Boca suja

0

A radiofonia sergipana já produziu comunicadores mais zelosos com o vernáculo, enquanto a Assembléia já contou com deputados mais cientes do peso da palavra a ser empregada nos debates públicos. Ontem, o radialista Gilmar Carvalho (PR) mostrou que não se enquadra em nenhuma das duas situações ao abrir a boca na rádio Ilha/FM para chamar os vereadores aracajuanos de comparsas do prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B). Desconhece-se que o comunista seja um fora da lei, e muito menos que os parlamentares municipais sejam uma corja a serviço de um bandido. É natural discordar da posição dos vereadores, porém baixar o nível e fazer insinuações maldosas é inadmissível, principalmente quando isso é feito por um também representante do povo. Será que o radialista e deputado Gilmar Carvalho aceitaria calado se um boca suja qualquer o chamasse de pau mandado da família Amorim, ou se o acusasse de fazer jogo duplo na política?

União venceu

Os servidores do Fisco sergipano elegeram ontem a chapa União para o triênio 2012/2014. Encabeçada pelo auditor fiscal Abílio Castanheira, a chapa vencedora obteve 311 votos, enquanto a chapa Renovação ficou com 287 votos. O pleito transcorreu em clima de tranqüilidade, sendo que o fato novo foi a colocação de seis urnas eletrônicas para agilizar o processo de votação e apuração. Os eleitos foram apoiados pela atual diretoria, que tem a frente José Alberto Carvalho, o ‘Beto’.

Biometria

A Caixa Econômica Federal vai receber da Justiça Eleitoral os dados do cadastro biométrico de eleitores. A ideia é usar as informações para garantir a segurança e evitar fraudes no pagamento de benefícios previdenciários, no Programa Bolsa Família e no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A tecnologia do cadastro biométrico permite identificar o cidadão pela impressão digital.

Posse na PMA

Será empossado hoje à tarde o novo coordenador municipal da Juventude de Aracaju, Antonino Cardozo. A solenidade está marcada para as 17h, no auditório do Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos. Criada através de projeto do Executivo aprovado pela Câmara de Vereadores, a Coordenadoria está ligada à Secretaria Municipal de Governo e visa facilitar a articulação e concretização das políticas públicas destinadas aos jovens da capital.

Mostra força

O ex-deputado federal Albano Franco (PSDB) foi convidado ontem pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, para se filiar ao embrionário PSD. O convite aconteceu durante um almoço entre os dois no restaurante Piantella, em Brasília. É claro que o tucano não pretende deixar o PSDB, mas continua mexendo os pauzinhos visando mostrar força aos aliados e para o caso de precisar mudar de endereço político.

Mais um

Depois do prefeito de Itabaiana, Luciano Bispo (PMDB), ontem foi a vez do prefeito de São Domingos, José Robson Mecena, ter os bens colocados em indisponibilidade. A decisão do juiz de Direito Herval Márcio Silveira Vieira se fundamenta em ação movida pelo Ministério Público Estado acusando Mecena de ter contratado sem licitação artistas e um trio elétrico para a festa do padroeiro de São Domingos. Assim como Luciano, José Robson tem direito a recorrer contra a punição.

Maior rigidez

Os médicos estão proibidos de anunciar o uso de técnicas “milagrosas” ou aparelhos com capacidade privilegiada. Também não podem participar de concursos ou premiações para eleger o “médico do ano” ou o “profissional de destaque”. Essas são algumas das exigências da nova resolução do Conselho Federal de Medicina, que visa tornar mais rigorosa as regras para a publicidade de serviços dos médicos. Outra proibição é conceder entrevistas para autopromoção e divulgar o endereço e telefone do consultório nas redes sociais.

Tá fora

O deputado federal Laércio Oliveira já avisou à direção do Partido da República que o deixe fora de qualquer projeto de oposição ao Governo Federal. Durante reunião promovida pelo PR para informar que o partido não integra mais a base de apoio à presidente Dilma Rousseff (PT), Laércio disse que continuará votando no Congresso de acordo com os interesses da população e que em Sergipe permanecerá apoiando o governo Marcelo Déda (PT).

Sem correção

A Justiça Eleitoral decidiu não utilizar o chamado quadro-resumo nas Eleições 2012. Este recurso consiste em uma verificação que ocorreria na urna para que o eleitor pudesse visualizar todas as opções de voto marcadas por ele antes de confirmar definitivamente a votação. No caso de ter preenchido errado, o eleitor teria a opção de corrigir o voto. A Justiça entendeu que a media acarretaria demora no tempo de votação e possibilitaria a quebra do sigilo do voto.

Descabaçado

Um terço dos brasileiros amanheceu hoje feliz com a goleada sofrida ontem pelo Flamengo. Os flamenguistas, por sua vez, estão catando as penas arrancadas do urubu pelo Atlético Goianiense. Aqui pra nós, perder a invencibilidade vá lá, mas cair de quatro, como fez o Mengão, só lembrando a frase lapidar da madre superiora do Convento Santo Antônio: “Assim é flórida, meu filho!”.

Do baú político

Último governador indicado pelo regime militar, Augusto Franco administrou Sergipe sem muitos problemas, mas viveu uma pequena crise que o obrigou a exonerar dois auxiliares diretos. Foi no começo da década de 80 quando ele estava ausente do Estado. A Justiça determinou a prisão do chefe do cerimonial do Palácio Olímpio Campos, jornalista Luiz Adelmo, acusado de ser depositário infiel. Como não gostava do comunicador, o superintendente da Polícia Civil, coronel Barreto Mota, fez questão de cumprir pessoalmente a determinação judicial. Quando Luiz Adelmo terminou o expediente e ia deixando o Palácio, recebeu a voz de prisão. Foi um Deus nos acuda em Aracaju, tendo os amigos do jornalista se mobilizado e contratado advogados para libertá-lo horas depois. Quando retornou da viagem, Augusto Franco exonerou os dois. Ao receber solidariedade de amigos no restaurante Simpatia, ali na rua Laranjeiras, coronel Barreto Mota provocou risos: “Veja você como são as coisas, justo quando a gente cumpre a Lei ao pé da letra, perde o cargo e a gratificação”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais