Fogueiras juninas e sustentabilidade

0
Direto do facebook

Ela estava aqui antes!

A imagem ao lado (que retirei do facebook) chama a atenção pela sensibilidade de quem mandou fazer o muro. Diferente do que acontece por aqui, onde cortam-se as árvores para atender ao projeto arquitetônico. A foto vinha acompanhada de uma frase que dizia mais ou menos o seguinte: “Ela estava aqui antes. Adapte-se à Natureza”. Essa mesma frase pode ser utilizada como base para todos os demais assuntos tratados aqui…

Campanha de Educação Ambiental

Há 3 anos o professor e ambientalista José Bezerra Neto desenvolve uma campanha para os festejos juninos. Nesta véspera de São Pedro a mensagem ainda tá valendo!

“Sempre que se aproximam as festas juninas, surge, junto com elas, a preocupação com os danos causados ao meio ambiente e à saúde das pessoas, por conta do desmatamento e da fumaça, em virtude da tradição de queimar fogueiras. Sabemos que a cultura do nosso povo deve ser preservada, mas entendemos que as pessoas precisam se conscientizar de que a queima da madeira neste período junino contribui, consideravelmente, para a destruição da mata nativa, e com o aumento do CO2 na atmosfera, causado pela fumaça, cresce o índice de doenças respiratórias, principalmente em crianças e em idosos. Por isso, mantenham a tradição, mas sem exageros. Em vez de acenderem várias fogueiras, reúnam amigos e familiares em torno de apenas uma”.

Ações de sustentabilidade

O TCE iniciou na última segunda-feira, 25, sua primeira auditoria operacional na área ambiental. Irá avaliar a legitimidade, economicidade e eficiência das ações internas de sustentabilidade realizadas pelo Banco de Sergipe (Banese). Aprovada por unanimidade pelo colegiado da Corte de Contas, a ação havia sido proposta em sessão plenária pelo conselheiro-substituto Rafael Fonsêca. “Nosso objetivo é assegurar que o Banese, na qualidade de instituição financeira pública estadual jurisdicionada ao TCE implante políticas e procedimentos em matéria ambiental, visando fomentar o desenvolvimento com sustentabilidade”, observa Fonsêca. (Fonte Osmário)

Aproveitamento do solo

Foi inaugurado ontem (27) o “Placar dos Vereadores” em frente à Câmara Municipal, na Pça Olímpio Campos. O objetivo é mostrar à população quem são os vereadores que são a favor de Aracaju e defende os interesses dos seus moradores. Estaremos vigilantes. O placar inicial é 19 a 0 em favor da cidade. Se um vereador votar contra à emenda à Lei Orgânica, que determina o índice de aproveitamento do solo de Aracaju, de autoria dos vereadores Emerson Ferreira (PT) e Bertulino Menezes (PSB), não atendendo aos interesses do povo que o elegeu, o colocaremos no lado dos que prejudicam a capital sergipana.

Após a inauguração do Placar, a população aracajuana foi conclamada a ocupar toda a galeria da Câmara de Vereadores, para acompanhar a votação da. Isso se faz necessário para corrigir os dispositivos permissivos e conflitantes na referida lei municipal, antes da apreciação do Plano Diretor. O índice ou coeficiente de aproveitamento é um número que, aplicado sobre o tamanho do terreno, determina o quanto pode ser construído no lote. A combinação entre esse índice e outros itens (taxa de permeabilidade, gabarito – altura dos prédios -, recuos etc) demonstra se a cidade é ocupada de modo ordenado ou se é sustentável o seu crescimento. (Encaminhado por Joseilton Nery, da Sociedade Jabotiana Viva). Por uma cidade organizada, equilibrada e sustentável, para todos.

Recicle seus jornais e revistas

Os shoppings da cidade, em conjunto com a livraria Escariz, estão disponibilizando receptores para revistas e jornais que não tem mais utilidade para os seus leitores. A iniciativa convida as pessoas a não jogarem esses materiais no lixo comum, onde se contaminariam e não teriam nenhuma reutilização. Ao levá-las aos recipientes, facilmente encontráveis nos estabelecimentos comerciais, você estará ajudando a dar um destino correto e sustentável aos jornais e revistas: eles serão encaminhados para a reciclagem. Contribua!

Simpósio de Plantas medicinais e nutracêuticos

O Laboratório de Flavor & Análises Cromatográficas da Universidade Federal de Sergipe está organizando o III Simpósio Internacional de Plantas Medicinais e Nutracêuticos (3ISMNP), juntamente com a III Conferência do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Frutos Tropicais, em colaboração com a International Society for Horticultural Science (ISHS), Bélgica. A comissão organizadora cordialmente convida você para participar do simpósio. O simpósio será realizado no período de 14 à 19 de Outubro de 2012 no Centro de Convenções na cidade de Aracaju. Mais informações em www.3ismnp.com.br

Viva São Pedro!

@ca_sant

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais