Fase de Fofocas

0

Sem muito o que fazer num final de ano que não teve eleições, muitos políticos gastam o tempo a procura de um fato para ocupar espaços na mídia. Eles sabem que ficar longe da imprensa até quando começarem pra valer as articulações políticas de 2010 significa perder terreno na hora de a onça beber água. Essa conjunção de marasmo político e vontade de aparecer estimula o “plantio” de “notícias”, geralmente com o intuito de desgastar os adversários e até mesmo aliados. E aí surge todo tipo fofoca. Uns alardeiam rompimentos políticos e outros dizem ser certo que o governo vai apostar num “chapão” para as eleições proporcionais. Essa fase de mexerico vai perdurar até depois do carnaval, quando se iniciam as articulações de bastidores visando às convenções de junho. Portanto, não se deve dar muita atenção para tudo que se diz ou escreve neste final de ano, pois muita coisa não passa de intriga da oposição, e da situação também.

 

Pedra da morte

 

Veja um trecho da reportagem publicada hoje pelo Correio Braziliense: “A pedra da morte custa R$ 5. Atrai, indistintamente, ricos e pobres, crianças e adultos, desempregados e trabalhadores. Há registros de índios que usam o entorpecente. O crack, surgido há pouco mais de 20 anos nas ruas de São Paulo, invadiu as cidades do interior e as fazendas, espalhando-se pelos grotões do país. Subproduto da cocaína, a droga virou uma epidemia nacional, que causa dependência e morte aos usuários”. Uma lástima!

 

Explicação firme

O presidente da Deso, Max Montalvão, foi firme ao esclarecer que a Companhia não fornece água suja à população do semi-árido, como denunciou o prefeito de Poço Redondo, frei Enoque. Max afirmou que os caminhões-pipa utilizados para abastecer alguns municípios, por conta de uma pane ocorrida na adutora do Alto Sertão, captaram água tratada na adutora Sertaneja. Depois das explicações de Montalvão, ficou claro que a água suja foi distribuída por carros-pipa clandestinos, mas a fiscalização desse “comércio” não compete à Deso.

 

Gargalo na produção

 

A combinação de IPI menor e prazos maiores para pagamento nesta época do ano – fora do tradicional pico de vendas para lavadoras (junho e julho) – elevou a demanda e provocou um gargalo na produção. A indústria justifica que houve atrasos nos últimos meses na entrega de materiais como vidros, alguns tipos de aço e placas eletrônicas.O gargalo também afetou os fogões e geladeiras. Apenas 45% dos lares brasileiros têm lavadoras. Para fogões e geladeiras, a taxa de penetração é superior a 90%.

 

Dutra na frente

 

José Eduardo Dutra continua na frente na disputa pela presidência nacional do PT. Segundo o resultado parcial divulgado às 22h20 de ontem, ele possuía 55,8% (151.150) dos votos apurados. Esse resultado representava 66,18% das urnas apuradas. Mantida essa diferença até o final, Dutra deve ser eleito presidente nacional do PT já no primeiro turno do Processo de Eleição Direta. A nova direção será responsável pelas articulações da legenda na primeira eleição dos últimos 20 anos sem a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

 

IPI prorrogado

 

O governo anunciou a manutenção das alíquotas mais baixas de IPI de carros flex. Esses veículos com mil cilindradas terão a alíquota mantida em 3% até 31 de março de 2010 – anteriormente, o percentual voltaria gradualmente para 7% até janeiro. Para carros flex com até 2 mil cilindradas, permanecerá em 7,5% também até o fim de março – a previsão anterior era de que o percentual voltaria gradualmente para 11% até janeiro. Os veículos a gasolina (de mil ou de até 2.000 cilindradas) continuam com a elevação gradual do imposto.

 

Águas de Sergipe

 

Acontece hoje a consulta pública para apreciação e avaliação ambiental preliminar do Projeto ‘Águas de Sergipe’. Será a partir das 8h30, no auditório da Codise. O projeto pretende integrar todas as ações inerentes ao uso e à conservação da água, abrangendo inclusive intervenções físicas na Bacia do Rio Sergipe. Para a execução do projeto, o governo estadual fará empréstimo junto ao Banco Mundial, no valor de US$ 117.125 milhões. Esse investimento promoverá ações diretas na recuperação de áreas degradadas.

 

Violência banalizada

 

Pesquisa revela que 50% dos jovens com idade entre 12 e 29 anos já presenciaram ações de violência policial. E 31% disseram ter facilidade para a obtenção de armas de fogo, 64% afirmaram que se sentem vulneráveis à violência e que, frequentemente, veem pessoas armadas que não são policiais. Para 11% dos jovens, o cenário de violência já faz parte da sua rotina e a grande maioria, 88%, respondeu que já viu corpos de pessoas assassinadas. Outros 8% já passaram pela experiência de ter pessoas próximas serem vítimas de homicídios. A pesquisa foi feita pelo Instituto Datafolha.  

Deixe o cigarro

 

O controle do tabagismo poderia evitar cerca de 112 mil novos casos de câncer no Brasil em 2010, segundo estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca). De acordo com o Inca, ao não fumar, a pessoa pode evitar desenvolver o câncer de pulmão, de boca e de esôfago, além de tumores em qualquer parte do corpo, já que as substâncias cancerígenas do cigarro percorrem a corrente sanguínea. O Inca também destaca outras formas de prevenção do câncer, como a realização periódica de exames preventivos de mama e de colo de útero entre as mulheres, e o de próstata entre os homens.

 

Petróleo e gás

 

Sergipe vai sediar a IV Rodada de Negócios dos Segmentos do Petróleo, Gás, Energia e Mineração. O evento acontecerá no período de 2 a 4 de dezembro, no Hotel Starfish Ilha de Santa Luzia, na Barra dos Coqueiros. A proposta é ampliar as vendas das empresas de Sergipe às grandes organizações presentes no Estado. Parcerias firmadas durante o evento em 2008 geraram mais de 110 milhões de reais ao longo de 2009. Simultaneamente acontecerá no mesmo hotel o seminário Oportunidades de Ampliação de Mercado para sua Empresa.

 

Novo hotel

 

A gerência do Mercure Aracaju Del Mar apresentou ontem o empreendimento à imprensa sergipana. Durante um almoço, Luciano Leal, gerente geral, e Irenio Rocha Júnior, gerente de vendas, falaram sobre o investimento de R$ 11 milhões feito pelo Grupo Cosil para adequar o prédio às exigências da rede Accor Hospitality. Luciano fez questão de frisar que o hotel continua pertencendo à Cosil, que o preparou para ser administrado pelo Mercure. O empreendimento conta com 113 apartamentos e estrutura para grandes eventos.

 

Turismo na praia

 

Uma boa notícia para a rede hoteleira de Sergipe: pesquisa CNT/Sensus revela que 23% dos brasileiros vão viajar durante as férias. E o destino preferido é a praia, já que 55,7% dos entrevistados que disseram que vão fazer uma viagem escolherão destinos no litoral. Outros 20,9% partirão para cidades sem praia, enquanto 14,8% vão para a casa de campo, sítio ou fazenda e 2,2% consideraram ir para o exterior. 45,2% disseram que vão viajar de carro. O ônibus foi apontado por 37,4%, e o avião é preferido por 7,2% dos entrevistados. E você, vai de quê?

 

Me acompanhe pelo twitter: @adiberto

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais