Dos bens dos candidatos, ricos e “pobres”

0

Levantamento feito pelo blog com as declarações entregues pelos 252 candidatos ao TRE de Sergipe (7 candidatos ao governo, 7 candidatos a vice, 14 senadores – e seus 14 primeiros suplentes e 14 segundos suplentes – 62 candidatos a deputado federal e 134 candidatos a deputado estadual), mostra que o candidato mais rico é  José Carlos Machado, candidato a Senador pelo DEM, com uma declaração de bens de R$ 6,2 milhões. O mais engraçado é que tem muito candidato com nenhum bem declarado (NBD), como por exemplo, João das Graças, no segundo mandato de deputado estadual.

 

Governador – Dos sete candidatos que registraram suas candidaturas ao governo estadual, três deles, Vera Lúcia (PSTU), pastor Arivaldo José (PSDC) e Francisco Henrique (PRTB) não têm nenhum bem declarado (NBD). São casos exemplares de desapego aos bens materiais e de um altruísmo sem precedentes. O mais rico é o ex-governador João Alves (DEM) que declarou cerca de R$ 1 milhão, seguido do atual governador Marcelo Déda (PT) que declarou R$ 550 mil, depois a candidata do PSOL, Avilete Cruz, com R$ 205 mil e o candidato do PCB, professor Leonardo Dias, com R$ 80 mil.

 

Vice-governador  – Já dos sete candidatos a vice-governador, Nilson Lima (PPS) e Jackson Barreto (PMDB) declaram os maiores patrimônios, respectivamente R$ 500 mil e R$ 458 mil. Já Adelson Alves, do PSDC, declarou apenas R$ 12 mil. E os outros quatro candidatos a vice, estão à míngua: Clóvis Lapada (PRTB),Euton Dantas (PCB), Roque Bomfim (PSOL) e Dalton Francisco (PSTU) têm nenhum bem declarado (NBD).

 

Senador – Dos 14 candidatos que concorrem a duas vagas de senadores a declaração de bens mostra uma disparidade grande:

 

– O candidato do DEM, deputado José Carlos Machado declarou R$ 6,2 milhões, mas em contrapartida seus dois suplentes, o empresário Max Andrade (1º) e o ex-prefeito de Aquidabã, Eurico Souza (2º) tiveram NBD.

 

– Já o deputado federal Albano Franco declarou R$ 4,2 milhões e seu 1º suplente, Adierson Monteiro, R$ 1,4 milhão, o 2º suplente George Caldas, R$ 144 mil.

 

– Já o candidato a reeleição, senador Valadares declarou R$ 578 mil, o 1º suplente, Zé Eduardo, R$ 1,5 milhão e o 2º suplente, Elber Batalha, também R$ 1,5 milhão.

 

– Na turma intermediaria o candidato do PV, Antonio Leite declarou R$ 350 mil. O 1º suplente, Joran Leite, R$ 33 mil e o 2º suplente, Dalmo Bezerra, NBD.

 

 O deputado Eduardo Amorim (PSC) declarou R$ 210 mil. O 1º suplente, Laércio Menezes declarou R$ 4,2 milhões e o 2º suplente Kaka Andrade (PDT), R$ 321 mil.

 

– O candidato do PPS, Emanuel Cacho declarou R$ 280 mil. O 1º suplente Marcos Andrade, NBD e o 2º suplente, Eliezer Ribeiro, R$ 150 mil.

 

– Lourdinha do PSTU declarou R$ 188 mil. O 1º e o 2º suplentes, Assis e Germano NBD.

 

– Já o candidato do PSDC, João Augusto Nascimento, declarou R$ 180 mil. A 1ª suplente Maria José R$ 30 mil e o 2º suplente, José Felix, R$ 13 mil.

 

 O candidato do PSTU, Leandro declarou R$ 60 mil. Os dois suplentes, Zé Leandro e Airton Cardoso tiveram NBD.

 

– O candidato Gugu Liberato (PRTB) também teve NBD. O 1º suplente, Cláudio, R$ 4 mil e o 2º suplente Michel, NBD.

 

– Atamário Cordeiro do PSOL, também NBD. O 1º suplente, Josemir de Zé de Bigodinho declarou R$ 50 mil e o 2º, Cizinho da farinha, NBD.

 

 No PCB os professores Lula e Marques, também NBD. A 1ª suplente de Lula, Gilvanete, NBD. Já o 2º, professor Rubens declarou R$ 30 mil. Já os dois suplentes do professor Marques, Marcelo Dentinho e César Ramos, NBD.

 

– Paulinho do PRTB, NBD. A 1ª suplente, Estilita, declarou R$ 2º mil e o 2º, Eliseu NBD.

 

Deputado Federal – Dois atuais oito deputados federais apenas três são candidatos à reeleição: Mendonça Prado que NBD; Valadares Filho que declarou R$ 204 mil e Iran Barbosa, R$ 223 mil. Dos outros cinco, Jerônimo Reis não é candidato; Albano, Machado e Eduardo Amorim são candidato ao Senado e Jackson Barreto a vice-governador.

 

Dos que disputam o mandato de deputado federal, alguns deles: o deputado estadual Rogério Carvalho declarou R$ 500 mil; Já o deputado estadual André Moura, declarou 225 mil; O médico do PV, Ricardo Melo, que seria candidato ao governo, declarou R$ 2,2 milhões; O atual senador, Almeida Lima, R$ 2 milhões; O candidato Carlos Hagenbeck, conhecido como Gordo de Laranjeiras declarou R$ 690 mil. O pastor Heleno Silva, R$ 285 mil; o ex-deputado Bosco Costa, R$ 1,9 milhão. O ex-deputado Djenal Gonçalves, R$ 495 mil; o ex-deputado e ex-prefeito de Pinhão, Eduardo Marques, NBD; Raimundo Primo, conhecido como Piranha de Itabaianinha, declarou R$ 1,2 milhão.

 

Deputados estaduais – Dos atuais 24 deputados estaduais, 19 registraram suas candidaturas. Os com maiores patrimônios: Angélica Guimarães (R$ 766 mil); Susana Azevedo (R$ 719 mil); Antônio dos Santos (R$ 530 mil); Antônio Passos (R$ 796 mil); Arnaldo Bispo (R$ 1,1 milhão); Luiz Mitidieri (R$ 2,1 milhões); Garibaldi (R$ 1,4 milhão); Venâncio Fonseca (R$ 772 mil) e Zeca da Silva (R$ 2,5 milhões). Chama a atenção o patrimônio de Augusto Bezerra: R$ 18 mil. E o do deputado em segundo mandato, João das Graças: nenhum bem declarado.

 

Ainda para deputado estadual: o ex-deputado José Franco declarou um patrimônio de R$ 4,6 milhões. Já o candidato Edson da Santa Sara, do PRP, declarou R$ 2,7 milhões. Gilson Andrade, do PTC, R$ 1,4 milhão. Zezinho Guimarães, do PMDB, que estava na Funasa, declarou R$ 1 milhão. O candidato Alexandre Sobral, de Laranjeiras, R$ 739 mil.

 

Quando o leitor tiver um tempo disponível vale a pena acessar o site da Justiça Eleitoral e conferir a relação de bens declarados por todos os candidatos. O mais interessante é que, como diz Albano Franco, em Sergipe todo mundo se conhece e pela relação de bens o eleitor pode conferir tudo “direitinho”. Mas aí é caso para a Receita Federal. A função do blog é apenas divulgar o patrimônio dos candidatos ricos e dos “pobres”.

 

Vereadores

Quatro vereadores de Aracaju registraram suas candidaturas a deputado estadual: Robson Viana (PT), Morito Matos (PDT), Miriam Ribeiro (PSDB) e Fábio Mitidieri (PDT). Este último está de prontidão, caso dê problema na coligação do PSDB com o PV, onde o pai, deputado Luiz Mitidieri é candidato à reeleição.

 

Ex-vereadores

Os ex-vereadores de Aracaju, Pedro Firmino (PDT) e o médico Manoel Marcos (DEM) registraram suas candidaturas a deputado federal.  Já o ex-vereador Daniel Fortes é candidato a deputado estadual.

 

Radical

Deu na coluna Painel da FSP de hoje, 07:  “Candidato ao Senado, Albano Franco (PSDB-SE), 70, declarou entre seus bens um “bugue selvagem” no valor de R$ 5.000”.

 

Candidatos de Valmir

Os candidatos André Moura (federal) e Zeca da Silva (estadual), conseguiram o apoio do prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro. Todos são do PSC. Ontem, 6, o presidente da Câmara, vereador Xexéu declarou apoio aos dois por orientação do prefeito.

 

Perseguição na saúde municipal

O blog acredita que o secretário Samarone não deve saber. São várias reclamações de servidores por conta de perseguições porque eles votam em candidatos do PT, como por exemplo, Rogério Carvalho. A denúncia é de que os comissionados que apoiarem Rogério serão exonerados.  Um servidor disse que tem uma gravação de uma destas perseguições, no posto Geraldo Magela, no conjunto Orlando Dantas, a uma coordenadora. Vai levar para a Justiça Eleitoral.

 

Albano e o PSDB

Ontem, 06, ao conceder entrevista a imprensa, o deputado Albano Franco reafirmou que é candidato ao Senado e a decisão da direção nacional do partido se coligar com o DEM em Sergipe não prejudica seus planos. No ponto de vista dele toda celeuma é por conta do tempo do horário eleitoral gratuito. Ele entende que pode ser candidato independente e o DEM com o PPS manter seus dois candidatos ao Senado.

 

Três candidatos não vale

O problema maior é que na coligação não pode ter três candidatos ao Senado Federal. É uma regra simples e que já foi alvo de consulta há pouco tempo ao TSE. Um deles (Albano, Machado ou Cacho) tem que abrir mão da candidatura. E quando do registro definitivo das candidaturas o TRE em Sergipe deve chamar a atenção da coligação. Além disso, os partidos adversários também não deixarão barato. Não existe coligação diferente na majoritária, ou seja para governador e senador.

 

Machado: “sou candidato aprovado em convenção”

Diante dos últimos fatos envolvendo a disputa pelas vagas ao Senado Federal, inclusive com especulações em torno da desistência do deputado federal José Carlos Machado (DEM), o democrata vem a público para informar que: “A minha candidatura ao Senado Federal é legítima e foi aprovada na Convenção do meu partido, junto com o PPS. Falta apenas confirmação do registro de candidatura pelo TRE. Não existe esta história de recuo ou resistência. Atribuo estas especulações a ‘leões cansados’. Sou candidato e ponto final”.

 

Machado não deve abrir mão

E como este blog escreveu na semana passada Machado tem chances reais de disputar uma das duas vagas para o Senado Federal por conta do poder de transferência de votos do ex-governador João Alves. Machado, ao contrário do que muita gente pensa, não tem nada a perder.

 

Emancipação política de Socorro

O prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Fábio Henrique, e a primeira dama, Silvia Fontes, participam nesta quarta-feira, 7, às 19h30, das comemorações pelos 146 anos da Emancipação Política do município. Será realizada uma missa em ação de graças na igreja do Amparo, na sede da cidade. “Parabenizo a população de Socorro pela independência do município, que tem se desenvolvido de forma extraordinária ao longo dos anos. A cidade está mudando e a melhoria da qualidade de vida da população já é uma realidade”, destacou o prefeito.

 

Claudomir Tavares reúne-se hoje com Leonardo Dias

O professor Claudomir Tavares, presidente municipal e secretário estadual de Formação Política do PV, terá um encontro no início da tarde de hoje com o professor Leonardo Victor Dias, candidato do PCB ao governo de Sergipe. Deste encontro deverá ser oficializado o apoio do verde ao comunista, constituindo-se este ato numa das primeiras adesões recebida por um candidato após a homologação em convenção.

 

Identidade com o PCB

Segundo Claudomir, “não se trata de troca do PV pelo PCB, mas um apoio de um militante que não irá se abster nesta eleição, dadas as circunstâncias do não lançamento de candidato a governador, estando seus militantes, filiados, dirigentes e parlamentares para manifestar suas preferências”, disse. “Pela minha matiz ideológica, encontramos uma identidade com o candidato do PCB, e dependendo do nosso diálogo, oficializarei meu apoio, a princípio individual, o que pode evoluir ao grupo do qual faço parte”, completou

 

União dos Negros convida para II Plenária Estadual

A União de Negros pela Igualdade de Sergipe – UNEGRO/SE –  está convidando homens e mulheres, para participar da sua II Plenária Estadual, que será realizada no dia 10 de julho de 2010, às 9h, no Sindicato dos Bancários de Sergipe, com debate sobre a história e rumos da luta contra o racismo no Brasil. O evento será encerrado ao meio-dia com uma feijoada, acompanhada de samba para confraternização da militância.

 

Belivaldo Chagas recebe nova direção do SINTESE

O vice-governador e secretário de Estado da Educação, Belivaldo Chagas, recebeu na tarde de ontem, 6, a direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe (SINTESE). Os diretores do sindicato entregaram uma pauta com várias reivindicações que será analisada por Belivaldo Chagas.  Ainda este mês um novo encontro deverá ocorrer entre Belivaldo Chagas e a direção do SINTESE.

 

Divulgação do conhecimento científico

Dois novos projetos voltados para incentivar espaços científico-culturais que promovem atividades de divulgação do conhecimento produzido nas universidades passam a contar com o apoio do Governo do Estado, por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica (Fapitec). Foram destinados mais de R$ 400 mil para o aprimoramento e expansão da Casa de Ciência e Tecnologia de Aracaju (CCTECA) e a implantação do ‘Buzão da Ciência’ no agreste e sertão de Sergipe.

 

Estímulo à criatividade

As propostas foram submetidas a um edital lançado pela Fundação em outubro de 2009. A iniciativa, que conta com o apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), busca conceder incentivos a projetos que busquem desenvolver atividades interativas ou estimuladoras da criatividade, da observação científica e da experimentação, todos eles destinados aos jovens.

 

Políticas públicas para a Educação no Campo I

A política pública de educação do campo estará no centro das discussões do IV Encontro Estadual que acontecerá nos dias 12, 13 e 14 de julho, na Universidade Federal de Sergipe.O evento é uma iniciativa do Departamento de Educação e do Grupo de Pesquisa Educação e Movimentos Sociais que, em conjunto com os movimentos sindicais do campo, sindicato de trabalhadores da rede pública estadual, Comitê Estadual de Educação do Campo e Secretaria Estadual de Educação, pretende fortalecer as ações das políticas públicas de educação do campo que estão em desenvolvimento no estado de Sergipe.

 

Políticas públicas para a Educação no Campo II

Estão programadas várias atividades, entre elas mesas redondas, sessões temáticas, apresentação de trabalhos e conferências. O Prof. Dr. Miguel Arroyo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) fará a conferência de abertura com o tema “O Lugar da Infância e da Juventude no Currículo da Formação de Professores”, no auditório da Reitoria.Os participantes ainda contarão com atividades culturais, como o lançamento do vídeo-documentário “Projeto Catadoras de Mangaba” e outras apresentações. Mais informações pelo telefone 2105-6833 ou pelo e-mail encontro.educampo@yahoo.com.br.

 

DO LEITOR

 

O Segredo de Albano

 Do leitor Palmiro Fontes de Oliveira:Muitos críticos, entre eles políticos e jornalistas, veêm já como mal fadada a campanha de candidato de Albano ao Senado. Uma só coisa pode tê-lo pego de surpresa: A intervenção nacional do PSDB. Mas o resto ele já sabia o reizado de có e salteado. De quando apoiou a reeleição de Edvaldo Nogueira (PCdoB) para prefeito de Aracaju em 2008, já tinha na sua cabeça que não estaria no palanque de João agora em 2010. Para ajudar na contenda dissimulada, teve o “apoio” de Maria do Carmo e Mendonça Prado que arrocharam verborragias contra o tucano. E assim o “namoro” do PSDB e do DEM rompeu antes mesmo de começar.      E engana-se mais ainda quem pensa que Edvaldo e Déda fizeram a cabeça dele. NINGUÉM faz a cabeça de Albano Franco, a não ser ele mesmo, e   engana-se mais ainda quem pensa que ele é bobo, aliás de bobo ele não tem nem a cara. E se ele saiu candidato a senador é porque já tinha pensando nisso anos-luz, e planejado e articulado tudinho, mas só não contava com essa intervenção é claro, mas acho ainda que o bicho num desiste não, nem mesmo cortando as asas de tucano e querendo calar-lhe o bico, o poder lhe afeiçoa e pessoas assim não desistem por nada”.

 

Um tiro no pé…

Continua Palmiro Fontes: “É assim que vejo a intervenção do PSDB em Sergipe, como um tiro no pé, e sem havaiana japonesa ainda mais. Que com certeza deve ter tido um empurrãozinho/zão do DEM estadual e do seu comandante-mor João Alves Filho é evidente, agora que todo efeito tem uma causa e vice-versa também isso é evidente. Se João e a turma do DEM acha que uns minutos a mais no horário eleitoral são mais importante do que a ira de Albano e sua turma, aí é com eles mesmo. E quem ganha com tudo isso é a Situação, porque se já tinham a simpatia dos tucanos em Sergipe, pode ter certeza que agora tem o voto também, e ainda por cima, de graça. Mas, as raposas políticas sabem o que fazem (?) e vamos esperar o desenrolar desse imbróglio no próximo 03 de outubro e que vençam os mais sarcásticos e articulosos dos cabras das terras tupiniquins de Sergipe ainda Del-Rey”.

 

Desespero ou maldade?

Do leitor Edson Bomfim de Santana Júnior: “Rolou uma história na rede twiter, de que uma gestante estaria agonizando na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, fruto de um feto morto há oito dias e que perecia sem atendimento dos profissionais daquela unidade de saúde.  Assim, foi escandalosamente e freneticamente divulgado pelo tuiteiro, senhor  Cadu Silva, envolvendo jornalistas, veículos de comunicação e profissionais da área da saúde. Pois bem, observando os COMENTÁRIOS dos tuiteiros, seus seguidores, vi que havia uma orquestração do “quanto pior, melhor”. Diligentemente, fui atrás de informações, como cidadão e preocupado com a paciente e com os fatos, não com as versões. Descobri coisas curiosas que Cadu não revelou. Por quê?  Veja o que ele disse em seu perfil, no twiter: “Ela está na Matern N Sra Loudes em AJU, com sua mãe desesperada ao lado, não têm médicos no local, apenas uma assisente social! Ajudem!? E mais, no twiter de Cadu: “Já disse e repito: Não paro de denúnciar até que minha amiga esteja em casa se recuperando deste trauma!” . Mais um trecho: “Não estou fazendo política, este é um assunto pessoal, pois a jovem é minha amiga, como se eu fosse da família! Não me venham com burocracia”. Mais esse: “Jovem com diabetes, feto 08 dias morto na barriga, e é normal esperar pelo parto normal, precisa de cesariana urgente!? E só mais esse: “pergunte ao @MarceloDeda se ele simplesmente vai acreditar que é normal deixar um feto morto dentro da barriga por 08 dias?” Tem mais, mas fiquemos apenas com esses. Cláudio, que tal fatos? Vamos a eles – NÚMERO 1 – A paciente, oriunda de Simão Dias, deu entrada na maternidade, no dia 05/07, já encaminhada com diagnóstico de morte do feto. Até então, a Maternidade não tinha conhecimento do caso. Pergunto ao Cadu Silva: quem fez o pré-natal da amiga dele? Por que, somente oito dias depois ele tomou conhecimento dessa tragédia familiar, a qual todos lamentamos – NÚMERO DOIS – A Maternidade estava assistida por profissional da especialidade, que estava em alas atendendo às parturientes internas. Quer comprovar, senhor Cadu, solicite a folha de ponto da Maternidade quando a paciente deu entrada. Para conhecimento dos leitores, Cadu é Professor Universitário, Ambientalista, Pescador, Escritor, Empresário, dentre outro s … Assim ele se define em seu perfil, no twiter.  NÚMERO TRÊS – O senhor Cadu, “especialista em obstetrícia”, revelou que sua “amiga” é diabética. Exigia, em suas palavras, no twiter, o seguinte: “vocês ainda não conseguiram induzir o parto, mesmo já tendo dado medicamentos, vão esperar até quando para fazer cesariana?”  Leigo que sou e consultando um obstetra, foi-me dito que o procedimento nesse caso é de estimular o parto pélvico, sim e que o risco de infecção para a paciente seria muito maior numa cesariana, principalmente, levando-se em conta seu quadro de diabetes, cuja cicatrização, pós-cesária, seria muito mais demorada e exposta à agentes desconhecidos em seu domicílio residencial. NÚMERO QUATRO – Até às 22h40min do dia 06/07, tanto mãe, quanto a paciente, estavam tranqüilas e a guardando a evolução do estímulo ao parto pélvico, sendo assistidas conforme o protocolo normal e natural para o caso. Sem alardes, sem histerismos. A pantomima de Cadu, revelou soberba (Vide perfil @CaduSilva25500), ignorância, oportunismo e, sobretudo, desrespeito à paciente, à sociedade e aos profissionais da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, que dão, na rotina de suas atividades, sentimentos que o jovem parece não compreender:  GENEROSIDADE E BONDADE. Aprenda, Cadu, que “apenas uma assistente social”, pode oferecer algo muito melhor do que você ofereceu, ela oferece a paz; aprenda, que as pessoas humanas da maternidade, não são vilãs, são partícipes da dor e cúmplices da nova vida; aprenda, por final, que não se encontra tomada elétrica em farmácia e nem progresso na dor alheia. Viva para fazer o bem, não o mal”.

 

Participe ou indique este blog para um amigo:

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“Apenas desejo a tranquilidade e o descanso, que são os bens que os mais poderosos reis da terra não podem conceder a quem os não pode tomar pelas suas próprias mãos”. René Descartes.

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários