Café Pequeno-Chicana

0

Em 2000 descobri a revista “Carta Capital” e fiquei fã. Não perdia um número sequer… até eles se fixarem no Daniel Dantas.

Era uma capa atrás da outra, e só dava ele. Parecia até o Diogo Mainard e sua incansável cruzada contra o Lula. Na época uma fotomontagem do Daniel, com um orelhão, foi publicada à exaustão ao ponto da gente achar que era defeito físico.

Após tantas capas, e longas e complexas denúncias,  eu acabei desistindo da revista.

Mas eis que a operação Satiagraha traz de volta a cena o personagem e, agora, acompanhado de velhas e tarimbadas figurinhas do noticiário da política, ops, da polícia: Celso Pizza, segundo os Cassetas, Narras e até o Cacciola, capturado em Mônaco, pede proteção contra tortura e maus tratos à ONU.

Realmente só rindo porque se for chorar a gente provoca uma enchente. Não à toa temos tantos humoristas!

Mas uma gravação, em especial, caiu feito bomba no colo do Supremo expondo uma velha fratura do Poder Judiciário: tráfico de influência nos tribunais superiores.

E o Hugo Chicarone,(pura chicana), foi claro…Dá até vergonha reproduzir, aqui, o diálogo e reconhecer que o Brasil, ainda, funciona assim.

Mas a crise vem em muitíssima boa hora e nos mostra o quão urgente é mudar esse estado de coisas.

Não adianta procuradores, juizes e a polícia executar ordens de prisão…Quando se trata de crime de colarinho branco, sem dúvida o mais pernicioso de todos, tem sempre alguém disposto a amenizar, e ainda insinuar novas figuras jurídicas como crime de autoridade, etc e tal.

Ora, poupem-nos! Crime de autoridade é muito mais grave.

Será que esses senhores de gabinetes refrigerados esqueceram que estão empossados em cargos, super bem remunerados, pagos com o suor do cidadão brasileiro honesto, que no seu dia a dia não tem nem garantias constitucionais, muito menos regalias em tribunais exclusivos com direito a segredo de justiça.

Desculpem queridos leitores e leitoras que preferem assuntos mais amenos. Eu também preferiria comentar a biografia do Paulo Coelho ou porquê o Di Caprio não volta para a Gisele, mas não consigo ao ver tantos privilégios pelo ar.  

Espero que vocês, também, não desistam de mim. O pior é que o meu café acaba sendo grande!

Móbile Catavento-Bené Santana-Orla Aju-Foto Ana Libório

 

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários