Inclusão social e rádios comunitárias

0

 

 

Uma importante parceria entre o Governo do Estado, através da Secom, Governo Federal, através do Ministério das Relações Exteriores e a Unesco foi celebrada há poucos dias e será um passo fundamental para consolidar e ampliar sua política de comunicação com foco na inclusão social. A partir do próximo mês, entrará em execução no estado o ‘Projeto de Desenvolvimento em Comunicação Social para o Estado de Sergipe: Por uma Comunicação de Interesse Público’ (Prodoc). A medida objetiva promover a produção de conteúdos multimídia de qualidade com foco na diversidade cultural e garantir o acesso de jovens aos processos de informação característicos da sociedade da informação. A assinatura que decreta o fim dos trâmites de aprovação do projeto será realizada em breve.

 

  Dentre os trabalhos previstos no Prodoc, um deles se refere a um contato mais aprofundado entre a Secom e as rádios comunitárias. Este jornalista entende como de fundamental importância o fortalecimento das rádios comunitárias, e a ampliação delas, para a democratização da comunicação. Elas servem diretamente as camadas mais necessitadas da população, além de despertar, junto a comunidade, a necessidade de lutar e discutir seus problemas diários. Como bem explicita a Unesco no seu programa as rádios comunitárias “dão voz aos que não têm voz”. Sem falar que as rádios comunitárias, em sua grande maioria, estão foram do atrelamento político, já que a grande maioria das concessões públicas da área da comunicação, é usada com interesses partidários, principalmente no período eleitoral.

 

  Segundo a coordenadora do núcleo de educomunicação da Secom,  Nanah Alves, o objetivo principal dessa aproximação é fortalecer o significativo potencial das emissoras de dialogar com sua comunidade. “Quando são bem utilizadas, as rádios comunitárias fazem um bem tremendo para as comunidades em que estão inseridas. O nosso papel será potencializar isso, seja através de discussões em que definimos o que são as rádios comunitárias, seja com capacitação de profissionais”, disse

 

Nanah Alves, explica ainda que o Prodoc, foi considerado ousado pelos técnicos do Itamaraty, que o recomendaram a ser replicado sem restrições, e se constitui na primeira iniciativa de cooperação técnica internacional na área de  Comunicação Pública no Brasil. “Nos solicitaram que qualquer estado do país que venha a se interessar pela iniciativa tenha acesso aos detalhes do nosso projeto”, disse.

 

As ações que constituem o Prodoc prevêem, entre diversas medidas, a expansão do projeto Mídia Jovem, iniciativa da Secom que já levou cidadania a centenas de jovens e adultos sergipanos a partir do ensino de técnicas de educomunicação. A ampliação compreende desde a criação de uma publicação para disseminação do Mídia Jovem até integração do projeto às programações da rede de rádios comunitárias, TVs Públicas e ao portal de notícias do Governo do Estado até; implantação de Telecentros (media centers) com foco no atendimento da juventude e realização de capacitação para professores da rede pública de ensino sobre as novas tecnologias de comunicação, entre diversas outras ações.

 

Os trabalhos relativos ao Prodoc compreendem ainda a realização de cursos de produção de áudio e vídeo voltados para técnicos do Estado e da Secretaria de Comunicação; produção de conteúdo para televisão com ênfase na diversidade cultural e temas transversais e na realização de cursos para profissionais da área de Comunicação Social. A parceria celebrada contará com um investimento de R$ 2 milhões provenientes da Secom, montante que será aplicado em etapas distintas dentro dos 36 meses previstos para a execução do projeto: serão 600 mil no ato da assinatura; mais 800 mil no segundo ano e mais 600 mil no terceiro. (Com informações da Secom).

 

 

Mudanças na PM

Sem duvida alguma a repercussão da nomeação do coronel Yunes para o comando da Polícia Militar foi o fato de maior repercussão na segurança pública nos últimos dias. Realmente o governador Marcelo Déda mudou, e mudou muito… Este espaço vai relembrar nos próximos dias alguns fatos da campanha eleitoral de 2006. Quem sabe o governador não teve um lapso de memória…

 

PM: negociação e bom senso

No dia 01 deste mês, este jornalista escreveu um artigo com o título “PM: negociação e bom senso”, onde defendeu a necessidade dos dois lados acabarem com a radicalização. De lá para cá, mudou apenas a formação da nova comissão cuja primeira reunião foi na sexta-feira. Mas algumas lideranças da PM, como também o governador continuam com o tom áspero no discurso. Não leva a nada. É preciso abrir o diálogo sem traumas. A radicalização é ruim para os dois lados. Negociar é preciso…

 

Giuseppe acredita em Papai Noel

O “policial militar” Giuseppe, em depoimento a polícia afirmou que não teve ajudar de nenhum “colega” para fugir. Todos os “colegas” que o visitaram foram apenas lhe “dar apoio”. É brincadeira…Ele também acredita em Papai Noel.

 

Um juiz sério e sem medo

A sorte dos sergipanos é que encontra-se como juiz-auditor militar, Diógenes Barreto. Um homem, que pela sua trajetória no judiciário sergipano, dispensa qualquer comentário. Ele, além de ser sério, não tem medo e não se intimida. É a esperança para que Giuseppe continue preso e que a verdade da fuga dele seja realmente apurada.

 

Policial surrou torcedor

Um Policial Civil que milita muito nos meios esportivos, cujo nome a coluna já possui, deverá ser investigado nos próximos dias, tendo em vista que no final de recente jogo no Batistão, teria ao lado de outro companheiro surrado um torcedor nos banheiros das cadeiras daquele estádio.

 

Transparência

A deputada Gorete Reis promete mostrar hoje, na tribuna da Assembléia, documentos comprovando que o prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro não vem prestando contas a Câmara das despesas municipais. O presidente da Câmara, vereador Xexeu, pediu por três vezes os gastos com os atos emergenciais e nada… É preciso uma Vitória no Ministério Público para escancarar as portas da Prefeitura de Lagarto.

 

Quilometragem

Embora uma das empresas da licitação de Lagarto, que iria questionar na Justiça, tenha mudado repentinamente de posição, o MP deve receber nos próximos dias uma vasta documentação sobre a questão. Somente a comparação da tabela de quilometragem entre os povoados chama a atenção. Por exemplo da

Colônia 13 a Lagarto são 13 Km de ida e volta, ou seja, 26 Km. Estão colocando 68 Km. Mais detalhes nas próximas colunas.

 

Cabo apoiará Zé Eduardo?

Ontem, 06, em Lagarto, o comentário na principal praça, nas rodinhas políticas era que o ex-prefeito de Lagarto, José Raymundo Ribeiro, o Cabo Zé (PTN), fechou apoio ao petista José Eduardo Dutra, pré-candidato a deputado federal. O acordo teve o aval do governador  Marcelo Déda. Aos aliados mais próximos, Cabo Zé tem tido que se cansou de ser humilhado pelo prefeito Valmir Monteiro (PSC) e que agora terá a oportunidade de mostrar quem tem mais votos em Lagarto. Já Valmir apóia para federal o secretário de Estado da Saúde,  Rogério Carvalho (PT).

 

Nomes de pessoas vivas

Em relação à nota publicada afirmando que o TRF é quem vai julgar o processo sobre a retirada dos nomes dos “vivos” dos fóruns, é importante esclarecer que o próprio presidente do TRF 5ª Região, des. José Batista de Almeida filho, fez um discurso em defesa de tais homenagens à vivos…durante a inauguração do Fórum em Itabaiana, daí o leitor tire suas conclusões…

 

Malha área do Nordeste

Na abertura da 5ª Reunião do Conselho Deliberativo da Sudene, que ocorre em paralelo à 10ª edição do Fórum dos Governadores do Nordeste, em Montes Claros (MG), o superintendente da Sudene, Paulo Fontana, apresentou diversas propostas que prevêem um trabalho conjunto entre os governos Estaduais, o Governo Federal e os empreendedores que desejam ampliar perspectivas de negócio e aumentar a oferta de determinados serviços na região. Um dos tópicos abordados refere-se à ampliação da malha aérea da região, elemento fundamental para fomentar o desenvolvimento.Segundo ele, já existem propostas de companhias aéreas como a Azul e a Trip, que necessitam ter suas propostas avaliadas criteriosamente pelos governadores e pelo Governo Federal.

 

Novas linhas

Fontana apresentou em detalhes as propostas das companhias que incorporam novas linhas à malha já existente, reconfigurando o perfil do transporte aéreo nordestino. Entre outras novas linhas, a Azul prevê a criação de uma linha partindo de Aracaju com destino às cidades de Maceió (AL), Recife (PE) e Fortaleza (CE), preenchendo uma lacuna existente atualmente. Entre as exigências apresentadas pela empresa para a concretização da proposta, estão a desoneração do imposto sobre o combustível das aeronaves, o financiamento para aquisição de novos aviões, entre quatro e oito unidades, a um custo de cerca de US$ 35 milhões cada.

 

Empresa Trip

A empresa Trip, por sua vez, apresentou uma proposta criando uma nova linha ligando Natal (RN), João Pessoa(PB), Maceió (AL), Aracaju (SE) e Salvador (BA), ida e volta, também oferecendo um serviço inexistente atualmente. Como contrapartida, a empresa também quer que se estude a desoneração do combustível, o incentivo para compra de aeronaves, e ainda a capacitação de pessoal para as operações nos respectivos estados.

 

Impostos sobre os combustíveis

Segundo o governador Marcelo Déda, a partir deste cenário, é fundamental que os governadores nordestinos definam uma agenda específica para apresentar propostas para a questão. “Não podemos sair daqui sem agendar uma data para discutirmos pontualmente as questões inerentes à desoneração dos impostos sobre os combustíveis, já que isso exige a renúncia fiscal nos estados”, destacou o governador. (ASN).

 

Lula diz a prefeitos que todos vão ter que “apertar o cinto”

Ao dizer ontem que “a crise chegou” ao Brasil, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que ainda nesta semana vai reunir sua equipe para definir um plano de ajuda aos prefeitos, que reclamam da queda na arrecadação das suas receitas. Lula, porém, avisou que a ajuda não será suficiente para cobrir todas as perdas e que todos vão ter de “apertar o cinto”.”Imaginem vocês a nossa mãe colocando feijão no fogo para cinco pessoas e chegam dez. Ou seja, todos nós vamos ter de comer a metade do que estava previsto para a gente comer. Então é importante que cada prefeito, cada governador e cada ministro saiba que reduziu a receita. Reduzindo a receita, vai reduzir a distribuição”, disse o presidente. (FSP).

 

Antecipação de receita e financiamento para prefeituras

Deu na coluna Painel da FSP: Deixa comigo. Enquanto recomendou em público que os prefeitos “apertem os cintos”, Lula disse a governadores e ministros, durante o voo para Montes Claros, que vai socorrer os municípios afetados pelo mergulho nos repasses do FPM. Falou em antecipação de receita e em financiamentos também para os Estados em dificuldades.

 

Prefeitos pedem anistia de dívida de R$ 22 bi

Prefeitos de todo o país se reúnem hoje em Brasília para pressionar o governo federal a compensar a diminuição do repasse de verbas para o caixa dos municípios. Entre outras propostas, eles defendem a anistia da dívida previdenciária das prefeituras, calculada em R$ 22,2 bilhões.A CNM (Confederação Nacional dos Municípios) quer que o governo suspenda a cobrança da dívida e realize um “encontro de contas” que considere antigas faturas que os prefeitos cobram da União. Na prática, o “encontro” zeraria a dívida dos municípios ou os transformaria em credores da União, nos cálculos da CNM.

 

Integração dos transportes

Em discurso na sessão de ontem, o deputado Wanderlê Correia (PMDB), voltou a defender a integração do transporte público, que beneficiaria Aracaju e todos os municípios num raio de cinqüenta quilômetros da capital sergipana. Ao todo, mais de novecentos mil sergipanos seriam beneficiados caso o governo de Sergipe venha a viabilizar esse projeto. As cidades que integrariam o sistema intermunicipal integrado seriam: Areia Branca; Barra dos Coqueiros; Carmópolis; Divina Pastora; General Maynard; Itaporanga D’ajuda; Malhador; Maruim; Nossa Senhora do Socorro; Riachuelo; Rosário do Catete; Santa Rosa de Lima; Santo Amaro das Brotas; São Cristóvão e Laranjeiras.

 

Editora da Segrase

O Diretor-Presidente da Serviços Gráficos de Sergipe ( Segrase) Luiz Eduardo Oliva, recebeu nesta manhã 6, uma equipe de reportagem da TV Aperipê que na oportunidade, foi fazer uma reportagem sobre o levantamento histórico que o órgão está realizando o qual visa resgatar antigos Diários Oficiais do Estado de Sergipe. Antes de iniciar a entrevista, Oliva conversou com o repórter sobre o processo de modernização pelo qual o órgão está passando citando, por exemplo, a implantação da editora que segundo Oliva, será o “escoadouro” da produção cultural de Sergipe. Ele também falou sobre a criação do suplemento literário da Segrase que já tem nome, Armazém Literário que em sua primeira edição terá como tema Sergipanidade, na qual reúne artigos de personalidades do Estado, a exemplo de Luiz Antônio Barreto, Afonso Nascimento, que dão sua contribuição ao opinarem sobre a produção intelectual e artística de Sergipe, valorizando a identidade sergipana.

 

Conservação dos diários

A equipe da emissora também conheceu as instalações do órgão desde a gráfica até a hemeroteca, local de pesquisa e conservação dos Diários Oficiais e impressos. Lá conversaram com a historiadora e pesquisadora Anne Alice, que há 3 meses  está realizando o levantamento para resgatar Diários antigos. Durante a entrevista ela falou sobre a importância deste trabalho e algumas curiosidades dentre elas, a opinião pessoal do jornal ao relatar a Guerra de Canudos e a visita de Getúlio Vargas à Sergipe, em agosto de 1933, para inauguração da associação Sergipana de Imprensa (ASI), ocasião que rendeu a maior tiragem do Diário Oficial no qual foi relatado toda pompa  que a visita do então presidente merecia na época. Dezenas de páginas foram publicadas sobre esse assunto. “Antes a hemeroteca era um “depósito” de jornais. Para mim este setor é muito mais que um simples depósito, é onde estão conservadas  todas as produções gráficas daqui. De acordo com a gestão de documentos que implantaremos no órgão, toda população terá acesso ao bem cultural que estará devidamente digitalizado e disponível para consulta”, enfatizou Oliva. No dia 24 de outubro deste ano, o Diário Oficial completará 90 anos de existência em sua segunda fase de circulação.

 

Prazo para regularizar título eleitoral termina dia 16

Os 4.365 eleitores de Sergipe que não votaram nem justificaram a ausência às urnas nas três últimas eleições – contando cada turno como uma eleição – têm até o próximo dia 16, quinta-feira, para regularizar a sua situação nos cartórios eleitorais. Se os eleitores não resolverem suas pendências com a Justiça Eleitoral até o final deste prazo, podem ter o título de eleitor cancelado. Estão desobrigados de regularizar o título aqueles para quem o voto é facultativo, ou seja, maiores de 16 e menores de 18 anos, analfabetos e maiores de 70 anos.

O cancelamento do título eleitoral gera inúmeros problemas para o cidadão. As penalidades são variadas. O eleitor que tiver o título eleitoral cancelado não pode se inscrever em concurso ou prova para cargo ou função pública ou neles tomar posse. Não pode ainda receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, bem como de fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza.

 

Prejuízos para o eleitor

Além disso, o eleitor em falta com a Justiça Eleitoral é proibido de participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios, ou das respectivas autarquias. Ele também não pode obter empréstimos em autarquias, sociedades de economia mista, nos institutos e caixas de Previdência Social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo. O cancelamento do título eleitoral impede ainda que ele obtenha passaporte ou carteira de identidade ou renove matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo. Fica proibido ainda de praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar e do imposto de renda.

 

IFS está com inscrições abertas para professor substituto

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS) está com inscrições abertas até 14 de abril para o processo seletivo simplificado com vistas à contratação de professor substituto, por tempo determinado, para atender às necessidades temporárias de excepcional interesse público dos campi de Lagarto e Aracaju. Conforme o edital nº 06, que está disponível no sítio da instituição – www.ifs.edu.br – são 12 vagas, nas áreas de Turismo, Eletrônica, Elétrica, Química, Segurança no Trabalho, Projetos de Saneamento, Mecânica e Construção Civil.

 

Documentação até o dia 07 de abril

Os candidatos que quiserem pleitear a isenção da taxa, terão que apresentar a documentação exigida até as 17 h do dia 07 de abril. O resultado das análises será divulgado no dia seguinte ao final desse prazo. A inscrição deve ser feita pelo próprio candidato ou por seu representante legal, de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 08 h às 11:30 h e das 14 h às 17:30 h, no Departamento de Seleção e Desenvolvimento de Pessoas – DSDP do IFS, Av. Engº. Gentil Tavares da Motta, 1166, Bairro Getúlio Vargas, em Aracaju. Mais informações pelo telefone (79) 3711-3176.

 

 

DO LEITOR

 

Ainda sobre a Cohidro I

Do leitor Marcos Santos Nascimento: “O presidente Osvaldo Nascimento pode até desconhecer os princípios que norteiam a Cohidro, agora as denuncias de que o presidente vem retirando gratificações, devolvendo profissionais de outros órgãos e transferindo engenheiros Agrônomos do campo para a capital, precisam de melhores esclarecimentos. A bem da verdade existe fatos que muitos desconhecem como, por exemplo: – O fato de ser prática comum, desde as gestões passadas de haver pessoas, inclusive agrônomos e requisitados que foram lotados ficticiamente no interior (nos perímetros irrigados), apenas para receber o adicional de interiorização de 100 por cento; – Houve ainda um verdadeiro festival de incorporação de gratificações e de aumentos salariais onde teve pessoas que de uma cantada só pulou de um salário de R$ 1.600,00 para 18 mil reais, coisa que já foi derrubado pelo Justiça do Trabalho; – Obviamente que tais benesses foram restritas a poucos, apenas àqueles apadrinhados em detrimento do conjunto dos funcionários da Cohidro, fato que apenas contribui para composição de um quadro funcional revoltado e desmotivado;Osvaldo já sai da presidência da EMSURB, em meio às denúncias da capinação em área pavimentada, e a SEINFRA pela lentidão na execução das obras do Estado, mas se as medidas adotadas por ele for no sentido de corrigir essas distorções que privilegiam uns poucos aumento ainda mais o abismo existente, estabelecendo uma política de pessoal justa para todos”. Marcos Santos Nascimento.

 

Ainda sobre a Cohidro II

E-mail recebido: “Eu esperava que tudo o que deve ter sido relatado sobre a atual gestão da Cohidro chegasse ao seu conhecimento. Tenho vários amigos na Cohidro e o clima de insatisfação é evidente. De uma gestão democrática, moderna; de um presidente acessível, moderno, passaram a uma gestão autoritária, burocrática, ultrapassada. Nos dias atuais, esse modelo deve ser extirpado, é isso que preleciona os livros didáticos de administração. No entanto, não é isso que está acontecendo naquela empresa. Lição básica de ADM: é necessário criar um clima de satisfação para que as pessoas sejam produtivas. Imagine ir trabalhar todos os dias, esperando encontrar um dirigente que não dá um bom dia aos funcionários! Só para você saber, ele pediu para retirar imediatamente um estagiário da Presidência só porque o respectivo estagiário, ao atender o telefone, o chamou de Você, ao invés de Senhor. Então ele perguntou ao rapaz “Se ele sabia com quem estava falando, para chamá-lo de você?”. Embora o estagiário tenha se retratando automaticamente, antes mesmo do tal presidente falar, mesmo assim, o Senhor mandou retirá-lo de lá. Onde o estagiário está? possivelmente numa outra empresa onde haja mais respeito e humildade pelas pessoas, pois ele pediu para sair da Cohidro”.

 

Ainda sobre a Cohidro III

De Manoel Sinval de Albuquerque: ”Caro Jornalista, solicite aos famosos servidores da Cohidro que enviaram as reclamações para encaminhar a esse Blog a lista salarial dos ditos funcionários. Tem engenheiro agrônomo recebendo mais de R$ 15.000,00 (quinze mil reais) por mês e a única preocupação desses é criar problemas nos perímetros que trabalham e receber diárias. Atualmente o Sr. Oswaldo Nascimento tem uma bomba nas mãos e vem tentando resolver. Esse é o motivo de tanta insatisfação”.

 

Campo do Brito: alunos sem merenda de novo

De Carlinhos do PT: “Mais uma vez a Prefeitura Municipal de Campo do Brito Se, deixa todos os alunos e as creches da rede municipal sem merenda no inicio de março conforme esta mesma coluna publicou foi servido manga e goiaba em algumas escolas levados pelos próprios alunos pra não ficarem com fome, só que esta semana que passou deixaram 04 dias sem merenda, e que desta vez a safra de manga já acabou é chegada à hora da brincadeira acabar se podemos chamar isto de brincadeira uma irresponsabilidade e falta de planejamento por parte dos que dirigem o município de Campo do Brito deixar as crianças a ver navio foram 04 dias de segunda até a quinta feira sem merenda, segundo informações de pessoas que compõem o Síntese e o conselho do Fundeb as verbas estão chegando normalmente,  apelamos para o Prefeito Maim já que como prefeito não consegue resolver a situação o cidadão Manoel de Souza conforme dados fornecido ao Tribunal Regional Eleitoral e publicado em alguns jornais, como prefeito mais rico de Sergipe não deixe as crianças passarem fome estamos em período da quaresma mais as crianças de Campo do Brito não sabem jejuar e a merenda é única refeição que muitos faz durante o dia pense nisto Maim, esperamos que o Ministério Público de Campo do Brito  Se veja esta matéria e chame a responsabilidade daqueles em que a população confiou mais 04 anos”.

 

A Hierarquia e a Disciplina não acabaram na Polícia Militar! I

Do PM Luiz Eduardo:Ouço constantemente nos meios de imprensa do Estado de Sergipe que está existindo a quebra da Hierarquia e da Disciplina dentro da Polícia Militar. A hierarquia e a disciplina devem fazer parte de qualquer instituição, seja ela militar ou não, devendo permear toda a sociedade para que não se instale a anarquia e a desordem. Sou integrante dessa instituição há aproximadamente 11 anos e não vejo esse fato acontecer dentro da corporação. Os Policiais Militares continuam respeitando esses dois pilares básicos das instituições militares. Agora! Existe um diferencial, muitos superiores hierárquicos desvirtuavam a hierarquia e a disciplina, tratando os seus subordinados com desrespeito, submissão e humilhação. Foi, exatamente, nesse ponto que a coisa mudou. Os policiais militares passaram a não aceitar mais essas arbitrariedades cometidas pelos seus superiores hierárquicos e começaram a reivindicar os seus direitos, plenamente consagrados na Carta Magna de 1988, pois o cidadão militar, ao contrário que muitas pessoas pensam, também foi alcançado pela Constituição Federal”.

 

A Hierarquia e a Disciplina não acabaram na Polícia Militar! II

Continua Luiz Eduardo: “O que está acontecendo, trata-se de um processo que dura mais ou menos 15 anos, onde a capacitação profissional e o nível intelectual, dos militares que, de lá para cá, ingressaram na corporação, é outro. Mudou-se o perfil do policial semi-analfabeto de outrora, para um perfil mais requintado, mais qualificado. O Policial Militar de hoje consegue pensar, sabe onde o seu direito está sendo afrontado, procura agir dentro da legalidade, emite opiniões, não têm vergonha de se expressar, ou seja, deixou de ser um mero cumpridor de ordens. Isso tudo, incomoda bastante, principalmente quem se utilizava dessas práticas para reprimir, persuadir e controlar os militares. Chega! O Estado Democrático de Direito completou 20 anos e veio para orientar a vida de todos os cidadãos brasileiros, não é mais admissível que apenas os militares fiquem presos ao passado e a Ditadura Militar. Diante de tudo que foi dito, seria prudente que o Governador Marcelo Déda procurasse ser menos incisivo nas suas declarações contra os Policiais Militares e dialogasse verdadeiramente com a classe, trazendo de volta a paz e a tranquilidade que o nosso estado tanto precisa”

 

SMTT e os congestionamentos

Do leitor Edilson: “Na quarta-feira da semana passada estive no shopping Rio-Mar após as 20:00 horas, e lá chegando, pude observar, próximo à entrada externa da loja do GBARBOSA, a ação de dois agentes da SMTT que multavam alguns veículos estacionados em locais reservados à veículos de idosos ou deficientes, não reparei bem. A lei tem que ser cumprida, não há dúvida quanto à isto. O que me revolta é ver na cidade, nos horários de pico, inúmeros pontos de congestionamento onde a presença de um  agente de trânsito ajudaria muito a diminuir o sofrimento dos motoristas e até a ocorrência de acidentes, mas nestas horas não se vê a presença dos agentes de trânsito. Particularmente não tenho nenhuma dúvida de que a SMTT de Aracaju  prioriza é a pura e simples arrecadação de dinheiro, via multas. A balela de que investe em educação de trânsito e outras tantas mentiras ou meias-verdades serve apenas como disfarce para uma entidade definitivamente caça-níqueis. Aliás, as maquininhas da empresa que administra os parquímetros lembram muito as maquininhas caça-níqueis, com a diferença de que a sorte sempre vai estar do lado da Varga-Scatena,  que implantou suas maquininhas no governo de João Augusto Gama, passou pelo de Deda  e continua forte e firme com Edvaldo Nogueira, sempre com o prestativo apoio dos agentes da SMTT para multar os que se atrevam a estacionar por mais de cinco minutos sem usar o “tiket”. É um caso impar de longevidade contratual que causa estranheza e cheira mal.  Um abraço!”.

 

Praia de Aruana, Banho Doce e turismo

Do leitor Romualdo: “Gostaria de expressar minha satisfação pela informação prestada pela assessoria da EMURB, no  entanto, é muito estranho que não tenha aparecido nenhuma empresa ou construtora interessada em uma obra com orçamento em torno de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais). Pelo jeito nossa construtoras estão buscando obras mais vultosas.  Questiono ainda o estado de abandono da fonte de água, não são necessários valores tão altos para fazer uma mudança de cano, que se faça pelo menos a troca do cano. Certifico que não sou engenheiro ou arquiteto, porém, para que a água possa jorra do alto do cano, basta uma medida paliativa, simplesmente para que os frequentadores do Banho Doce não precisem ser atletas de academias, mas simples mortais que buscam no banho um relaxamento a mais, logo assessoria da EMSURB, providenciem o conserto do cano, até que sejam construídas as obras mais complexas”.

 

Saúde em Itaporanga

Do leitor Carlos José Santos: “Sinto muito mas creio que a assessoria da prefeitura de Itaporanga deva estar equivocada. Confirmando a denúncia do leitor Emanoel, não há médico plantonista na parte da manhã no plantão 24 horas, o que está acontecendo é que devido a falta de médico na urgência, os médicos que atendem os povoados, como essa médica Jadijne, informada pela assessoria, que normalmente atende a região do Sapé, eles estão deixando de irem a zona rural para cobrir a falha do plantão, ou então a própria secretária que é medica cobre a falta de médico plantonista. afirmo isto porque esta semana levei uma senhora que não estava bem até o plantão 24 horas e fui informado que não tinha médico, a auxiliar de enfermeiro me disse que não tinha médico mas pela manhã a doutora Tecilia estava dando apoio, mas ela precisou sair naquele momento e voltaria a tarde. com medo de esperar e o caso da senhora fosse grave, resolvi levá-la logo ao hospital João Alves. politicagem é o que está acontecendo ao esconder a verdade da população para não sair mal na “fita”. a falta de médico está acontecendo em todo o estado, então, não precisa esconder que há dificuldade de encontrar profissional. informar a população ajudara em aliviar a tensão e será muito mais honesto”. 

 

Frase do Dia

“E a angústia das Máquinas / na canseira rotativa do trabalho  cotidiano. E a angústia cósmica da Terra, / a rolar no espaço, /  nostálgica do contato de outras terras. E ainda a angústia das Nações  a se exterminarem, barbaramente, / no determinismo sangrento das  hecatombes guerreiras / E,  finalmente, a suprema angústia / a  angústia eterna, / a angústia de Deus, / que, no dizer de Nietzsche, /  tem o seu próprio inferno na desgraça do homem!  Verso de Mário Cabral  no seu último livro “Seleções Versos”, publicado no ano passado.

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários