Maio: mês das noivas…E dos noivos!

0

Casamento de Laís e Ricardo

Celebrado no mundo inteiro, o casamento é a festa de família mais antiga da história da humanidade. O mês de maio é significativo por causa da tradição dos países setentrionais, que ficam no hemisfério norte, onde nesta época a natureza presenteava as pessoas com as flores da primavera associadas à celebração do amor e fertilidade.

Desde o século nove, esse mês, também evidencia o enlace matrimonial pelo sacramento da igreja católica, além da festa de consagração a Maria, mãe de Jesus e comemoração do Dia das Mães.
Variando de cultura para cultura, de religião para religião, celebrado civil ou religiosamente, é através do casamento que homens e mulheres oficializam uma união e constituem uma família. O importante é que os noivos encontrem a época ideal para realizar o desejo de casar.

A festa do casamento tem-se adaptado aos tempos e modos de viver hoje, revivendo algumas tradições, perdendo e ganhando outras que foram legalizadas. Um novo olhar deve ser visto pelas pessoas que atualmente expressam seus desejos mais nitidamente, sem preconceitos e medos, garantindo direitos e deveres entre os gêneros.

A paixão e o amor dos namorados levam a necessidade de uma união mais forte consagrada pelo casamento, permanecendo alguns costumes como o noivado e o pedido, dando asas à imaginação com ideias cada vez mais criativas e românticas. Como será o seu pedido de casamento? Muitos viajam e outros fazem em restaurantes incríveis. Existem também jantares em família onde se formaliza o noivado, outros revivem o local onde se conheceram, se ajoelham, usam pétalas de rosas, canções, natureza e oferecem o anel de noivado.

Apesar das várias modernidades no modo de se relacionar com o par ideal, o sonho do casamento continua vivo entre os casais que devem se preparar, tomando algumas providências para realizar a festa perfeita, sem causar problemas pelo nervosismo e ansiedade, gerando muitas vezes, discussões entre os noivos. Hoje em dia os noivos agem com mais liberdade e devem ter consciência do que podem gastar para não começar uma vida a dois com dívidas.  Muitos, pensam no 13º salário do mês de dezembro e preferem aproveitá-lo para casar nesta época mas é também de  alta estação, fazendo com que as viagens e hospedagens sejam mais caras. O importante é encontrar uma época que satisfaça a necessidade do casal.

Noivas lembrem que a festa não é exclusivamente sua. O noivo demonstra menos empolgação e deixa muitas vezes tudo por conta da mulher. Deixe-o participar dos planos e sonhos para a cerimônia e recepção. No momento dos preparativos inclua também os seus pais, pois é um momento marcante também na vida deles. Quando fizer a lista de convidados deem uma boa quantidade de convites para os amigos deles.

A cumplicidade deve ser explorada já no início, pois sem ela a realização será somente de uma pessoa. É mais gostoso dividir os sonhos e compartilhar as emoções. O importante é manter abertas as linhas de comunicação porque não adianta satisfazer as necessidades somente de um companheiro. Quando se quer efetivar uma união, existem valores que devem ser edificados na vida de um casal. Uns deles são: aceitar as diferenças do outro sem querer modificá-las; ter tolerância; ter gratidão e oferecer o que o outro deseja. O egoísmo tem de ser banido para entrar a doação na forma do amor. Depois que se estabelece o entendimento do casal, fica mais fácil celebrar o casamento, com o pé na realidade financeira, lidando com o orçamento existente, dividindo as despesas de acordo com as posses de cada um e com a dedicação e amor que o outro tem para oferecer.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários