JAF: ultrapassando limites

0

Vários leitores, através de e-mails, pediram para que o blog comente as declarações do deputado Mendonça Prado exigindo respeito de João Alves por conta de uma entrevista do ex-governador de que só discute com os grandes e o DEM tem Mendonça e Augusto para discutir as questões menores.

 

As declarações do ex-governador ultimamente demonstram que ele deixou a prudência de lado e, sem papas na língua, atacou todos os prefeitos, depois Tonho de Dorinha, prefeito de Poço Verde, o aliado Albano Franco e por último o próprio genro, o deputado federal Mendonça Prado e de quebra deputado estadual Augusto Bezerra.

 

O estopim foi uma entrevista concedida por João Alves na última sexta-feira ao programa de Eduardo Abril, na FM Itabaiana. Prado já estava chateado com as declarações anteriores, sobre a origem política dele. Todo mundo sabe que o pai de Mendonça, Luciano Prado foi deputado estadual por diversos mandatos e uma liderança política forte em Sergipe, principalmente na década de 70. Esquecer disso é tentar jogar o passado por debaixo do tapete.

 

No livro “A Arte da Prudência”, Baltasar Gracián – filósofo e jesuíta espanhol – alerta para a necessidade para a virtude da prudência, principalmente para os políticos. Escrito há mais de 300 anos, a lição ainda e moderna e atual. E serve para o ex-governador João Alves Filho: Esta é uma das primeiras regras da prudência. As grandes inteligências sempre deixam muito caminho livre antes dos momentos críticos: há muito que andar de um extremo a outro e elas sempre estão centradas em sua sabedoria… Há homens imprudentes que, por temperamento ou nacionalidade, se encontram facilmente em situações difíceis. Mas o que caminha à luz da razão vai sempre muito atento, considera melhor não se arriscar do que vencer o perigo. Quando encontra um tolo imprudente, evita tornar-se o segundo.

 

João Alves com as novas declarações ultrapassou o limite do bom senso e esqueceu da arte da prudência. Mais do que um debate político com Mendonça Prado, João criou um imbróglio familiar com o genro. Sem falar na situação em quem deixou Augusto Bezerra, que sabe como ninguém defender o indefensável.

 

Em meio a uma batalha onde tenta explicar o inexplicável e onde foi réu confesso no caso do projeto das contratações temporárias, Augusto hoje é motivo de chacota dos colegas na Assembléia: foi colocado, pelo próprio João Alves, como um debatedor de picuinhas e de pouca expressão. João extrapolou todos os limites e isso pode custar caro para quem deseja ser candidato a governador em 2010.

 

Moral para retirar Flávio do TC

Ontem, 21, ao ler o artigo deste jornalista com o título “Amorim, Déda e Flávio: criadores e criaturas”, um experiente político de Sergipe, hoje sem mandato disse que é difícil a AL aprovar o projeto de Ana Lúcia. Ele concordou que a questão é moral, mas não apenas de Flávio, mas de muitos parlamentares que devem “muitos favores” ao conselheiro afastado. Citou desde a estadia por alguns anos em um apartamento cedido por Flávio até as necessidades atendidas durante o processo de votação do nomes dele na AL. Se a autoridade estiver certa, este jornalista já começa a pensar que vai sobrar pouca gente com a autoridade moral necessária para votar contra Flávio…mais detalhes nos próximos dias…

 

Málaga, mais do que uma província…

O blog recebeu a informação que Málaga, a província espanhola tem muito mais do que uma zona turística fascinante. Ela foi objeto de desejo e barganha durante quatro anos em Aracaju… Uma história que deixa qualquer aperriado…

 

Licitações limpeza urbana

Os relatórios sobre licitações em alguns municípios de Sergipe, que estão sendo analisados pelo MP e outros órgãos vão ganhar repercussão nacional. Tem até um jurista de renome disposto a mostrar para a mídia nacional. Pelo jeito os exemplo de Sergipe servirão para acabar com muita coisa…

 

Reunião com o Bird no CE

O governador Marcelo Déda viajou ontem, 21, para Fortaleza (CE) onde ao lado de outros governadores do Nordeste debaterá com técnico do Bird empréstimo para diversas áreas.

 

Azaléia chega a 3 mil empregos

Em visita na tarde de ontem à fábrica da Azaléia, em Frei Paulo, o governador Marcelo Déda e o secretário Jorge Santana (Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Turismo) foram conferir de perto o resultado dos investimentos do grupo Vulcabras/Azaléia em Sergipe, que em 2007 empregava 1,6 mil trabalhadores e atualmente atinge 2,9 mil, devendo quebrar a barreira dos 3 mil ainda este mês.

 

Medidas antidumping

A retomada dos investimentos do setor calçadista em todo o país deve-se à adoção, pelo governo Federal, de medidas antidumping aplicadas sobre as importações de calçados originários da Ásia e que estavam chegando ao Brasil a preços subfaturados, gerando concorrência desleal com a indústria nacional. Apoio do governador Segundo o presidente da Vulcabras/Azaléia, Milton Cardoso, a adoção de tais  medidas contou com apoio decisivo do governador Marcelo Déda, que mobilizou seus colegas do Nordeste em defesa dessa causa.

 

Situação se inverteu

Segundo o secretário Jorge Santana, nos primeiros meses desse ano o setor calçadista viveu momentos muito difíceis. As unidades da Azaléia em Sergipe estavam super-estocadas e convivia-se com o temor da iminente necessidade de redução de postos de trabalho. Agora, a situação se inverteu, estando as fábricas com os menores níveis de estoque e com o maior quadro de empregados da história.

 

Ampliação da fábrica

Mas isso não é tudo: durante a visita de hoje, o governador autorizou a Sedetec e a Codise a iniciarem negociações com a empresa para viabilizar a ampliação da fábrica, o que poderá significar cerca de 300 novos empregos em Frei Paulo.

 

Legislação eleitoreira

Ontem, 21, o líder do governo na AL, Francisco Gualberto lembrou que a lei que regulamentava as contratações temporárias no governo estadual é de 1990, fruto de uma ação judicial do próprio DEM no ano passado. Mas em maio de 2006, o então governador João Alves enviou à Assembleia uma legislação que teve o apoio de Augusto Bezerra e significou quase 10 mil contratos temporários espalhados pelo Estado às vésperas da eleição. “Isso sim era uma legislação eleitoreira, imoral. A legislação que vamos votar e aprovar amanhã (terça-feira), vai é fechar as portas das estações dos trens da alegria de João Alves”.

 

Compra de voto

Por várias vezes, Francisco Gualberto enfatizou a falta de seriedade de Bezerra no que diz respeito à lei das contratações temporárias. “É minha obrigação dizer isso ao povo de Sergipe. Estou nessa casa legislativa sem nunca ter comprado um voto de ninguém, nem nunca ter recebido um centavo de um empresário”, frisou o petista. “O que queremos dizer é que em maio de 2006 ele votou numa legislação imoral, e em dezembro, quando o governo dele perdeu a eleição, entrou na justiça pedindo a condenação dos atos que ele mesmo praticava. A gente pode considerar isso sério?”, questionou Gualberto.

 

Visita José Dirceu

A visita do ex-ministro José Dirceu ontem, 21, serviu para dar um ânimo aos petista sobre a candidatura da ministra Dilma Rousseff. Além de cuidar das candidaturas do campo majoritário do PED do PT, José Dirceu vem costurando alianças em todo país. Ele almoçou com Déda e algumas lideranças do PT.

 

Manifestação contra Carlos Britto

Uma boa oportunidade para o Sindjor e as demais entidades que fizeram uma manifestação contra Gilmar Mendes, por conta da extinção do diploma de jornalista fazer ato idêntico contra o ministro do STF e sergipano, Carlos Britto. Ele será palestrante no dia 02 de outubro, no Congresso Nacional de Estudos Juridicos que acontecerá em Aracaju, no hotel Parque dos Coqueiros. Um evento de repercussão nacional. Certamente será um bom momento para manifestar todo o descontentamento dos conterrâneos sergipanos contra o ministro.

 

Conep aprova criação do Campus de Lagarto

Reunido ontem à tarde na cidade de Laranjeiras, o Conselho do Ensino e da Pesquisa da Universidade Federal de Sergipe (Conep) aprovou a criação do Campus da Saúde da instituição de ensino na cidade de Lagarto. A aprovação, conforme o reitor Josué Modesto dos Passos Subrinho, foi por unanimidade e  na próxima sexta-feira, às 8h30, em Itabaiana, o mesmo processo será avaliado pelo Conselho Superior (Consu). A aprovação agilizará a implantação do campus, inclusive a contratação de professors e criação de estrutura para docentes, discentes e estudantes.

 

Novo Campus funcionará em agosto de 2010

Com a aprovação da criação do Campus de Lagarto, onde funcionarão os cursos de Medicina, Enfermagem, Odontologia, Nutrição, Fonoaudiologia, Fisioterapia,  Farmácia, e Terapia Ocupacional, a UFS fará concurso vestibular em junho ou julho do próximo ano e as aulas começarão em agosto. Vão ser  oferecidas 50 vagas em cada curso, segundo informações de Josué Modesto. À reunião do Conep compareceram, além dos conselheiros, o prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro, e a secretária-adjunta da Saúde do Estado, Mônica Sampaio.

 

43.225 novos livros

Desde que assumiu a reitoria da UFS, o professor Josué Modesto dos Passos Subrinho tem lançado programas que estimulam o crescimento e o ensino e aprendizagem de qualidade. No mês passado ele anunciou um investimento do Reuni de R$ 16 milhões, no Programa Proequipamentos, em laboratórios. Mas nos últimos cinco anos a Universidade Federal adquiriu, através do Proquali, exatos 43.225 novos livros para as suas bibliotecas, contando com as indicações dos professores e departamentos.

 

Blitz da SMTT nas praias

Ontem, 21, através de reportagem exibida pela TV Sergipe este jornalista foi informado que no domingo a SMTT fez uma blitz nas areias das praias. As fotos exibidas ontem foram tiradas no sábado, quando tinham agentes de trânsito na Aruana, mas tinham carros logo após estacionados e transitando nas areias. Não adianta fazer blitz apenas para mostrar na imprensa. É preciso que elas sejam constantes durante todos os finais de semana por toda extensão da Sarney.

 

Jornalismo para o MST I

Uma das questões mais polêmicas do momento é a que diz respeito à atuação do Movimento dos Sem Terra – MST. A Universidade Federal do Ceará acaba de confirmar a implantação de um curso de jornalismo direcionado exclusivamente a integrantes do referido movimento, o que acontecerá a partir do ano letivo de 2010. O curso já foi devidamente aprovado pelo Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA), do Ministério de Desenvolvimento Agrário.

 

Jornalismo para o MST II

Contudo, segundo pronunciamento divulgado em junho, pela Justiça Federal, essa iniciativa fere os princípios de igualdade, legalidade, isonomia e razoabilidade do direito brasileiro, não obstante o seu indiscutível caráter inclusivo. Haverá um vestibular especial, através do qual serão selecionados 60 candidatos, sendo que o curso também garante acesso à formação em pedagogia e pós-graduação.

 

Banese lança campanha de acessibilidade

O Banco do Estado de Sergipe (Banese) lançará na próxima quinta-feira, 24, uma campanha publicitária para comunicar que está disponibilizando em toda a sua rede de agências caixas eletrônicos totalmente adaptados a pessoas com deficiências visuais, auditivas e motoras. A campanha será lançada às 8h30, na agência do Banese Antônio Carlos Franco, localizada à Avenida Ministro Geraldo Barreto Sobral, 30, em frente ao Shopping Jardins.

 

Modernização administrativa

O governador Marcelo Déda e o presidente do Banese, Saumíneo Nascimento, deverão comparecer à solenidade. Durante o evento, serão assinados convênios de apoio financeiro do Banese à Associação dos Deficientes Visuais de Sergipe (Adevise) e ao Instituto Pedagógico de Apoio à Educação dos Surdos de Sergipe (Ipaese). O Banese vem fazendo, desde 2007, investimentos de cerca de R$ 30 milhões na área de tecnologia e modernização administrativa. Segundo Saumíneo Nascimento, os investimentos são necessários para consolidar cada vez mais a presença da instituição no Estado e permitir a realização de negócios atendendo às expectativas dos clientes.

 

Em Vitória

Um grupo formado por 42 lojistas de Sergipe estão desde ontem, domingo, e permancem até quinta-feira na cidade de Vitória (ES), com o apoio do Sebre/SE. Eles participam da 50ª Convenção Nacional do Comércio Varejista organizado pela CNDL. Temas variados serão debatidos amplamente como cartões de crédito, automação comercal, abertura do comércio aos domingos e feriados, dentre outros. A bancada de Sergipe é coordenada por Gilson Figueiredo (FCDL), Everaldo Torres e Samuel Schuster (CDL/Aracaju).

 

Os segredos da Loba

O jornalista e cronista Cleomar Brandi lança, na próxima quinta-feira, o primeiro livro de sua carreira, intitulado “Os Segredos da Loba”. Será a partir das 18 horas, no Espaço Cultural Semear Petrobras. O livro agrega 71 crônicas escritas ao longo de anos, em que Cleomar reside em Aracaju, cidade que o acolheu há 25 anos, quando trocou a capital baiana pela sergipana. “Na verdade, existem crônicas novas, não publicadas em jornais, que incluí no universo deste livro”, diz o jornalista.

 

CTB promove segundo Encontro Nacional

De 24 a 26 de setembro, em São Paulo, a Confederação dos Trabalhadores do Brasil promoverá seu segundo encontro nacional, com previsão de participação de mais de 1.500 delegados sindicais.

 

Bancários rejeitam proposta da Fenaban

Os bancários rejeitaram a proposta rebaixada feita pela Federação Nacional dos Bancos. Há sinais de que haja decretação de greve geral, a partir da próxima quinta-feira.

 

Aposentados do BB reúnem-se em Brasília

A Federação das Associações de Aposentados do Banco do Brasil fará realizar, no dia 24, quinta-feira, conclave em que estarão presentes as principais lideranças dos aposentados e pensionistas do BB. CASSI e PREVI, as caixas de assistência e de previdência, como sempre, dominam a pauta estabelecida. A mineira Isa Musa Noronha é a presidenta da FAABB. Dentre os convidados especiais, destacam-se o jurista Bernardo Medeiros, do Rio Grande do Sul, Egydio José Piani, de São Paulo e Ruy Brito, da UNAMIBB – União dos Acionistas Minoritários do BB.

 

Encontro Estadual dos Agrônomos 

Confirmado para os dias 23, 24 e 25 de setembro, a ter lugar na sede da AEASE. Têm presenças previstas o governador Marcelo Déda Chagas e o secretário de agricultura, Paulo Carvalho Viana.

 

Tragédia da privatização

Reportagem de capa da revista Carta Capital desta semana coloca em evidência a tragédia da privatização do setor energético do país. A matéria mostra porque o Brasil tem, hoje, uma das maiores tarifas do mundo. De outra parte, os industriais paulistas ameaçam ir à Justiça contra os reajustes da COMGÁS.

  

Calendário esportivo

No próximo mês de outubro, estarão completando um século de existência os clubes Cotinguiba (10) e Sergipe (17). Em novembro, no dia 10, a atual FSF – Federação Sergipana de Futebol, fará 83 anos. Sua fundação, com o nome de Liga Sergipana de Esportes Atléticos, aconteceu em 10 de novembro de 1926. Seu primeiro presidente foi Edson de Oliveira Ribeiro.

 

Televisão: 59 anos no Brasil

Na última sexta-feira, fez 59 anos que a televisão foi introduzida em nosso país. A primeira emissora de TV foi a Tupi, de São Paulo. O empresário Assis Chateaubriand, o Chatô, líder máximo dos Diários e Emissoras Associados, instalou a TV Tupi, adquiriu 200 aparelhos receptores e os espalhou por diversos pontos de São Paulo. A RCA, empresa americana, foi a parceira nesse empreendimento que marcou a história da comunicação social no Brasil.

 

DO LEITOR

 

E por falar em saudades…

Do leitor Tadeu Rodrigues: “E por falar em saudades, por onde anda os belos discursos do governador os quais ele se utilizou para atenuar o papelão  do então Comandante da Polícia Militar, Cel. Péricles, que foi à imprensa e informou que o certame? o qual fora de sua competência no ano de 2005  – já havia expirado?  Não mais do que as promessas nefastas do Governador que conseguira tranquilizar os convocados dizendo que logo faria um concurso público para suprir aquelas 500 vagas que ora ficaram perdidas na desorganização daquele comando, nada foi feito.  Ocorre que já Faz dois anos daquela jogada de marketing do Governador e ninguém dá uma resposta positiva àquele fato inusitado que o Cel. Péricles protagonizou, nem tampouco se ver um governo preocupado com um efetivo defasado que hoje é fato na PMSE.  Junto a esses episódios vemos com muita preocupação dezenas de policiais indo mensalmente para reserva e nada é feito para fazer frente a este encolhimento no efetivo policial, sobretudo no interior.  Enquanto isso, é ele (o interior)  que vem perdendo na batalha contra a violência”.

 

A Lista de Schindler – começam as demissões na prefeitura de Itabaiana

Texto de Jamyson Machado, no portal Itnet: Quantos empregos valem um grande aluguel? Quantos empregos valem as locações de veículos? Quantos empregos valem a mordomia de alguns? Quantos empregos valem as mega-festas? Quantos empregos valem os altos salários? Quantas pessoas perderão os empregos para manter a vantagem de muitos? Escorado em um acordo com os ministérios público, a prefeitura de Itabaiana começou as demissões. Contratados que possui parentes que também possuam contratos, um dos dois terão que perder o emprego. Essa é a cobrança do judicial. Quero ver isso na prática. Quero ver se existe pulso para demitir alguns.No filme “A lista de Schindler” um nazista tentava salvar os Judeus, que trabalharam para ele, do holocausto. Em suas tentativas o mesmo fez uma lista que libertava centenas de judeus aprisionados em campos de concentração, em troca do dinheiro que ele tinha ganhado durante a guerra fabricando armas. Ao perceber que a guerra teria acabado o mesmo lamentou não ter trocado seu carro, seu relógio de ouro, seus pertences por vidas humanas, se achando ainda muito egoísta, por ter ficado com alguns pertences que poderiam ter salvo outras vidas.Schindler sem dinheiro fugiu e acabou sendo protegido pelos judeus em Israel. Alguns anos depois, por seus atos de generosidade, Yad Vashem decidiu reconhecer Oskar Schindler como um honorável entre as nações.Quantos empregos poderiam ser salvo se o egoísmo não fosse maior do que os projetos de vida dos que serão demitidos? Jamyson Machado – Cientista Social.

 

Aperte os bolsos, a ANAC sumiu

Do leitor Messias Gonçalves; “Eu não consigo entender como a ANAC (Agência Nacional de Aviação), permite a maneira de como agem as companhias de aviação no nosso País, quando o assunto são as tarifas.  Você entra em qualquer site delas, e faz as simulações para os seus voos. Geralmente elas oferecem de quatro a cinco opções de preços, em cada voo. Até ai tudo bem, já que para cada preço, existem, requisitos, normas, privilégios, etc., porém, geralmente a tarifa menor, quase que freqüentemente se encontra ?esgotada?, obrigando-nos a pagar sempre mais caro. Aí é que está à falta de respeito para com os seus clientes e pior de tudo, com consentimento da agência reguladora.  Caberia ao passageiro/cliente escolher qual tarifa pagar. Não ter que aceitar as imposições das companhias. O pior de tudo é que para elas tanto faz. Elas mostram mesmo que há poltronas vazias nos voos, mas que o preço é diferente.  Caberia a nós passageiros, dizer se queremos tarifa cheia ou não, como costumam dizer.  O pior de tudo isso é nunca vi esse assunto ser abordado na imprensa, no congresso nacional. Elas deitam e rolam sobre nós passageiros. E o pior é quando acontece o que eu vou relator a partir de agora. Por diversas vezes, simulei Aracaju/Maceió/Aracaju. E por diversas vezes, já encontrei na ida ou na volta, passagens a preços que giram em torno de R$ 69,00 e que o outro trecho, em até R$ 200,00 ou mesmo R$ 400,00, já que teria de ir até Guarulhos em São Paulo, para só depois chegar a um dos destinos. É outro descaso.  Que culpa o passageiro tem para ter que pagar mais caro? Nesta situação, a passagem deveria ser cobrada com o mesmo valor do trecho mais barato. Não é o passageiro que está querendo andar mais ou menos. É a companhia que não disponibiliza”. Messias Gonçalves.

 

Participe ou indique este blog para um amigo:

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“Todo tolo é obstinado  e todo obstinado é tolo. Quanto mais equivocada a opinião, maior  a tenacidade em defendê-la. Quando há evidências  de erro, ceder é o mais  honesto, pois  demonstra elegância , sem perder a razão”.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários