Guarda responsável

0

Quando vejo animais abandonados, tenho muita compaixão. Com certeza cada um deles gostaria de ter um dono responsável e um lar onde pudesse conviver e trocar afeto. Ao esterilizar os nossos animais estamos tenho um ato de amor e responsabilidade. Contribuindo assim, para um menor índice de abandono.

A principal causa do abandono é o descontrole populacional. São alarmantes os números que uma gato ou cachorro não esterilizado, podem gerar em poucos anos.

A castração é um procedimento que só deve ser feito por um veterinário, sob o efeito de anestesia geral. Em machos é um procedimento mais fácil e rápido, requerendo menos cuidados pós-operatórios. Já em fêmeas, requer alguns dias de atenção após a cirurgia que  consiste na retirada de útero e ovário e terá um tempo de cicatrização.

Atualmente muitos veterinários utilizam nova técnica para a esterilização das fêmeas no qual o corte é menor tornando a cirurgia e a recuperação mais rápidas.

Muitas são as vantagens obtidas ao castrarmos nossos animais: um macho esterilizado deixa de fugir,de tentar ir atrás fêmeas no cio, tem menos necessidade de marcar território com urina. Evita a hiperplasia da próstata e a ocorrência de tumores nos testículos. Uma fêmea esterilizada deixa de atrair a legião de machos, não tenta fugir para cruzar e não tem mais cio e menstruação. Além disso, estará se livrando da piometria( infecção no útero) que atinge em média 60% das cadelas não castradas.

A bem pouco tempo , eu pensava que era necessário aguardar o primeiro cio de uma gata ou cadela para a esterilização. Ao contrário do que eu pensava é recomendável que a esterilização seja realizada antes da puberdade do animal. E as vantagens são ainda maiores pois, reduzem em 90% as chances das fêmeas terem câncer de mama e a recuperação pós cirurgia é mais rápida.

O amor incondicional que recebemos dos nossos animais domésticos nos preenchem de carinho e autoestima. Vamos ter por eles o mesmo amor e dedicação? A guarda responsável é uma forma de fazermos isso.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais