Governo engessado

0

Enquanto o governo de Sergipe não nomear todos os novos presidentes e diretores dos órgãos do segundo escalão a máquina pública ficará engessada. Embora muitos pensem não haver pressa para concluir a escalação do novo time por esta administração ser a continuidade da primeira, na prática não é bem assim. O presidente de uma autarquia ou empresa pública não vai elaborar projetos ou tomar decisões duradouras sabendo que seu sucessor poderá desfazê-las. Ressalte-se que os atuais dirigentes do segundo escalão nem sempre possuem afinidades com os novos secretários. Por conta disso a máquina pública funciona com lentidão, resultando em prejuízos para o Estado. Ademais, a demora em substituir os auxiliares a serem descartados pelo Executivo desperta a falsa impressão de que faltam quadros competentes para compor o governo.

Proposta de mudança

Construir uma frente de renovação política em Sergipe. Este é o novo projeto do deputado federal eleito Gustinho Ribeiro (SD). Como parte desta proposta, ele já convidou o vereador aracajuano Vinicius Porto (DEM) para se filiar ao Solidariedade. O demista, contudo, não deve aceitar o convite, pois pode perder o mandato por infidelidade. Segundo decisão do Tribunal Superior Eleitoral, os mandatos pertencem aos partidos políticos. Danou-se!

Volta pra casa

A Assembleia vai ter que pagar os salários dos servidores estaduais requisitados por ela. Caso não queira assumir a despesa salarial, o Legislativo terá que devolvê-los até o final deste mês. Do contrário, o governo bloqueará os salários dos suplicantes cedidos ao Parlamento. É feia a crise!

Conflito à vista

E o governador Belivaldo Chagas (PSD) se reunirá, segunda-feira, com os deputados estaduais governistas. Na pauta, a eleição para a Mesa Diretora da Assembleia, que acontecerá sexta da próxima semana. Caso o deputado Luciano Bispo (MDB) consiga reverter sua cassação até lá, será o nome de consenso para permanecer presidindo o Legislativo. Do contrário, a disputa pela presidência vai ser uma verdadeira briga de faca no escuro. Misericórdia!

Derrotado uma ova!

Arranja encrenca quem chamar de perdedor o ainda senador Eduardo Amorim (PSDB). “Em nenhum momento me senti e nem admito que me chamem de derrotado”, reage. Na eleição passada o tucano perdeu a disputa para o governo. Ele diz que, após o fim do mandato – dia 31 próximo – continuará na oposição. “Também volto para a minha Medicina, para os consultórios, já que sou funcionário público”. Então, tá!

Contra Maduro

O senador eleito Alessandro Vieira (PPS) apoia a derrubada do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. Segundo ele, o país deixou de ser uma democracia “para se tornar um governo autoritário, com eleições fraudadas”. Por causa disso, o senador sergipano apoia a Assembleia Nacional da Venezuela: “Independente de ideologia, seremos contra qualquer regime autoritário”, discursa Vieira.

Apoia ao esporte

E quem anda prometendo ajudar o esporte sergipano é o deputado federal eleito Valdevan Noventa (PSC). Segundo ele, Sergipe é um berço de talentos, porém precisa que as autoridades olhem mais para o setor. “Não medirei esforços para trazer investimentos que ofereçam melhores condições e oportunidades aos nossos atletas”, discursa. Aguardemos, portanto!

Bateu em retirada

Os vereadores da oposição se retiraram da Câmara de Itabaiana para não votar projetos do executivo. A prefeita Carminha Mendonça (PP) foi ao Legislativo para defender a aprovação das matérias, contudo os oposicionistas não quiseram ouvi-la. Por conta disso, não foram votados projetos beneficiando instituições filantrópicas como a APAE, Casa do Acolhimento, Parque dos Falcões e Sociedade Filarmônica 28 de Agosto. Crendeuspai!

Comissão ameaçada

Há uma preocupação em Sergipe sobre o futuro da Comissão Estadual da Verdade. Nos últimos quatro anos, seus integrantes colheram cerca de 30 depoimentos e catalogaram documentos sobre a atuação da ditadura militar de 1964. Ontem, o vereador aracajuano professor Bittencourt (PCdoB), pediu à vice-governadora Eliane Aquino (PT) que interceda em favor da renomeação dos sete técnicos da Comissão, exonerados em dezembro último. Marminino!

Bola da vez

Não será fácil para o MDB segurar o passe do prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana. Depois de o PT lhe oferecer ficha de filiação, agora foi a vez do PSD convidá-lo para engrossar seus quadros. O convite foi feito pelo deputado federal Fábio Mitidieri durante visita ao gestor emedebista. Segundo o parlamentar, a filiação de Marcos Santana fortalecerá o partido em Sergipe.

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Folha de Sergipe, em 12 de julho de 1908

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais