Gilmar está certo: origens do boicote em hospital

0

 

 

Desde o final da semana passada que repercutem as declarações do radialista e suplente de deputado estadual, Gilmar Carvalho sobre um boicote que vem sendo realizado em uma das áreas importantes do Hospital de Urgência Governador João Alves Filho. Gilmar está certo quando não dá nomes, cabe as autoridades e os próprios sindicalistas investigarem e denunciarem quem anda negligenciando com a saúde da população. 

 

Este jornalista teve contato com servidores do Hospital e o boicote denunciado por Gilmar realmente existe e nada mais é do que o desdobramento de vários fatos, como por exemplo, a indústria de atestados que existia e foi denunciada aqui neste espaço.

 

São vários os boicotes. O maior deles são as informações passadas para alguns órgãos de imprensa sobre número de mortos sem especificar as causas, dando a entender que tudo é fruto do descaso, da negligência. O Hospital é um hospital de alta complexidade. Para lá vãos os casos mais graves, as vítimas de acidentes automobilísticos, os motoqueiros quase sempre com traumatismo os mais diversos, em especial os com traumatismos graves. Então como separar os casos de negligência daqueles que pela gravidade tendem ao óbito? Mas alguém passa a informação com o objetivo de tumultuar, de criar um clima de insegurança, de descalabro.

 

Nos últimos dias, exceto o caso do Jairo que a família buscou socorro e não conseguiu, qual a outra notícia? Aquela que diz que seis pessoas morreram no Hospital em um determinado dia, entre as 17 e as 19 horas por falta de atendimento. E ninguém da família desses mortos reclamou de nada

 

Segundo alguns servidores são varias as insatisfações e com diversas origens. Algumas delas:

 

Restaurante –  Um exemplo era o restaurante onde independente do horário de trabalho todos faziam refeições. Quem trabalhava pela manhã chegava lá à noite e jantava. E assim o número de refeições era bem superior ao pessoal que de cada turno. Quando a farra acabou a denúncia que saiu foi que a direção havia proibido as refeições sem qualquer esclarecimento do que efetivamente acontecera.

 

Ponto digital – Depois veio o registro de ponto via impressão digital. E esse é o grande vilão da história. Por esse sistema não dá para levar o dedo de alguém para registrar o ponto. Antes não existia ponto. Depois veio o registro por meio da batida de cartão. Segundo os servidores quando era esse método tinha médico que pagava a outra pessoa para registrar o ponto. Teve até demissão por causa disso. De “fichinha”, é claro. O médico depois pediu demissão, já que tinha uma clinica particular. Então uma simples mudança na forma de se registrar a presença gerou um grau de insatisfação sem tamanho. Muitos perderam o poder da onipresença que, no caso do HUSE, também se manifestava de outra forma.

 

Duplicidade e triplicidade de jornada – Segundo alguns servidores, a outra forma da onipresença era por meio da duplicidade ou triplicidade de jornada ao mesmo tempo. Então um médico tinha um plantão de 24 horas e este era cumprido com 8 horas, numa ala, 8 horas em outra e mais oito em outra, UTI e o escambau. Nada demais se isso não fosse feito num mesmo horário. Então seis ou oito horas num setor já aparecia como plantão cumprido pois em outros setores, no mesmo horário, estava lá registrada a presença do profissional.

 

Privilégios – Afora isso, segundo os servidores, tem todo um somatório de privilégios que se acumularam à medida que os dirigentes do hospital era de uma especialidade. Explico. Se o diretor era um neuro, essa parcela passava a ter certos privilégios. Se era um cárdio, a mesma forma. E assim se construiu uma Torre de Babel cuja unificação de linguagem e de procedimentos está gerando toda essa celeuma. Nada disso que se coloca se busca a melhoria de atendimento da população. Nada disso. É tudo manutenção de privilégios.

 

Redução de jornada e falta de médico – Os servidores lembram também que o Sindicato fala em redução da jornada num momento que também se fala de falta de médicos. Ora, como reduzir a jornada quando falta pessoal. E se aparecer um governante maluco que aceite reduzir a jornada eles vão carregar nos braços e o usuário dos serviços que apodreçam. Segundo os servidores ouvidos a reivindicação da redução da jornada é consequência do registro de ponto pela impressão digital. “Talvez assim eles possam atender aos outros compromissos fora do HUSE, atendidos antes pela simples ausência ao serviço ou pela redução “informal” que era praticada. Tinha profissional que não ia ao HUSE há dois, três anos”, informou um servidor.

 

E não adianta alguns poucos criticar este espaço, meramente por questões políticas partidárias, que também estão por trás de muita coisa. As informações acima foram passadas por gente de lá de dentro, que vive o dia a dia há uns três anos, portanto viu como era e vê hoje.

 

Gilmar Carvalho está certo quando denuncia o boicote. Este jornalista não sabe se ele tinha informações detalhadas como as publicadas hoje neste espaço. A intenção de Gilmar, como deste jornalista, não é aumentar a celeuma, mas divulgar os fatos para que o hospital realmente esteja à disposição da população, sobretudo a mais carente. Os interesses corporativos muitas vezes são levados à frente de tudo, esquecendo-se que a vida deveria estar em primeiro lugar. Mas infelizmente não é essa a realidade.

 

 

Resposta ao artigo “Vaga do TC e incoerência do PSC e PR” I

O deputado federal Eduardo Amorim, presidente do PSC em Sergipe enviou os seguintes esclarecimentos em resposta a matéria jornalística “Vaga do TC e incoerência do PSC e PR”, publicda ontem, 29: “Venho esclarecer alguns pontos que não condizem com os nossos princípios partidários. Em nenhum momento nos pronunciamos para afirmar que iríamos interferir em pré-candidaturas já determinadas pelos partidos políticos que atuam em Sergipe, principalmente, pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), o qual mantemos um bom relacionamento desde sempre com seu presidente”.

 

Resposta ao artigo “Vaga do TC e incoerência do PSC e PR” II

Continua a nota de Eduardo Amorim: “Como já afirmei, em outros momentos, aqui neste espaço, o PSC incentiva a participação política, especialmente, porque acredita que seus membros semeiam a doutrina do desejo de compatibilizar o indivíduo com o coletivo. Não tomamos decisões isoladas. Nossas decisões são firmadas na concretude e na força de pensamentos de homens e mulheres que foram creditados pela escolha dos sergipanos. Quando o seu texto nos transmite que escorregamos no passado, eu venho a lhe dizer: nós primamos diariamente, que os brasileiros conquistem de fato a cidadania plena, sendo respeitados, acompanhando, fiscalizando e exigindo moralidade dos seus representantes nos poderes legislativo e executivo, em todos os níveis de governo. Então, logo, não somos incoerentes, porque usamos diariamente a transparência em tudo que idealizamos”.

 

Primeiro  Comando do Cenam – PCC I

Desde que a equipe comandada por Ana Lucia saiu da secretaria de Inclusão, as rebeliões no Cenam são uma constante. Isso sem levar em conta que são duas viaturas da PM 24 horas por dia dentro da unidade. O interessante é que nem os conselhos, nem o MP se manifestam sobre isso. Recentemente um adolescente foi esfaqueado e ninguém divulgou. Há denuncias de maus tratos a adolescentes e todos se calam.

 

Primeiro  Comando do Cenam – PCC II

Ontem mais uma rebelião, e como a bola da vez agora é o PCC, a culpa da rebelião foi de um adolescente apreendido que dizem pertencer ao PCC. Ora, o PCC não é uma facção dos presídios de São Paulo, como podem ter adolescentes aqui que fazem parte dessa facção? Recentemente um ex-interno do Cenam foi morto, disseram que era do PCC. Cada dia este jornalista se convence que existe um PCC em Sergipe, mas o nosso é o Primeiro Comando do Cenam, basta ver as matérias sobre a rebelião de ontem.

 

Fiscalização: antes tarde do que nunca

O Ministério Público Eleitoral de Sergipe estará  presente hoje na inauguração da ponte Joel Silveira, inclusive filmando, para observar se terá algum excesso. Uma atitude acertada. É uma pena que em 2006 o MPE não teve este cuidado na inauguração da ponte Aracaju/Barra e em outros eventos. Se tivesse muitos candidatos teriam cassadas suas candidaturas antes do pleito. Mas antes tarde do que nunca.

 

Coronéis com pijama

A nota publicada ontem, do BGO da PM, colocando para a reserva quatro coronéis alertou para a necessidade do atual governo colocar o feito a ordem e não elevar nenhum oficial ao cargo de coronel enquanto não chegar ao número legal, compatível com o tamanho da tropa.

 

Número honesto de coronéis

Pelo que se divulga nossa PM tem tanto coronel que batem cabeça nos corredores. Muitos, por falta do que fazer, passam o tempo a conspirar.Pelo que soube são quase trinta quando bastavam uns oito ou dez, seguindo uma proporção com outras PMs. Mas se as vagas que se abrem forem ocupadas com novas promoções, vamos começar tudo de novo. A questão é ir reformando até chegar a um número razoável. Ou melhor, honesto.

 

Jackson e o PSL

E o deputado federal Jackson Barreto continua em ritmo de candidato ao Senado Federal. Ontem, 29, ele almoçou com os dirigentes do PSL, os ex-deputados José Milton de Zé de Dona (presidente do partido em SE), Jorge Araújo e Mundinho da Comase. O PSL vai compor com a chamada chapinha que deve eleger, no mínimo, dois deputados.

 

Licitação correta

O empresário Adierson Monteiro, que está à frente do Setransp deixou claro ontem que na coletiva a imprensa que concedeu há alguns dias não disse que a licitação para o transporte coletivo de Aracaju é um engodo, mas sim que a mesma não vai resolver o problema do transporte coletivo se não tiver ações concretas. Adierson Monteiro enfatizou que o processo licitatório vem cumprindo o que determina a legislação, mas é preciso ações afirmativas 

 

Mobilidade urbana

O empresário deu exemplos para melhorar o transporte urbano a redução da carga tributária para redução da tarifa e a mobilidade urbana através de corredores exclusivos para os ônibus, como existem em vários municípios de grande porte. Ele lembrou que a classe empresarial de todo país está preocupada em resolve este problema e por isso já apresentou diversas sugestões no Congresso Nacional.

 

Ponte será inaugurada a tarde

O governador Marcelo Déda vai inaugurar a Ponte Jornalista Joel Silveira e a Praça dos Jornalistas no final da tarde desta terça-feira, 30, com a presença dos ministros do Turismo, Luiz Barretto, e das Relações Institucionais, Alexandre Padilha. Considerada uma das obras mais importantes para o desenvolvimento econômico e turístico da região, a ponte ligará a capital sergipana ao litoral Sul e diminuirá a distância entre Aracaju e Salvador em cerca de 70 quilômetros. A ponte estará liberada para o tráfego após o término da solenidade que tem início às 17h.

 

Importância econômica e turística

Para o governador Marcelo Déda, a ponte Joel Silveira é um marco para a fomentação do turismo. “Essa ponte tem uma importância econômica e turística extraordinária, porque ela integra o litoral sul à capital e cria condições objetivas para o desenvolvimento do turismo. Depois da conclusão da ponte Gilberto Amado, entre os municípios de Estância e Indiaroba, nós vamos, sem dúvida alguma, preparar uma nova era para o turismo sergipano”.

 

Caixas de entulho: Emsurb é a responsável

As caixas coletoras de entulho que se proliferam pela cidade sem nenhuma norma são de responsabilidade da Emsurb. É preciso uma fiscalização para que deixem de colocar as caixas nas calçadas e em pontos perigosos, como a denúncia feita ontem, 29, de uma que fica na rua Euclides Paes Mendonça esquina com Beira Mar.

A caixa está no local há muito tempo, bem na esquina e ninguém toma providencias. Talvez estejam esperando um acidente grave.

 

Instituto realiza I Exposição Literária

A última semana foi de muita literatura para o Instituto Luciano Barreto Júnior (ILBJ). Foi realizada a I Exposição Literária do ILBJ, para estimular ainda mais a leitura nos jovens alunos da instituição. A mostra contou com exposição de clássicos da literatura infanto-juvenil, sergipana, brasileira e estrangeira, além de alertar os alunos sobre os cuidados que se deve ter ao manusear os livros. Quem participou do evento foi Jácome Góes, curador interpessoal do ILBJ e membro da Academia Sergipana de Letras, incentivando os alunos a sempre terem a leitura como aliada.

 

PAC 2

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou ontem, 29, em Brasília, a segunda fase do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Nele, Sergipe é contemplado em setores como urbanização, habitação, energia e irrigação, entre outros. Agora, debruçados sobre as diretrizes do PAC 2, mandatários dos três níveis de Governo “deflagrarão um processo de negociação e consultas interfederativas”, conforme detalhou o governador Marcelo Déda, presente ao evento, para adequar seus projetos e ampliar os investimentos.

 

Investimentos

Já no mês de abril, em audiência na Casa Civil da Presidência da República, o Governo de Sergipe apresentará “as reivindicações que não aparecem na formatação inicial do PAC 2, sempre dentro da negociação interfederativa”. Ou seja, Sergipe poderá ampliar os investimentos já incluídos no PAC 2, cuja execução se estende até 2014.”A ideia do projeto é permitir que empresas, governos federal, estaduais e municipais possam produzir projetos dentro das diretrizes lançadas pelo PAC 2, viabilizando a continuidade dos investimentos públicos, fundamentais para ampliar a infraestrutura brasileira, quebrar os gargalos que ainda existem no nosso país e construir infraestrutura social que ajude a incluir e a combater a desigualdade”, sintetizou Déda.

 

Solenidade histórica no TCE

“Esta solenidade, com a presença de tantas e importantes pessoas, é um tributo à história, é uma revista no tempo, e ao mesmo tempo, é o testemunho de um processo, em torno do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe”. Assim o presidente do TCE, conselheiro Reinaldo Moura Ferreira, definiu o significado da data celebrada ontem, 29. Ao completar 40 anos de existência, a Corte de Contas sergipana promoveu uma manhã repleta de homenagens a membros, servidores e personalidades que marcaram a história do órgão.

 

Contato com a sociedade

O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Ubiratan Aguiar, proferiu palestra com o tema “A Comunicação Social dos Tribunais de Contas com as Instituições e a Sociedade”. “Nenhuma instituição pode ficar isolada desse contato com a sociedade. A participação da sociedade no controle social nos dá a ferramenta necessária para que possamos desenvolver o controle externo, o controle técnico. Então, a sociedade politizada, cidadã, nos ajuda, faz com que tenhamos muito mais eficiência ao final de cada período”, afirmou o ministro.

 

40 anos do TC

E o TC também vai divulgar pontos turísticos de Sergipe. Na recepção do órgão foi colocado um bonito painel com a foto panorâmica do bairro 13 de Julho (com o caju da ponte, o mangue e os prédios) de autoria César de Oliveira. Seria bom que todos os órgãos fizessem aproveitassem seus espaços para divulgar os pontos turísticos do estado, além de valorizar os artistas da terra.

 

VCA qualifica seus colaboradores I

Na última quinta-feira, 25, a empresa de transporte coletivo VCA realizou na sua sede administrativa uma palestra para motoristas e cobradores com o representante do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, Cláudio Brito, que abordou temas como atendimento especializado aos deficientes, o modelo da carteira do deficiente, quem tem direito a acompanhante, direitos e deveres dos deficientes, falou sobre a identificação dos principais problemas que ocorrem corriqueiramente com deficientes nos ônibus e respondeu perguntas.

 

VCA qualifica seus colaboradores II

“Há mais de quatro anos eu não era procurado por nenhuma empresa de ônibus para fazer este tipo de trabalho. Apesar do tratamento especializado ser uma obrigação constitucional nós sabemos que na prática nem sempre as coisas funcionam como deveria, mas é sempre bom louvar e reconhecer os esforços daqueles que estão trabalhando para que possamos colocar em prática nossas conquistas”, disse Cláudio Brito.

 

Debate entre vereadores em Itabaiana I

No município de Itabaiana, o vereador de oposição ao prefeito Luciano Bispo de Lima (PMDB) e aliado do governador Marcelo Deda (PT), Valmir (de Francisquinho dos Porcos) dos Santos Costa – PSB usou a tribuna da câmara na sessão desta segunda-feira, 29/03, para fazer insinuações perigosas contra o governador Marcelo Deda (PT). Em sua fala o liderado da ex-prefeita Maria Mendonça disse que “é importante que o governo do estado invista em propaganda, na divulgação né, no jornalismo, é importante; o governador Marcelo Deda tem que investir é em jornalismo em propaganda para que as pessoas possam falar ter direito a vez e a voz; tem que se gastar R$ 200, R$ 300 mil de propaganda, e deixa o hospital ai se acabando, deixa ai a educação fechar as portas, é bem interessante, eu acho que é mais importante investir, ta certo, eu acho que o governo ta completamente correto, errado tô eu”.

 

Debate entre vereadores em Itabaiana II

Na sequência o vereador atacou o presidente do diretório municipal do PT Gilmar Passos, chefe do núcleo local da Deso a quem acusou de tratar mal as pessoas que o procuram para reclamar dos serviços prestados pelo órgão do governo. Valmir, mostrando claramente seu descontentamento com Gilmar disparou “depois que o nosso amigo Gilmar presidente do PT assumiu a DESO, eu vou dizer viu, oi! Pense numa tragédia, mas é uma tragédia… e as pessoas ligam viu, pra emissora de rádio e vai questionar, diz oi Gilmar, seu Gilmar aqui não tem água não e ele briga, xinga viu? ele diz que é mentira ele chama o ouvinte, o consumidor de mentiroso”. Segundo o vereador as contas triplicaram e narrou um outro episodio que só ele tem conhecimento. Um cidadão foi procurar a DESO e quando chegou lá Gilmar discutiu com ele; esse mesmo cidadão foi até a empresa do vereador que passou a seguinte orientação “só tem um caminho, ministério Público, ou então vá na delegacia registrar  lá a ocorrência porque não é possível, pelo que o cidadão  me disse é impressionante”.

 

Debate entre vereadores em Itabaiana III

Na sequência Valmir insinuou que Gilmar Passos é incompetente, provocando a reação do vereador Olivier Chagas (PT) que saiu em defesa do companheiro de partido. Olivier lamentou que o colega de parlamento (Valmir) que se diz da base do governo levasse ao plenário uma discussão para atacar seu companheiro quando poderia colocar o assunto internamente. O petista classificou a atitude do colega do PSB desagradável. Diante da reação de Olivier, Valmir assegurou “rapaz tem tanto incompetente nesse governo, se vossa excelência que saber da verdade, que se o governador  Deda não tomar as providencias… eu sempre tenho dito quem ta sofrendo na pele é ele”. Olivier concluiu dizendo que “eu só queria que vossa excelência enquanto alguém que se diz esta na base do governo se dispusesse a fazer essa discussão enquanto grupo para depois torná-la publica, porque eu não acho que dessa maneira vossa excelência ta edificando nada; dessa maneira que ataca o governo sem antes fazer uma discussão interna, pelo menos eu nunca fui convidado, nem nunca soube que o grupo político que a gente participa fizesse uma discussão interna em Itabaiana, pra daí sair atacando de forma publica dessa maneira.

 

Igreja Católica celebra Semana Santa

Tiveram início no último de domingo, 28, as celebrações da Igreja Católica pela passagem da Semana Santa. As comemorações foram abertas com a procissão de Ramos e culminará com a celebração da Ressurreição de Cristo no domingo de Páscoa, no dia 4 de abril.  Para marcar a data, praticamente todas as paróquias prepararam uma programação especial que teve início com a Procissão de Ramos ontem, 28. Durante a semana ainda haverá missas, procissões e confissões. (Infonet) No link Abaixo você confere a programação de algumas paróquias da capital e interior: https://.infonet.com.br/cidade/ler.asp?id=96748&titulo=cidade

 

Pantera lança seu cd em Aracaju

Acontece hoje, 30, no Teatro Tobias Barreto, ás 21 horas, o  espetáculo de lançamento oficial do cd “ BELAS IMAGENS”, do cantor e compositor sergipano Edelson Pantera.  “ Belas Imagens”  tem  na direção e produção, a assinatura de  um dos mais importantes músicos  brasileiros: o mineiro Toninho Horta. Também estarão presentes, músicos que  participaram da gravação do cd, como Paulinho Carvalho, Esdras Ferreira (Nenem) e Lena Horta.

 

Músicas

Todas as músicas do cd foram compostas por Pantera, exceto “Velhas Serenatas”, em homenagem aos compositores sergipanos: João Melo e Ismar Barreto. Para a sua realização o CD “Belas Imagens”  contou com o patrocínio fundamental da Energisa e o apoio de algumas empresas e amigos. Ingressos antecipados já a venda na bilheteria do teatro. Mais uma realização: RD Produções. Imperdível!

 

Fórum Nacional

A secretária de Estado da Inclusão Social, Maria Luci Silva, participa até esta terça, 30, do Fórum Nacional de Secretários de Assistência Social (Fonseas).O evento acontece em Natal desde ontem, 29, com a participação dos Secretários de Assistência Social dos 26 Estados do Brasil mais o Distrito Federal. O evento discute a tomada de medidas para fazer avançar a assistência social no país e estratégias de articulação entre as secretarias estaduais para melhorar o atendimento fornecido à população e fortalecer a política nacional para o setor.

 

Atividade em Aracaju para o Dia Mundial da Saúde

No próximo dia 7, será comemorado o Dia Nacional de Luta pela Saúde e dentro das atividades alusivas em Aracaju seram realizados eventos dentro do projeto VISA Mobiliza, da ANVISA, com a participação de uma rede de atores sociais, da sociedade civil organizada e das três esferas de governo, para mobilizar a população em torno de questões de vigilância sanitária, promovendo saúde e cidadania.

 

Evento no dia 6 de abril

Dentro deste projeto, no dia 06 de abril será realizada uma oficina sobre Visa Mobiliza no auditório da Secretaria de Saúde do Estado no palácio Serigy, centro de Aracaju com a participação da ouvidora da ANVISA,  Vera Bacelar e das técnicas Aparecida Veludo e Orismélia Maria Mota Gomes. Também representantes de movimentos sociais e institucionais. O Mops e a Vigilância Sanitária Estadual estarão na coordenação deste evento.

 

Evento no dia 7 de abril

Já no dia 7 de abril a programação continua às 9h com  na Associação Comercial (situado na Rua José do Prado Franco) com a Oficina sobre importância da Vigilância sanitária para os comerciantes dos mercados Albano Franco, Talles Ferraz e Antônio Franco. E dia 08 das 7 e 30 h as 12 h, a realização da Feira de Saúde, com várias atividades educativas. Fazendo parte do projeto em andamento, “Feira Ambiente Sustentável”. E dia 09 , das 9 as 12h, Oficina sobre o Visa Mobiliza no município de Poço Verde/Sergipe.

 

I Vaquejada da Cidadania em Canindé

 Quem for curtir o feriadão da Semana Santa em Canindé de São Francisco, além de conhecer o Complexo Xingó (Usina, Museu, Cânion, Rota do Cangaço), ainda vai participar na sexta-feira, 2, das 16h às 22h, da Feira de Artesanato na Praça da Igreja Matriz e ainda no sábado, 3, da I Vaquejada da Cidadania, no Parque Jorge Luiz. A vaquejada terá como premiação uma moto zero quilômetro, entre outros prêmios e será encerrada com show do cantor Danielzinho e Forrozão Quarto de Milha e ainda Sálvio do Acordeon.

 

Itabi: 14º Fest Folia

No próximo final de semana será realizado no município de Itabi o 14º Fest Folia. A programação começa no sábado, 03, a partir das 17h com Jorge e Augusto. Logo após acontece um arrastão na cidade com a a banda Art Mania e acaba com a banda Chikenana. No domingo a programação começa às 15h com o arrastão do bloco Jegue Elétrico com Jam Bahia, depois segue com a banda Bembalada, o arrastão com Danielzinho Elétrico e a banda Seguraê. O evento é uma realização da prefeitura de Itabi com o apoio do governo estadual.

 

SergipeTec seleciona bolsistas

Por meio de convênio firmado com a Financiadora de Estudos e Projetos/FINEP, o Sergipe Parque Tecnológico – SergipeTec, abre seleção de bolsistas nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação e Biotecnologia.A proposta é selecionar estudantes e profissionais para desenvolver o projeto “Consolidação do Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Sergipe”. O investimento é de R$ 95.576,42 (noventa e cinco mil quinhentos e setenta e seis reais e quarenta e dois centavos) e beneficiará 22 bolsistas.O processo de inscrição, que será encerrado no dia 06 de abril, deverá ser realizado via formulário no site do SergipeTec (www.sergipetec.org.br).

 

Valores das bolsas

Para acompanhar os resultados, entrevista e convocação, que deverão sair respectivamente no dia 09 e 16 de abril, os candidatos deverão seguir acessando o site do SergipeTec.As bolsas obedecem à seguinte distribuição: Linha 1: Tecnologia da Informação e Comunicação – 10 em Iniciação Tecnológica Industrial – ITI nível A – 20h semanais – R$ 300,00;- 02 em Desenvolvimento Tecnológico Industrial – DTI nível 3 – 40h semanais – R$ 1.045,87;- 01 em Desenvolvimento Tecnológico Industrial – DTI nível 2 – 40h semanais – R$ 2.186,87; – 02 para Especialista Visitante – 40h semanais – R$ 2.377,03;Linha 2: Biotecnologia – 04 em Iniciação Tecnológica Industrial – ITI nível A – 20h semanais – R$ 300,00; – 03 em Desenvolvimento Tecnológico Industrial – DTI nível 3 – 40h semanais – R$ 1.045,87;

 

DO LEITOR

 

Saindo de fininho

Do leitor Abrahão Crispim Filho: “O deputado Estadual Wanderlê Correia, apresentou proposta na Assembléia Legislativa para tentar evitar que seja instalada em Sergipe uma usina nuclear. Para que a tal usina venha de fato para Sergipe, primeiro o Governo Federal tem que definir em qual estado do nordeste ela vai ser implantada. Se for no estado da Bahia ou no estado de Alagoas, deve ser construída às margens do Rio São Francisco.  Pela proximidade com o nosso estado, se houver um acidente, provavelmente seremos afetados, mas os lucros pela implantação ficarão no estado vizinho.  O discurso do deputado está batendo de frente com as pretensões do governo Marcelo Déda, do qual Wanderlê é aliado. Agora como não quer  contrariar sua excelência, o deputado procura transferir à responsabilidade para o povo, propondo um plebiscito, ficando em cima do muro ou lavando as mãos como Pôncio Pilatos. A constituição de Sergipe proíbe a implantação de usinas nucleares em nosso estado. O debate promete ser dos mais calorosos. E você é a favor ou contra?”.Abrahão Crispim Filho é jornalista.

 

Passeata dos cem mil

Do leitor Ricardo da Silva:Primeiramente eu gostaria de parabenizar da lembrança do jovem Edson.Quem escreveu esse texto sobre a passeata dos 100 mil? Acho que tem algumas coisas que foram escritas que estão coerentes, os fatos existiram e de certo forma ocorreram dentro do mesmo contexto, porém, o texto articulou os fotos de forma equivocada. só a título de conhecimento, é claro, eu gostaria de esclarecer alguns pontos.  Fato 1 – A passeata dos 100 mil ocorreu de outra forma, e não por causa do assassinato do jovem estudante. Foi uma ação muito bem elaborada e arquitetada por motivos mais amplos, pelo estudante Vlademir Palmeira. As manifestações ocorridas em protesto pela a morte do jovem estudante foram uma passeata em direção a Assembleia Legislativa (que tinha por objetivo exigir uma autópsia do corpo de Edson, a fim de evitar fraudes) fato ocorrido no mesmo dia do assassinato, e a outra manifestação foi realizada no dia da missa de 7º dia. Fato 2 – Sobre o tema da passeata – O tema da passeata não foi Um estudante morreu. Poderia ser seu filho. Não sei se a passeata teve tema, a mesma possuiu um sentido mais amplo e diverso, incluindo este também. Esta frase refere-se a um cartaz escrito por um dos manifestantes que estavam na passeata. Essa frase é sempre lembrada e associada ao movimento, pelo seu sentido apelativo e muito comovente, mas não foi o tema da passeata. Hoje em dia é uma frase que representa a passeata, mas não foi o  tema dela em 1968.  Essas informações foram retiradas do livro do jornalista Zuenir Ventura – 1968, o ano que não terminou. E em uma entrevista dada pelo ex-líder estudantil Vlademir Plameira ao TV Senado.O livro de Zuenir, como o próprio nome sugeri trata sobre o ano de 1968 e toda a sua inquietude cultural e política protagonizada pela juventude urbana. Narra diversos fatos do meio cultural e político daquele ano (ano em que foi instaurado o (AI – 5). Entre esses acontecimentos no ano de 1968 ocorreu a passeata dos 100 mil, a manifestação na missa de 7º dia entre várias outras atividades narradas, com muitos detalhes, pelo jornalista. E o pessoal tá de parabéns por ter lembrado esse episódio da história brasileira”.

 

 

ARTIGO

 

Uma cidade e a prova de cidadania de um povo – Marcos Aurélio*

 

 Imagine uma cidade que possui mais de 60 mil eleitores e que pode, pela primeira vez na sua história, eleger um filho Senador da República. Claro que esse exército em potencial, caso esteja motivado, além de garantir os seus votos individuais, também iria buscar convencer o máximo de amigos que pudesse conseguir, contribuindo sobremaneira para o sucesso desse projeto.

 

A cidade ficaria em festa, todos comemorando, felizes com as possibilidades que se abririam, não só para a cidade, mas também para toda a região. Se um deputado federal é importante para conseguir recursos em Brasília, dinheiro que melhora significativamente a vida dos habitantes das cidades beneficiadas, a capacidade de um Senador é infinitamente maior. Não só pela questão dos valores das suas emendas, mas pelo Poder que possui num Congresso Nacional, cujo presidente da República fica sempre com uma maioria relativamente apertada.

 

Aqui no Sergipe, essa situação está prestes a acontecer. Ai você pode me perguntar, porquê não afirmar, de forma categórica, que esse fato irá acontecer? A resposta é simples: a miopia de algumas “lideranças”, provocada pela cegueira do atraso, pode comprometer, de forma decisiva, essa possibilidade.

 

Acontece que diante da possibilidade do apoio, já declarado, do líder de um dos grupos políticos a uma pré-candidatura ao Senado Federal, o grupo que faz oposição, apesar de nutrir uma longa amizade, de caráter pessoal, pré-candidato, pode não apoiar o projeto do filho da terra. Tudo por conta da disputa politiqueira, mesmo sendo esta disputa, em caráter estadual, e não paroquial.

 

Por várias vezes, ao conceder entrevistas, o pré-candidato foi questionado, tanto pelos apresentadores, quanto por alguns ouvintes, ligados ao grupo político da oposição, “em que palanque estaria na eleição de 2010”. Inteligentemente, e com a disposição de conquistar o maior número de simpatizantes à sua causa, independente da disputa paroquial, ele sempre respondeu que “estaria no palanque do povo da cidade”, e completava, “do povo que ama esta cidade”.

 

Agora é esperar para ver o desenrolar da situação e então saberemos se uma cidade, que tem um grande potencial para o comércio e que é um dos maiores celeiros de universitários, irá se dobrar ao ranço da política, provocado pelo atraso de pensamentos pequenos, em que, é preferível alimentar uma disputa mesquinha, ao ver a cidade dar um salto considerável na sua qualidade de vida, através do desenvolvimento provocado pela conquista de recursos federais, independente de quem esteja no poder executivo municipal, o que beneficiaria não apenas um grupo, mas todos os cidadãos. *Marcos Aurélio – Administrador de Empresas e Radialista (www.emdefesadacidadania.com.br e marcosaurelio@infonet.com.br)

 

 

Participe ou indique este blog para um amigo: 

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“O mundo é perigoso não por causa daqueles que fazem o mal, mas por causa daqueles que vêem e deixam o mal ser feito”. -Albert Einstein.

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários