Farra mineira

0

A viagem de 19 deputados estaduais a Belo Horizonte para participar da homenagem que a Assembléia mineira fez ao empresário e político Edvan Amorim (PTB) pode dar panos pras mangas. É que o ex-deputado estadual Nelson Araújo (PMDB) promete mover uma ação popular para obrigar os parlamentares a reembolsar o Legislativo pelas passagens e diárias a que tiveram direito. O peemedebista pretende ainda apurar se a recente viagem do deputado Gilmar Carvalho (PR) para Brasília e Belo Horizonte, a serviço da rádio Ilha/FM, também foi custeada pela Assembléia. Segundo Nelson, se foi, o dinheiro tem que ser devolvido, além de descontados do contra cheque de Gilmar os dias em que ele esteve ausente das sessões. Cabe à Assembléia explicar se custeou ou não a farra mineira, antes que uma ação popular provoque sério desgaste político à Mesa Diretora.

Estrela investe

A Fábrica de Brinquedos Estrela pretende instalar em Sergipe seu centro de distribuição para o Nordeste. O investimento deve ser feito ao lado da fábrica que a empresa possui no povoado Serra do Machado, em Ribeirópolis. Na semana passada, o presidente da Estrela, Carlos Tilkian, o empresário João Carlos Paes Mendonça e representantes do governo estadual estiveram no município discutindo com a Prefeitura sobre o Centro de Distribuição. O Governo deve duplicar a rodovia ligando Serra do Machado à cidade de Ribeirópolis.

Benefícios

O governador Marcelo Déda (PT) anuncia nesta segunda-feira medidas que alteram a forma de participação dos funcionários do Banese na gestão do banco. A solenidade está marcada para as 15h30, no auditório do Museu da Gente Sergipana, e será prestigiada pelos integrantes do Conselho Fiscal e de Administração do Banese, bem como a Diretoria e os banesianos.

Destino do 13º

As compras de Natal devem ser o principal destino do 13º salário. Pesquisa mostra que 32% dos consumidores devem utilizar o dinheiro extra para o pagamento das compras natalinas. Já as dívidas devem ser o destino do 13º de 28% dos entrevistados. Gastos com viagem (10%), reformas da casa (8%), aplicação financeira (6%) e outros (7%) são outros desejos. Apenas 9% disseram não saber ainda o que fazer com o dinheiro.

Papo de esquina

De um gaiato comentando o recente bate boca travado no Senado entre o advogado João Fontes (PV) e o deputado federal Rogério Carvalho (PT): “Ao ouvir gritos de safado, cafajeste, moleque, mau caráter e ladrão, um turista em visita ao Congresso assusta-se e pergunta: ‘É briga?’ Um segurança o tranqüiliza: ‘Não, apenas estão fazendo a chamada dos senadores’”. Que maldade!

Protesto na PGE

Os trabalhadores da Fundação Aperipê de Rádio e TV estão por aqui com o governo estadual. Cansados de esperar o envio para a Assembleia do projeto de lei criando o Plano de Carreira da categoria, eles vão promover nesta segunda-feira um protesto na porta da Procuradoria Geral do Estado. No período da tarde, se deslocam para o Legislativo visando pedir o apoio dos deputados. Os trabalhadores da Aperipê já pensam, inclusive, em fazer greve nos próximos dias.

Complexado

O deputado federal Almeida Lima (PPS) critica os pré-candidatos a prefeito de Aracaju por puro complexo, pois não consegue se destacar nas pesquisas. Quem pensa assim é o ex-governador João Alves Filho (DEM), comparado por Almeidinha como apenas mais um adversário do governo querendo voltar ao poder. Entrevistado pelo jornalista Joedson Telles, João disse que não gosta de atacar ninguém, “mas aqueles que não se destacam nas pesquisas usam como estratégia atacar quem estar no topo”.

De olho em 2012

O PC do B encerra hoje à noite no auditório do Sindicato dos Bancários, em Aracaju, sua 15ª Conferência Estadual. A pauta prevê discussão sobre a atual conjuntura política e a organização do partido para as eleições do próximo ano. O PC do B pretende apresentar candidatos a prefeito e vereador nos 55 municípios sergipanos onde possui diretórios. Em Aracaju, o partido tem estimulado as pré-candidaturas dos comunistas Jeferson Passos e Tânia Soares.

Escolinha

O PSD está promovendo cursos de qualificação para seus filiados, de olho nas eleições do próximo ano. Temas básicos como ética, processo eleitoral e história política estão na programação dos treinamentos destinados aos que serão candidatos em 2012. O curso prevê palestras sobre “moral, ética e transparência na política, marketing”, “planejamento de financiamento de campanha e finanças públicas” e “Lei de Responsabilidade Fiscal".

Do baú político

A caminhada do MDB na campanha 1966 foi muito mais difícil do que o estreito caminho percorrido pelo partido em 1974, com o diferencial de que nesta última tentativa o sacrifício resultou na eleição do jovem médico Gilvan Rocha. As dificuldades do PMDB em 1966 são muito bem narradas pelo professor Ibarê Dantas, em seu livro ‘A Tutela Militar em Sergipe 1964/1984’. Escreve ele: “Segundo José Carlos Teixeira, ninguém se habilitava à candidatura, até que, na véspera da convenção, ele conseguiu que o seu pai aceitasse concorrer para que a chapa não ficasse em branco, enquanto Antônio Tavares concorda em figurar, mas apenas como suplente”. Era uma quadra difícil. A ditadura militar, capitaneada pelo ditador Castelo Branco, fazia de tudo para dificultar a vida dos opositores ao regime, a ponto de ter fechado o Congresso um mês antes das eleições. Não bastasse a exagerada repressão, os governistas sergipanos compravam votos a torto e a direito. Veja o que escreveu o professor Bonifácio Fortes sobre as eleições de 1966: “Nunca se gastou tanto dinheiro em troca de votos, nem se viu tanta corrupção como neste pleito”. Agora, responda rápido: a constatação de Bonifácio sobre a compra de votos lembra alguma outra disputa para senador em Sergipe?

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais