Na lata do lixo

0

Na lata do lixo

O projeto de aterro sanitário da grande Aracaju poderá terminar em uma lata de lixo qualquer. Apesar do esforço titânico do prefeito da capital, Edvaldo Nogueira (PC do B), em implantá-lo, os obstáculos a serem transpostos são enormes. Primeiro a Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) negou licença para o empreendimento e agora o prefeito de Socorro, Fábio Henrique (PDT), disse que não aceita o aterro em seu município. Segundo o pedetista, não é justo que Socorro receba todo o lixo de Aracaju e ainda pague R$ 3,5 milhões para a implantação do dito aterro em seu território. Pelo visto, Edvaldo terá que conseguir outra localidade para implementar o polêmico projeto, ou se conformar com o lixão da Terra Dura.

Pedindo a bênção

Políticos que decidiram migrar para o embrionário PSD foram ontem pedir a bênção do governador Marcelo Déda (PT). Embora em outro partido, o petista é o xerife da nova legenda, pois foi ele quem conseguiu autorização do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, para organizar o PSD no Estado. Os líderes políticos informaram a Déda que seis municípios sergipanos não receberam as certidões dos cartórios para instalação das comissões provisórias.

Quem não chora…

O deputado estadual Augusto Bezerra (DEM) abriu a boca semana passada contra a mesa diretora da Assembléia porque seus projetos de Lei não conseguem tramitar. Prometeu cobrar diariamente que as matérias sejam analisadas pelas comissões temáticas e denunciar a discriminação que vem sofrendo. O choro deu resultado: ontem o Legislativo aprovou um projeto de Augusto obrigando as empresas de transporte coletivo a instalar no interior dos veículos recipiente para a coleta de lixo.

Conversa mole

Cercado por empresários de transporte coletivo, o prefeito Edvaldo Nogueira prometeu lançar em março de 2012 o edital para a licitação do transporte de passageiros da capital. Ora, se não fez isso até agora, como é que alguém vai acreditar que fará justo num ano de eleições municipais? Alguém acredita que a Prefeitura vai contrariar os empresários do setor, que também são políticos e apóiam o grupo político que está no poder há sete anos? Conte outra, prefeito!

Condenado

O ex-prefeito de Propriá, Renato Brandão (PMDB), vai precisar gastar um dinheirinho com advogados para só depois pensar em disputar a Prefeitura daquele município. É que Renatinho foi condenado a três anos e meio de prisão e está proibido de exercer cargos públicos. De uma forma ou de outra ele vai trabalhar por Propriá, pois caso não consiga reverter a condenação, terá que prestar serviços aos propriaenses para não ficar preso.

Chupa de peito

A coluna Periscópio do Jornal da Cidade publica hoje a seguinte nota: “O governador Marcelo Déda (PT) considerou um absurdo a declaração do radialista-deputado Gilmar Carvalho (PR), que chamou o prefeito Edvaldo Nogueira e os vereadores aracajuanos de comparsas. ‘O deputado foi completamente inadequado, agressivo e despropositado. Mesmo que os vereadores fossem adversários, a expressão não deveria ter sido usada’, reagiu Déda”. Tá certo!

Haja leite

Deve ser inaugurada em outubro próximo a Sabe Alimentos Ltda, localizada em Muribeca e com capacidade para processar diariamente 330 mil litros de leite. Pertencente ao Grupo Albano Franco, a indústria vai produzir inicialmente UHT (alta temperatura), creme de leite, leite condensado e bebidas lácteas, como achocolatados e leites aromatizados no sabor morango, entre outros. O Grupo está investindo R$ 800 milhões na Sabe Alimentos, que deverá gerar 200 empregos diretos.

Na frente

O Tribunal de Justiça de Sergipe é o melhor do país em termos de agilidade dos processos. Resultado semestral do cumprimento das metas de 2011 pela Justiça brasileira e divulgado ontem pelo Conselho Nacional de Justiça revela que Sergipe já cumpriu três das quatro metas estabelecidas. Quanto à meta 3, que estabelece o julgamento de todos os processos distribuídos em 2011, o Tribunal sergipano aparece em primeiro lugar, com o percentual de 117,5% de processos julgados.

Largue o vício

Conforme o blog divulgou a semana passada, os cigarros poderão ficar até 20% mais caros a partir de dezembro, caso os fabricantes repassem todo o aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados para os consumidores. Até 2015, o reajuste acumulado deve ser 55%. Além do reajuste de 20% no fim do ano, os cigarros devem subir 12% em 2013, 13% em 2014 e 10% em 2015. Só tem um jeito: largar este vício desgraçado.

Do baú político

Em 1962, o jovem José Carlos Teixeira disputava pela primeira vez um mandato, o de deputado federal pelo PSD. Foi a Itabaiana, terra de sua família, fazer campanha e violou uma regra básica da cidade: pregar seus cartazes nas paredes das casas. Ninguém, a não ser o chefe político udenista Euclides Paes Mendonça, podia fazer isso. E por que Zé Carlos foi lá, colou a propaganda e não aconteceu nada? Segundo o jornalista Luiz Eduardo Costa, ao perceberem o jovem candidato pregando os cartazes, os homens do líder itabaianense tentaram impedir. Como não conseguiram, foram ao chefe: ‘Nós fomos empatá-lo, mas ele é neto de Dona Caçula’. Euclides ouviu calado e revogou a ordem, acrescentando: “Vá lá e diga a ele que pode pregar os cartazes onde quiser”. E por que o ‘manda chuva’ político de Itabaiana recuou como se fosse um cordeirinho? De acordo com Luiz Eduardo, porque Euclides e os irmãos Pedro e Mamede Paes Mendonça – três meninos pobres – colocavam seus cavalo no pasto de capim farto pertencente a Dona Caçula, que nunca lhes cobrou nada pela alimentação dos quadrúpedes. O jovem candidato se elegeu para a Câmara dos Deputados.

Resumo dos jornais 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários