Boca a boca

0

A propaganda boca a boca já é conhecida de todos nós a muito tempo. É uma maneira bastante eficiente de fazer divulgação de alguma coisa, seja um filme, um lugar, um prato, um curso, enfim, qualquer coisa.

O boca a boca pode se tornar mais eficiente que uma propaganda. Uma propaganda é genérica e tem que atingir grandes massas para poder dar certo. O boca a boca atinge seu alvo diretamente, não tem postura de propaganda e sim de um bate-papo descontraído no qual, de repente, comenta-se sobre o assunto e pronto, inicia-se a “propaganda”, seja para o bem ou para o mal.

Mas, qual é a conexão entre o boca a boca e a área de informática? Resposta: o Twitter. Como já comentamos antes, o Twitter é um serviço web de microblog no qual é possível seguir e ser seguido por algumas dezenas de outros usuários, criando uma rede de relacionamentos com os quais podemos interagir. Semana passada, por exemplo, coloquei lá “Preciso de uma babá, me ajudem!” só para ver o que acontecia. Recebi três emails (nada animadores) dizendo que era realmente complicado encontrar babás de confiança.

O Twitter cresceu numa velocidade assustadora e se tornou em pouco tempo um canal de comunicação bastante eficiente, ao ponto de muitas empresas estarem fazendo propaganda lá também. Porém, o maior poder vem ainda do boca a boca (agora virtual) entre os usuários. Para “detonar” ou “bombar” um filme, por exemplo, basta fazer um post (enquanto assiste!!!) que imediatamente todos os seus seguidores ficarão sabendo se vale a pena ou não ir vê-lo. Você não tem conta no Twitter? Não está perdendo muita coisa, talvez só uma propaganda boca a boca!


YouTube dará lucro
Segundo o diretor executivo do Google, Eric Schmidt, o YouTube deverá dar lucros num futuro bem próximo. Vale lembrar que o YouTube nasceu em 2005 e teve um crescimento exponencial até a sua compra pelo Google em outubro de 2006 por U$ 1,65 bilhões. Na época muita gente foi contra a venda, porém, em menos de três anos parece que o Google encontrou a fórmula de lucratividade para o YouTube. Com certeza não foi uma tarefa fácil.

 

Até a próxima semana!

em tempo: Acidentes acontecem, mas tinha que ser com uma peça do carro de Rubinho?!?! Vamos Felipe, estamos torcendo por você!

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários