Ney por dentro

0

NEY POR DENTRO OU A ARTE
DO ÍNTIMO CONSUMIDO

Ney Matrogrosso

Difícil você chegar até ele. Enigma puro. Uma transcendência inacreditável a olhos nus. Difícil acreditar que quando ele entra no palco consegue ser tudo ao mesmo tempo agora.
É aparentemente tímido. Aparentemente. Não levanta a voz. É um lorde. Príncipe do encantamento e do absurdo. Assim o encontrei de pé no hall do hotel em que está hospedado em Aracaju, para o show “Beijo Bandido”.

Ney é daqueles seres que a gente guarda desde a infância, como um álbum que a gente nunca quer perder de vista. Sua arte se confunde com a vida das grandes divas: Maria Callas, Ella, Elza Soares, Dolores Duran, Maysa. Mas não é só isso: Ney é a ópera. O desejo de Tristão e Isolda. Nem alegre, nem triste. Legítimo equilíbrio da cabala: sideral e vasto como a ideia que desabrocha par ao infinitum. Nem Deus, nem bandido, – um beijo roubado, beijo bandido – quem não o tem ou teve?
A voz de Ney Matogrosso dispensa ateus e crentes. É a perfeição do plexo, do amálgama, da suprema compreensão.
Ele, no pouco que pude captar, é a arte do íntimo consumido. É Ney Matogrosso. Espelho. Reflexo. Sombra povoada de punhais.

Ali mesmo no hall, ele falou ao blog da Infonet.
. você canta pra ser amado, pra ser entendido, sobrevivência ou divulgação da sua arte – é a coisa que eu mais gosto na minha vida. Então eu tenho a impressão que eu estou realizando o que eu vim fazer aqui.
. você pensa, daqui a 10, 15 anos, se isolar, escrever um livro, sua biografia – não pretendo escreve nada. Porque vc pra escrever, tem que escrever com nomes, porque se eu for contar as histórias em tenho que citar o nome, não com iniciais. Então não vou fazer.
. e quem é Ney Matogrosso lá dentro, no íntimo, quando entra no quarto e apaga a luz – eu sou uma pessoa que tenta ser normal, uma pessoa que não se ilude com o mundo, que não leva a sério essa história de sucesso, fama  e que tudo isso é um trânsito – tudo isso vai acabar num momento. Tenho plena convicção disso. Enquanto durar eu vou dar o melhor de mim. Mas vai acabar um dia.
. O que tira vc do sério – os péssimos políticos que nós temos.
. o seu perfeccionismo, a sua iluminação, além de tudo que a gente sabe de vc. Deus é isso: a beleza? Vc acredita em Deus?
– Deus está nisso também. Não acho que Deus é um senhor. Um ser punidor, em algum lugar do céu. Deus é a manifestação da vida. Tudo é Deus o tempo todo e isso é Deus também e se Deus é tudo nós somos a manifestação de Deus. E  o meu trabalho está incluído aí também.
. depois de Ney vc acha que surgiu algo de mais interessante neste país – quem pode responder isso é vc.
. vc come o que, Ney, vc come de tudo? – de tudo. Mesmo. Feijoada, toicinho, rabada, dobradinha, mocotó. Só não como cebola crua.
. uma palavra pra encerrar(coça a testa insistentemente) – Paz e harmonia.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários