o ‘amigo urso’, que tora as costelas da vítima ao abraçá-la. “Como vamos defender a melhoria do transporte coletivo em Aracaju tendo como aliado um partido dirigido por um dono de empresas de ônibus?”, questiona Mendonça. Pelo visto, a aliança PSDB/DEM começará partida.

Pronta pra voar

A vereadora Mirian Ribeiro já não esconde seu desejo de abandonar o ninho tucano. Em pronunciamento ontem na Câmara Municipal, ela revelou que vem conversando com lideranças políticas de outros partidos. “O PSDB passa por um momento delicado e eu preciso pensar antes de tomar uma decisão”, frisou. Há quem garanta que Mirian vai se filiar ao embrionário PSD, legenda que tem o apoio do governador Marcelo Déda (PT). Será?

Rumo à Brasília

Não procurem os prefeitos em suas cidades. Boa parte deles avionou à Brasília visando participar, hoje e amanhã, da mobilização nacional organizada pela Confederação Nacional dos Municípios. Entre um rega bofe e outro, eles vão discutir sobre royalties e impacto da nova crise econômica mundial. Certamente não trarão nada de concreto para seus municípios, mas repassarão às tesourarias das Prefeituras as despesas feitas na capital da República.

Novo Hitler

E as briguinhas entre os primos Almeida Lima e Jackson Barreto vão continuar por anos a fio. Mesmo depois de ter anunciado a saída do PMDB, Almeidinha continua se engalfinhando com o parente. Ontem, Jackson postou no twitter criticas ao slogan político criado por Almeida: “Essa nova ordem é a coisa mais velha que existe. Quando vejo isso, o primeiro pensamento que me vem é Hitler, que também pregou uma nova ordem e deu no que deu”. Credo em cruz, ave Maria!

Golpe na praça

A Prefeitura Socorro divulgou nota alertando a população que pessoas estão se passando por servidores municipais e recolhendo cartões e senhas do Programa Bolsa Família do Governo Federal. Alegando que estão fazendo um recadastramento, os golpistas já fizeram três vítimas. A Prefeitura adverte que ninguém está autorizado a realizar este tipo de serviço e orienta que o cartão e a senha do Bolsa Família são pessoais e intransferíveis.

Condenado

O diretor de Gestão Ambiental da Deso, Wanderlê Correia, teve seus direitos políticos cassados pela Justiça Estadual. Na decisão, o juiz de Direito da Comarca de São Cristóvão, Manoel Costa Neto, impede Correia de disputar qualquer função pública. Ex-deputado estadual, Wanderlê foi processado sob a acusação de, enquanto secretário de Obras de São Cristóvão, ter montado, forjado e fraudado uma carta convite para beneficiar a empresa Tafer.

Negócio alto

A americana Sara Lee está prestes a fechar um acordo para compra ou formação de joint venture com a sergipana Maratá. Matéria veiculada pelo jornal ‘Estadão’ revela que o negócio – que segundo fontes ligadas às empresas pode chegar a R$ 1 bilhão no caso de aquisição – inclui apenas a unidade cafés e chás da companhia, que fabrica de alimentos a copos de plástico. José Augusto Vieira e seu filho, Frank Vieira, continuariam no comando. Os dois, na hipótese de uma fusão, seriam acionistas da nova empresa, junto com a Sara Lee.

Sem mudança

Carivaldo Souza foi reeleito pela sétima vez presidente da Federação Sergipana de Futebol. Apesar do longo tempo à frente da entidade, o desportista conseguiu os 33 votos dos dirigentes aptos a participar do pleito. Após a apuração, Carivaldo prometeu mudanças visando melhorar o futebol sergipano. Com ele também foram eleitos os vice-presidentes Milton Dantas e Henrique da ‘Competir’. E aí, você acredita em mais essa promessa de mudança?

Do baú político

Opositores exagerados do ex-governador Lourival Baptista o acusavam de colocar o próprio nome em todas as obras que fez no Estado e citavam logo o Batistão, o Conjunto residencial Lourival Baptista, na entrada de Aracaju, escolas, etc e tal. Pacífico, o arenista relevava as ‘intrigas da oposição’, mas enchia o peito quando seus aliados o chamavam de ‘realizador’. Na época dizia-se que ele só não colocou o nome em catacumba, numa referência à carneira do deputado estadual Antônio Torres Júnior, assassinado, em 21 de dezembro de 1967, por um desafeto da família em pleno centro de Aracaju. É que Lourival decidiu homenagear o amigo parlamentar com a construção, pelo governo estadual, da carneira no Cemitério Santa Izabel. De fato, tá lá escrito no túmulo, ao lado da Capelinha: “Do Governo do Estado de Sergipe, ao seu grande líder na Assembléia Legislativa, deputado Antônio Torres Júnior”. Dizem que, por ser supersticioso, Lourival não quis colocar o próprio nome na lápide do amigo.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários