Governo vai apertar mais o cinto

0

 

 

  O governador Marcelo Déda reúne neste sábado, 25, todo o secretariado a partir das 8hs, no Palácio de Veraneio. Na pauta a crise financeira e o aperto do cinto, ou seja, redução do custeio, como já vem sendo feito desde o início do ano.

 

O governador já compreendeu que a ação pública precisa caber no novo tamanho da economia financeira e, por isso, as lideranças que dão sustentação ao governo do Estado vão entender que é preciso enxugar a máquina neste momento. Além de debater os efeitos da crise no Estado o governador deve anunciar os ajustes necessários, que deve passar pela redução da máquina administrativa, ou seja, redução de algumas secretarias e fusão de outras. Está quase certo que as Secretarias da Casa Civil e de Governo serão fundidas em uma só pasta.

 

A preocupação maior é com a redução da receita e o conseqüente aumento da folha em relação ao percentual total. Este ano, tirando o crescimento vegetativo, que chega a quase 10% ao ano, a folha de pessoal teve aumentos para algumas categorias, como os policiais militares, com 10%, os professores com o aumento da regência de classe, outras categorias que tiveram reajuste parcial para equiparação com o salário mínimo, além da contratação de novos servidores concursados em diversas áreas. A inflação do ano passado chegou a quase 5% e dificilmente o governo concederá este índice. É preciso lembrar que nos últimos dois anos o  governo concedeu reajuste maior do que o índice inflacionário iniciando a recuperação salarial de diversas categorias.

 

A reunião deste sábado será temperada com muito sal. O governador está consciente que é melhor tomar este caminho do corte agora, do que esperar mais ainda.  Resta saber se as lideranças que apóiam o atual governo vão compreender este caminho tomando. É o momento de saber se as lideranças que usufruem do bônus de ser governo estão preparadas para usufruírem também do ônus deste momento da agenda negativa…

 

Lobão, uma alternativa para a SSP

O Jornal da Cidade publicou uma nota, na coluna Periscópio, dando como certo o pedido de exoneração do cargo do secretário Kércio Pinto. Vários auxiliares do governo negaram o fato. O boato é que um dos nomes cogitados para assumir a pasta é do promotor de Justiça, Augusto César Lobão Moreira. Ele é da chamada “linha dura” e com ampla penetração no Judiciário e um trânsito fácil na imprensa.

 

Público se confunde com privado

Por mais que alguns digam que é legal não dá para aceitar o público se confundindo com o privado quando o assunto é segurança pública. O Forrozão da FM Sergipe é um bom exemplo. Aliás, enquanto o público se confunde com o privado, o pobre da periferia, que ganha pouco tem que colocar grades em sua casa por conta de todo tipo de agressão e violência.

 

Pobre Vila da Miséria

Será que o governador que bradou pelas mudanças está de acordo com medidas da PM em pedir uma ordem judicial para vasculhar uma vila pobre, como a “Vila da Miséria”? E ainda chamar as redes de televisão para mostrar o “trabalho” realizado nas residências dos pobres? Será que esta mesma polícia teria coragem de fazer isso num condomínio de luxo, onde jovens também usam drogas? Será? Ou lá, neste condomínio a segurança privada se confunde com a segurança pública?

 

Governador em Cristinápolis

O governador Marcelo Déda inaugurou na noite da última sexta-feira, 24, um conjunto de ações de extremo significado para a melhoria das condições de vida da população do município de Cristinápolis, a 119 km da capital, no aniversário de 127 anos da cidade. Através do trabalho do Governo do Estado, um sistema de abastecimento de água vai oferecer ligações domiciliares para mais de 1,6 mil habitantes de Cristinápolis, cuja população também foi beneficiada com 144 casas populares e uma nova base do Samu 192 Sergipe, que funcionará 24 horas. “É motivo de grande alegria estar nesta data de grande valor para os filhos de Cristinápolis trazendo conquistas importantes e o abraço de todo o povo sergipano para estes irmãos”, declarou o governador, durante a solenidade que entregou oficialmente o sistema de abastecimento de água que atenderá aos povoados Água Branca, Cajá dos Índios e Zumbi. Estas localidades não contavam com água tratada para o seu abastecimento.

 

Funcionamento do sistema

A partir de agora, o sistema possibilitará 170 ligações domiciliares, que vão atender a cerca de 1.640 habitantes. A obra estava concluída desde 2006, mas nunca entrou em operação porque não contava com a linha de energia e nem com todos os equipamentos para garantir sua funcionalidade. O Governo do Estado investiu R$ 945.663,59 para garantir o funcionamento do sistema, através da Deso, que contempla a captação, adutora, estação de tratamento, reservação e rede de distribuição com 11.630 metros de extensão.

 

Casa própria

Na sequência, o governador concretizou a realização de um dos maiores sonhos que uma família pode acalentar, ao promover a entrega solene das 144 casas do residencial Morada do Sol, que beneficiarão famílias carentes do município. Com dois quartos, sala, cozinha e banheiro, as unidades são as primeiras a serem entregues através do programa “Casa Nova, Vida Nova”.O programa da Habitação de Interesse Social do Governo de Sergipe é desenvolvido em pareceria com o Governo Federal e entidades da sociedade civil, no caso, a Associação de Desenvolvimento Integral ‘Um Lugar ao Sol’.  “O Governo Federal manda os recursos, o Governo do Estado entra com a infra-estrutura de pavimentação, abastecimento de água e energia, e as prefeituras, organizações e associações são responsáveis com a triagem e organização dos moradores. Com esse programa, temos a meta de oferecer 22 mil moradias até 2010”, anunciou o governador. Segundo a secretária de Estado do Planejamento, Lúcia Falcón, que coordena o programa, deste total, 12 mil novas residências já estão com contratos assinados com a Caixa Econômica Federal, sendo que sete mil serão entregues até o final do ano. No empreendimento em Cristinápolis, o Governo Federal investiu R$ 1,2 milhão, e o Governo do Estado, através dos serviços exigidos como contrapartida, investiu cerca de R$ 647 mil. (ASN).

 

Funcionários da Caixa em “estado de greve”

Funcionários de Carreira da Caixa Econômica (advogados, engenheiros, arquitetos e técnicos), que participaram de Assembléia Extraordinária na quarta-feira (22), convocada pelo Sindicato dos Bancários de Sergipe, aprovaram “estado de greve”. A assembléia para a possível deflagração da greve já ficou marcada para a próxima segunda-feira, dia 27. Caso seja aprovada, a greve começa no dia seguinte. Aconteceu mais uma rodada de negociação entre a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), a Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa) e a Caixa Econômica Federal, para tratar da revisão da carreira profissional está na pauta da negociação entre a Contraf e a Caixa

 

Negociações permanentes

Além da tabela salarial da carreira profissional, foi negociada a continuidade das negociações permanentes e licença-maternidade de 180 dias. Na última rodada, realizada no dia 13 de abril, a empresa voltou a apresentar proposta insuficiente para a revisão da atual estrutura salarial da carreira profissional. Diante disso, a Contraf divulgou orientações para que os sindicatos dos bancários se preparem para uma possível greve dos trabalhadores da Carreira Profissional da Caixa – Advogados, Engenheiros, Arquitetos e demais profissões constantes do RH 060.

 

Exposição do Artista Plástico Alfredo Mallet

Alfredo Mallet, expõe do dia 22 de abril a 20 de maio  no espaço Cultural do Restaurante Mãe Preta, dando continuidade ao projeto Alta Estação de Artes, localizado na rua maruim, centro. Oportunidade de almoçar envolto com belas artes em aquarelas, papel marche e acrílicas, não deixe de  prestigiar vale a pena por si só um passei pelas pinceladas e emolduração de personagens deste artista plástico consagrado.

 

DO LEITOR

 

Posição da OAB I

E-mail de Carlos Antônio Lima: “Ninguém precisa entender de política para chegar à conclusão que a OAB se posicionou de maneira infeliz, para quem realmente quer intermediar o impasse entre governo e PMs. A fala atribuída ao presidente em exercício da entidade, Valmir Macedo de Araújo, diz que “a OAB exige do Estado uma rápida solução para o conflito, visto que o impasse gerado vem causando intranquilidade na sociedade sergipana, principalmente por envolver a segurança pública como atividade vital que o Estado tem o dever de prestá-la com os altos impostos dos contribuintes”. Depois, o presidente da OAB fala de “gestos autoritários revelados nas perseguições às lideranças do movimento policial” não condizem com as liberdades democráticas.A frase, obviamente, é de quem não quer ser admitido como interlocutor no possível debate. Primeiro, porque quem que ser mediador não pode começar assumindo a defesa de uma dos lados”.

 

Posição da OAB II

Continua o e-mail: “Quando a OAB faz isso, mostra que as chagas abetas na disputa com a posição do Governador ainda não ficaram devidamente fechadas. Segundo, porque a intranqüilidade da sociedade com relação à posição dos PM, é realmente a questão central. E é fato que a reivindicação salarial da categoria, por mais justa que seja, não pode por em risco a segurança da sociedade. Mas não é justamente por isso que militares armados não podem aquartelar, não podem insubordinar-se, não podem reivindicar da mesma forma que as categorias da sociedade civil? A tranqüilidade da população exige do Governo sensatez. Mas exige a mesma coisa dos PM, que precisam ter em mente sua responsabilidade pública. O governador é um agente público, eleito pela sociedade. Mas os servidores são também agentes públicos, e não podem colocar as políticas públicas à reboque das pressões corporativas. Sejam policiais ou professores. Agora, além de tudo a OAB esqueceu-se que as solicitações de punição foram feitas pelo Ministério Público, não pelo Governo. E serão julgadas no Poder Judiciário, não pelo Executivo. Ou seja, neste caso pode se falar de ofensa às chamadas “liberdades democráticas”?

 

Cestas no sertão

Do leitor João Rodrigues: “A matéria publicada neste blog, dando conta que  o suplente de deputado estadual no Amapá, Antônio Carlos da Silva Nogueira, não poderá assumir a vaga deixada pelo titular do mandato, porque os ministros do PSE consideraram que o suplente praticou crime eleitoral ao usar a posição de pastor para coagir os fiéis para ganhar seus votos e distribuir cestas básicas para ser eleito, não é novidade em Sergipe. Se o TRE quiser é só conferir nas últimas semanas em vários municípios do sertão quantas cestas básicas foram entregues por alguns políticos através das “doações” de fiéis”.

 

País das maravilhas

Do leitor Dinho Santana: “Até quando estaremos empurrando a sujeira para debaixo do tapete?… Insisto que vivemos a declara sermos um Brasil democrático, onde apesar de todas as bandalheiras do congresso como bem definido pelo senhor Janito Soares dos Santos – Porto Alegre (RS), “Diretores, passagens, mordomias, folgas, ferias, horas extras durante as férias. Enfim o povo paga a conta e os Senhores Senadores e Deputados se completam com seus familiares e amigos. E os Aposentados morrem nas filas do INSS. Viva Brasil do companheiro Lula. Viva o PT. Até quando, meu Deus? Salve nossa Pais. Rezemos.”; temos ainda a coragem de dizer que ruim com ele pior sem ele… Temendo a volta da ditadura, não que seja a favor da mesma quero militar bem distante, pois se pagando para as milícias dar segurança, temos a suposta segurança de estarmos livres das atrocidades da ditadura; ou será que tanto faz?… Somos democráticos com obrigação de votar, somos democráticos e assistimos na data de ontem um Gilmar Mendes, presidindo a mais alta corte do país (com seu sorriso de deboche), desdenhar do seu par Joaquim Barbosa (ao qual mim alinho), dizer: “Vossa Excelência está destruindo a Justiça deste país e não tem condição alguma de me dar lição de moral. Faça como eu, vá às ruas”; “Não está nas ruas, não. Está na mídia, destruindo a credibilidade do Judiciário brasileiro”; “O Sr. não está tratando com seus capangas de Mato Grosso, não!”. Somos democráticos para uma OAB/Nacional que declara simplesmente: “É lamentável a discussão pública e pessoal de ministros da Corte Suprema, pois apenas serve para aumentar a desconfiança do cidadão brasileiro em relação ao Poder Judiciário.” Eu particularmente digo ?desconfiança? é pouco para definir o Estado Brasileiro, já que para a grande maioria de um povo sem voz nem atitude, está é PODRE mesmo, embora esperando que alguém faça alguma coisa. Embora oitos dos onze ministros do Supremo divulgaram nota em solidariedade a Gilmar Mendes;  a população se consultada; estará com Joaquim Barbosa. Estamos induzidos a acreditar que tudo cai na vala comum de que neste país nada se muda! Mudamos a partir do momento que enquanto povo seja participativo sem pactuarmos com as mazelas dos ditos dirigentes embusteiros que só pensam hoje em dia na própria sombra”.

 

Frase do Dia

“Eu não me importo com o que os outros pensam sobre o que eu faço, mas eu me importo muito com o que eu penso sobre o que eu faço. Isso é caráter.” Theodore Roosevelt.

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários