Caso Brejo Grande e as veias abertas da ineficiência do Governo

0

 

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

As chagas que penetram na vida do povo sergipano parecem infinitas e dolorosas.

A cada dia, um novo tormento. Em cada ponto do estado agonia e resignação de um povo acostumado a jamais desanimar e quando as forças humanas já não as auxiliam pedem refúgio aos Céus. É a população que sofre com o flagelo da seca, o fardo do desemprego, a guerra contra as drogas que aniquilam as famílias, escolas de portas abertas, mas fechadas para a inovação didática, a tranquilidade sempre ameaçada pela insegurança.

Em contrapartida, os burocratas e plutocratas do Estado se chafurdam nas benesses e afagos em salas e entapetadas onde a cada meia hora são servidos cafezinhos. Em plena modernidade, o Estado mais parece um feudo cujos suseranos  usam e abusam de uma estrutura encastelada e onde o povo pouco entra ou participa.

Por este sistema tão excludente escorre o sangue do jovem José Wellian de Oliveira Pereira morto em Brejo Grande. A bala que o atingiu não partiu de uma arma do agente da segurança pública: foi a pesada mão do Estado que pela sua omissão e repressão mata centenas, milhares de jovens, da periferia, dos povoados e rincões que foram esquecidos pelas políticas públicas de Governo. São estes meninos na casa dos 20 anos que passaram direto pela infância e sequer têm o direito de escolhas, pois são os alvos preferidos de um estado cuja sanha se assemelha a um gigante Ciclope, cujo único olho serve apenas para mirar quem será sua presa a ser devorada.

Não foi um agente da segurança pública quem atirou no jovem. Não estes homens que passam noites e dias viajando em carros alugados e com combustível racionalizado, pois as caravanas dos burocratas têm prioridade. Não estes senhores e senhoras que defendem a sociedade, ainda que em condições insalubres e sem o acompanhamento necessário. Não estas pessoas que saem de suas casas sem saber se voltarÃO com vida. A polícia é tão vítima quanto José Wellian e sua família.

As lágrimas de uma mãe enlutada não foi percebida pelas cúpulas palacianas que preferem perambular pelas cidades na eterna epopeia da politicagem. Enquanto há uma família chorosa que permanece indignada e desamparada, os burocratas usam todo o staff oficial a seus serviços para vaguearem como zumbis fantasmas ricos em busca de almas e espíritos para se retroalimentarem.

José Wellian é o retrato da juventude sergipana: 23 anos, ainda cursando o ensino médio, ganhando a vida pelo subemprego e por atividades pesadas. Todas dignas, diga-se de passagem. O mártir de Brejo Grande será imorredouro e abriu uma nova e incurável chaga na consciência de politiqueiros que não se preocupam, não trabalham, não planejam, não servem, mas se servem do Estado.

Ele foi sepultado, mas será lembrado sempre como mais uma vítima de uma conjuntura administrativa que prioriza a politicagem e a eterna disputa pela permanência no poder.

 

Mais insegurança: Governo insiste em tapar o sol com a peneira Seja ocupando uma triste liderança nos índices da violência nacional ou sendo o sexto estado mais violento do Brasil, a bem da verdade é que a insegurança e a violência campeiam as ruas das cidades sergipanas fazendo vítimas e deixando os cidadãos amedrontados. Nem templos religiosos e escolas ficam fora das estatísticas e acabam sendo alvos de ações criminosas.

Itabaiana Na noite da segunda-feira, 13, uma escola da rede municipal de Itabaiana foi invadida e estudantes, professores e outros profissionais administrativos se viram na mira de homens armados e encapuzados. De acordo com relatos, os assaltantes levaram objetos pessoais, celulares e outros pertences e saíram em direção incerta e não sabida. Foram momentos traumáticos para a comunidade escolar.

Porto da Folha Já no sertão sergipano dois irmãos foram encontrados mortos à beira de uma estrada que corta o município de Porto da Folha, nas imediações do povoado Ilha do Ouro. Como as duas motocicletas foram encontradas ao lado dos corpos, a hipótese de assalto pode ser descartada. O certo é que mais uma vez jovens na casa dos 20 anos são brutalmente assassinados em Sergipe. Neste caso, a hipótese levantada pelas primeiras investigações dão conta de envolvimento com o tráfico de drogas. Ou seja, de uma forma ou de outra, a falta de investimentos em políticas públicas articuladas de promoção e proteção da juventude são negligenciadas pelo Governo do Estado. Quando o poder público se imiscui de intervir com ações propositivas, as patologias sociais  tornam a sociedade suscetível volúvel e fragilizada.

 

MPF/SE pede condenação de empresário por sonegação fiscal de quase R$ 4 milhões Além de não pagar diversos tributos, Lauro Antônio Teixeira Menezes, o “Laurinho da Bomfim”, proprietário e administrador da Viação Cidade de Aracaju, fraudava dados perante a Receita Federal para esconder os valores devidos. Toda matéria.

Quem te conhece não esquece jamais! E uma ex-importante “personalidade sergipana” não esconde de ninguém que está muito ressentida com uma remonta denúncia que fizeram contra ela. Disse que observa cada passo e que jamais esquecerá o que uma determinada autoridade fez contra ela e o que prometeu à mesma: “fique tranquilo”.

Refugo das instituições Cada dia que passa o blog fica desanimado com algumas instituições que deveriam defender, principalmente, a Constituição Federal. Parece que tem gente que só age naquilo que dá visibilidade ou que traz algum interesse institucional ou corporativo. Lastimável.

Assembleia se inspirou no Coliseu Pra descontrair, zap recebido: “passei pela Assembleia hoje cedo…ficou uma obra prima a reforma…tom meio rústico…será que se inspiraram no Coliseu?!”

Neurologia do Hospital de Cirurgia sem funcionar Alguém pode explicar qual o motivo da neurologia do Hospital de Cirurgia está parada há quase dois meses? Muito paciente na espera de atendimento.

 

Santa Luzia do Itanhi: prefeito teve sentença favorável em processo eleitoral (Gazeta de Estância) O prefeito de Santa Luzia do Itanhi, Edson Santos Cruz, teve sentença favorável no processo eleitoral, que foi julgado no dia 08 de Agosto. O gestor recorreu da sentença e ganhou. A ação foi do ex-prefeito Adauto do Amor Cardoso, contra o prefeito e o vice, alegando atos ilícitos. A decisão judicial extinguiu o efeito da liminar com a resolução do mérito e julgou improcedente a denúncia absolvendo o prefeito, Edson Cruz, e o vice, César Soutello.

Inscrições do Concurso Público para Delegado de Polícia vão até dia 20
Estão prorrogadas até o dia 20 de agosto de 2018 as inscrições do Concurso Público realizado pelo Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) e da Superintendência da Polícia Civil, para provimento de 10 vagas no cargo de delegado substituto da Polícia Civil do Estado de Sergipe (PC/SE) com remuneração de R$ 11.000,00.

Provas A inscrição está disponibilizada somente via internet, até às 18 horas do dia 20 de agosto de 2018 (horário oficial de Brasília/DF). A taxa de inscrição custa  R$ 249,00. O concurso será composto de provas objetivas, discursivas, capacidade física, exame psicológico, exame toxicológico, sindicância de vida pregressa, prova oral, avaliação de títulos e curso de instrução/preparação técnico-profissional.

Dias das provas As provas objetivas serão aplicadas na data provável de 21 de outubro de 2018, em local e horário a serem publicados. Os gabaritos oficiais preliminares serão divulgados a partir das 19 horas da data provável de 23 de outubro. Já a prova discursiva terá duração de 3h30 e será aplicada na data provável de 25 de novembro de 2018, no turno da tarde. O padrão preliminar de resposta da prova discursiva será divulgado pelo Cebraspe na data informada no edital.

Demanda Segundo o secretário Rosman Pereira, as inscrições foram prorrogadas para atender uma grande demanda. Enfatiza que o concurso para delegado é mais uma ação do governo para melhorar a segurança no Estado, uma vez que somente este ano já foram realizados concursos para polícia militar e corpo de bombeiros, que estão finalizando as fases.

Avosos adia show de quinta na Casa de Forró Cariri A Associação dos Voluntários a Serviço da Oncologia em Sergipe (Avosos) informa que foi adiado, por tempo indeterminado, a 2ª edição do Show Amigos da Avosos. O motivo do adiamento se deve ao fato de a fundadora da instituição, Maria Ruth Wynne Cardoso (Tia Ruth), ter tido um comprometimento maior em seu grave estado de saúde.

Momento Segundo o presidente voluntário da Avosos, Wilson Melo, Tia Ruth sempre pediu que a Avosos mantivesse normalmente suas atividades e por isso a ideia inicial de manter o Show. “Estamos mantendo todas as nossas atividades normais em prol das crianças e adolescentes com câncer, mas a família Avosos entendeu que o clima não era de show. É um momento de dor, no qual não nos sentimentos inclinados a nenhum tipo de festividade”, informa o fundador.

Ingressos O Show Amigos da Avosos aconteceria na noite da próxima quinta (16), na Casa de Forró Cariri, com programação musical de Ninéia Oliveira, Lucas Aribé, Vinicius Nejaim & Xote Baião, Sérgio Lucas, Skama de Peixe e participação dos dançarinos Gabrielly & Sidney (Academia Siga Dancing). A Avosos agradece imensamente a disponibilidade voluntária desses artistas e de todos os envolvidos no evento, como a Casa de Forró Cariri, Nozes Tour e Big Estampa. Quem adquiriu o ingresso (mesa ou individual) pode reverter o valor em doação à Casa Tia Ruth de Apoio ou, se preferir, resgatar o valor na sede da Avosos: rua Leonel Curvelo, 55, bairro Suíssa. De segunda a quinta, 8h às 17h; sexta, 8h às 13h. Informações: (79) 3212-4700.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Politicagem com o serviço público Pelo zap, de um servidor público: “Um absurdo é o pessoal da Fundação Hospitalar de Saúde – FHS, que são regidos pela CLT exigir a estabilidade, quando o concurso não dava essa condição. Ora se a FHS foi extinta cabe ao Estado pagar as verbas indenizatórias. E só. O que se ver é uma politicagem com o serviço público, sem contar que a maioria, mesmo concursados, são despreparados.”

PELO E-MAIL E FACEBOOK

MPF de olho nos compradores de votos E o Ministério Público Federal criou uma forma bem bacana e extrovertida de alertar o eleitor sobre a compra de votos nesta eleição. Através da literatura de cordel, o órgão alerta e usa da criatividade para comparar o sujeito que se vale do poder econômico para conseguir um mandato Veja:

Cabra que compra voto
Começa fazendo feio
Depois, se for eleito
Vai ser um grande aperreio
Povo de bucho vazio
Ele de bolso cheio

Não só dinheiro compra voto
Por isso fique de olho
Pode ser promessa de emprego
Dentadura ou tijolo
Não importa o que ofereçam
Eleitor, não seja tolo.

ARTIGO

Para onde vai o dinheiro da Saúde? Por Antonio Samarone.

O Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou uma pesquisa de opinião pública (DATAFOLHA), sobre o que a sociedade pensa da Saúde. Uma surpresa: 26% das pessoas consideram que a primeira prioridade do SUS deveria ser o combate a corrupção na Saúde. A segunda prioridade apontada, com 18%, seria reduzir o tempo de espera para exames, cirurgias e procedimentos.

A sociedade enxerga que o que está travando a Saúde é a corrupção. As pessoas não se conformam, por exemplo, como o Estado de Sergipe gasta 1 bilhão por ano na Saúde, e não consegue oferecer um serviço descente. Isso mesmo, 1 bilhão.

Os especialistas em gestão pública estimam que 30% dos recursos da Saúde são desviados, não chegam aos pacientes. Desperdícios, mordomias, remédios vencidos, internações, exames e procedimentos desnecessários. Quanto custa um paciente 15 dias internado só esperando a realização de um procedimento?

Quanto é desviado com os sobre preços, os serviços pagos e não realizados, os contratos lesivos ao erário público? Pensou que eu ia esquecer, e os desvios acintosos com mimos e propinas. Os fundos de campanha e de enriquecimento ilícito. Quanto representa a fração dos gatunos? Os ralos da Saúde são escancarados.

O povo em sua sabedoria não sabe os detalhes, mas desconfia do “MECANISMO”.

Sei que algum descrente pode sugerir: por que você não dar logo nomes aos bois. Uma sugestão absurda. Nem eu sei os nomes, e se soubesse, não ia ficar com o ônus da prova, sem possuir os poderes para as investigações.

Eu falo em tese. A Constituição e as leis já definiram de quem é a competência de fiscalizar, apurar e prender os larápios. Sei que não é tarefa simples. A própria lava a jato, com um forte aparato institucional de investigação, com poderes discricionários, só avançou com a delação premiada.

O certo é que o SUS não melhora com o ralo aberto. Quem vai fechar o ralo e como, vira a grande pergunta. É o que eu espero ouvir dos candidatos a governador: o que será feito para estancar a sangria?

Quem começar o futuro governo sem uma auditoria externa independente, vira cumplice e começa mal. Passar a limpo e apresentar medidas para fechar os ralos, são os primeiros passos. Sem um combate eficaz a corrupção na Saúde, o SUS não funciona.

 

Propriá (SE) sediará a primeira audiência pública para discutir o risco de enchentes no Velho Chico

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) vai realizar três audiências públicas para alertar a população ribeirinha e o poder público sobre as suas responsabilidades e os riscos da ocupação irregular do solo às margens do São Francisco, fato que pode acarretar sérios danos caso haja elevação do nível das águas, provocando enchentes. A primeira delas ocorrerá em Propriá (SE), município localizado no Baixo São Francisco, no dia 31 de agosto, no Auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFS), Campus Propriá, às 10h.

De acordo com o presidente do CBHSF, Anivaldo Miranda, a baixa vazão impede que as pessoas vejam a possibilidade de cheia como uma ameaça possível. “Como as pessoas não conseguem enxergar a possibilidade de cheias no São Francisco, devido ao período de longa estiagem, começa a haver a ocupação do solo e falta às Prefeituras esse trabalho de orientação”, afirma.
Parceria A audiência pública será realizada em parceria com o Ministério Público Estadual (MPE/SE), Ministério Público Federal (MPF), Defesa Civil, Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), Agência Nacional de Águas (ANA) e Municípios do Baixo São Francisco. O objetivo é apresentar à população as áreas inundáveis do rio São Francisco e as ações para enfrentamento das cheias.

NOTA DE REPÚDIO 

AMESE REPUDIA DECLARAÇÕES DA DEPUTADA ANA LÚCIA

A ASSOCIAÇÃO DOS MILITARES DO ESTADO DE SERGIPE – AMESE, vem – através da presente nota – repudiar as declarações prestadas pela Deputada Estadual Professora Ana Lúcia no programa Jornal da Fan apresentado pelo radialista George Magalhães na rádio Fan Fm na manhã do dia 14 de agosto do corrente ano.

Em seu discurso, mesmo sem estar presente no local do fato e sem apreciar as provas que a polícia, o Ministério Público e o Poder Judiciário irão analisar com habilidade técnica, a parlamentar emitiu juízo antecipado de valor ao afirmar que houve uma execução em praça pública praticada por policial militar envolvido em ocorrência recentemente registrada no município de Brejo Grande.

Diversos relatos e mídias circulam na internet informando que houve uma grande alteração da ordem pública naquele município, inclusive com a investida de populares contra a guarnição policial, o que faz com que qualquer posicionamento prévio seja efetuado de forma cuidadosa.

Lamentamos a posição da deputada Ana Lúcia e firmamos nosso compromisso na busca do esclarecimento da verdade real, sem comentários depreciativos e juízos antecipados de valor.

Ressaltamos o excelente exercício de seu mandato e a respeitamos como profissional de educação e mulher, porém não nos omitiremos na busca do respeito aos profissionais militares de segurança pública e do respeito que os mesmos merecem receber no exercício de suas funções.

JORGE VIEIRA DA CRUZ – Presidente da AMESE

PELO TWITTER

www.twitter.com/mc_jornalista A última dos alienados: não houve ditadura no Brasil, foi apenas um regime militar.

www.twitter.com/jrobertotgomes Em que país um juiz da Suprema Corte é tratado pela população como árbitro de futebol de várzea? No mesmo em que ele se comporta como tal… e haja mãe…

www.twitter.com/frednavarro Petistas e bolsonaristas têm em comum a realidade paralela e a mania de perseguição. Vivem numa espécie de “Westworld” tropical. 

www.twitter.com/RicMarquesTV Quem não é honesto nas pequenas coisas, dificilmente será nas grandes!

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia
“A omissão de quem pode e não auxilia o povo, é comparável a um crime que se pratica contra a comunidade inteira.” Chico Xavier.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais