Novo senador

0

Pelos próximos quatro meses Sergipe terá um novo senador. É o empresário do setor de transporte coletivo Lauro Antônio, também conhecido como ‘Laurinho da Bonfim’. Ele assume hoje a cadeira do senador Eduardo Amorim (PSC), que se afasta para se submeter a uma cirurgia no joelho. A posse está sendo vista pelos aliados de ambos como o cumprimento de um acordo feito durante a campanha eleitoral. Afirma-se também que este será o primeiro ensaio do suplente para assumir o mandato em definitivo a partir de 2014 por conta de uma possível eleição de Eduardo Amorim ao governo de Sergipe. Sem querer colocar o carro diante dos bois, ‘Laurinho’ nega tal possibilidade, alegando ser muito cedo para falar em 2014, pois antes teremos as eleições municipais de 2012.

Foi leiloado

O blog ficou sabendo que no local do antigo restaurante ‘O Tropeiro’, na orla de Atalaia, será erguido um Drive-Thru do McDonald’s. O imóvel, que pertencia ao Estado, teria sido adquirido através de leilão judicial ocorrido há alguns anos. O secretário estadual de Turismo, Elber Batalha Filho, desconhece tais informações e promete mover uma ação na Justiça para embargar a obra.

Boa grana

A receita dos royalties repassados para Sergipe teve uma variação positiva de 4,9% entre os meses de novembro e outubro deste ano. Segundo a ANP, Os municípios que mais se destacaram no repasse dos royalties em novembro foram Carmópolis (R$ 2,9 milhões), Aracaju (R$ 2,4 milhões), Rosário do Catete (R$ 2 milhões) e Japaratuba (R$ 1,1 milhão).  É ou não uma boa grana?

Sonho antigo

O canal de Xingó poderá se tornar realidade. O primeiro passo foi dado ontem em Aracaju com a assinatura de convênio no valor de R$ 15 milhões para elaboração do projeto básico da obra. Orçado em R$ 2,4 bilhões, o canal terá 305,7 km de extensão passando por Canindé, Poço Redondo, Porto da Folha, Monte Alegre de Sergipe e Glória. O convênio foi assinado pelo ministro da Integração, Fernando Bezerra, e o governador Marcelo Déda (PT).

Premiado

O ex-governador João Alves Filho (DEM) foi homenageado com o prêmio ‘Destaque Magnífico 2011’ por sua luta contra a transposição das águas do rio São Francisco. Eleito na categoria ‘homem atuação’, o demista recebeu a homenagem da criadora do prêmio, a publicitária Sildete Montiel, durante solenidade em São Paulo.

Herança tucana

E quem vai ter que dar explicações à Justiça para não perder os direitos políticos é a vereadora aracajuana Mirian Ribeiro (PSD). Ela é acusada pelo Ministério Público Federal de mau uso do fundo partidário do PSDB quando presidia o partido. Segundo a denúncia, os recursos foram utilizados para pagar contas em restaurantes, despesas em floriculturas e até com gastos funerários. A ação de improbidade contra Mirian está em andamento na Justiça Federal.

Justiça lenta

Mais de 80% dos juízes acreditam que o excesso de trabalho prejudica a tramitação dos processos em tempo razoável. Pesquisa realizada pelo Conselho Nacional de Justiça também evidencia alto grau de insatisfação com a segurança, já que quase 80% dos magistrados classificaram o item como ruim ou péssimo. Mais de 80% dos pesquisados se disseram satisfeitos ou muito satisfeitos com a profissão, e só 2,1% informaram que estão muito insatisfeitos.

Achou pouco

O empresário Samuel Schuster, presidente da Câmara de Dirigentes e Lojistas (CDL), entende que as medidas fiscais anunciadas pelo governo federal para estimular determinados segmentos industriais foram boas, mas insuficientes para atender a indústria como um todo. Visando incentivar o consumo, o pacote econômico estabeleceu a redução do IPI para itens da linha branca na indústria de eletrodomésticos e a desoneração de PIS/Cofins das massas industrializadas.

Noite de autógrafos

Será às 18h desta terça-feira o lançamento do livro Microcontos, de autoria do jornalista Célio Nunes, já falecido. Editado pela Secretaria Estadual de Governo e pela Segrase, o livro será lançado na Sociedade Semear, na rua Vila Cristina, em Aracaju. Pai do jornalista Cláudio Nunes, Célio foi editor do Jornal da Cidade e Correio de Sergipe, diretor da Segrase e publicou vários livros.

Do baú político

O racha político provocado na UDN com a candidatura de Seixas Dória ao governo de Sergipe contra o cacique udenista Leandro Maciel inspirou o deputado federal Euvaldo Diniz Gonçalves (UDN). No início de 1962, ele desembarcou em Aracaju anunciando que era candidato ao governo por se achar um nome para conciliar o partido. Em seu livro ‘História Polícia de Sergipe’, o professor Ariosvaldo Figueiredo conta que “Euvaldo sabia que seu projeto não poderia prosperar, mas acreditava na eficácia do seu jogo, que incluía a candidatura a senador por Sergipe de Sebastião Paes de Almeida, ex-ministro da Fazenda e seu amigo da maior intimidade”. Em março daquele ano, o deputado retira o nome da disputa majoritária em troca do apoio político do prefeito de Aracaju, Conrado de Araújo (PR), à sua reeleição. Também ganha o direito de indicar o engenheiro baiano Dilton Rodrigues da Costa como suplente do candidato a senador Júlio Leite (PR). Segundo Ariosvaldo, o entendimento estabelecia ainda que a cada ano do mandato, Dilton assumiria o Senado por quatro meses, “acordo que foi rigorosamente cumprido por Júlio Leite”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais